Blog do Walison - Em Tempo Real

Maranhão muda com o novo mapa do turismo brasileiro

Técnicos e gestores da área de Turismo, setor que cresce do Maranhão (Foto: Divulgação)

O mapa do turismo do Maranhão mudou, de acordo com levantamento divulgado pelo Ministério do Turismo (MTur) em Brasília. Em todo o país, foram identificadas 2.694 cidades de 333 regiões turísticas que foram validadas na atualização da plataforma do Governo Federal. No Maranhão, são 10 regiões turísticas e 54 municípios. O remapeamento do turismo no Brasil foi comemorado na Secretaria de Estado de Turismo (Setur).

Para o secretário de Estado de Turismo do Estado, Catulé Junior, o remapeamento é importante para o turismo. “A Setur reconhece que, por meio do Mapa, o Governo Federal desenvolve políticas públicas para o setor e reforça, aos gestores municipais, a importância de inclusão na listagem”.

A superintendente do Programa de Regionalização do Turismo no Estado do Maranhão, Gloria Maria Pinto, explicou que o Mapa do Turismo Brasileiro é um instrumento de orientação para a atuação do Governo do Estado no desenvolvimento das políticas públicas setoriais e locais. “Temos como foco a gestão, estruturação e promoção do turismo de forma regionalizada e descentralizada”.

Para a atualização do mapa, foram realizadas oficinas e reuniões em todos os 10 polos turísticos maranhenses. A validação do mapa foi definida em reunião do Conselho Estadual de Turismo, seguindo os critérios estabelecidos pelo MTur na última Portaria n°192 de 27 de dezembro de 2018.

Além da necessidade do município ter um órgão de turismo em atividade e conselho municipal funcionando, o novo mapa adotou outros critérios obrigatórios para a participação na plataforma: orçamento próprio destinado ao turismo e possuir prestadores de serviços turísticos de cadastro obrigatório registrados no Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos (Cadastur), do MTur.

Categorização

Os 54 municípios do Maranhão presentes no Mapa do Turismo se dividem em 5 categorias (A, B, C, D e E), de acordo com a categorização dos municípios das Regiões Turísticas do Mapa do Turismo Brasileiro. O instrumento, elaborado pelo MTur, identifica o desempenho da economia do turismo para tornar mais fácil a identificação e apoio a cada um.

Dentro da metodologia, as cidades maranhenses contempladas nas categorias A: 1,85%, B: 7,41%, C:14,81%, com empregos formais em meios de hospedagem, estabelecimentos formais incluídos no Cadastur de meios de Hospedagem, fluxo doméstico e têm fluxo internacional. O conjunto de municípios dos grupos D: 68,52%, E: 7,41%, reúnem características de apoio às cidades geradas de fluxo turístico. Muitas vezes são aqueles que fornecem mão de obra ou insumos necessários para atendimento aos turistas. A categorização do mapa do turismo do Maranhão no site www.turismo.ma.gov.br

Atrativos turísticos no Maranhão

O Estado do Maranhão apresenta diversos polos turísticos, dentre eles os Lençóis Maranhenses, Delta das Américas e São Luís entre os locais mais visitados pelos turistas e maranhenses.

Além das construções históricas, em São Luís, também, é possível degustar a culinária regional, pratos típicos do local. Um dos atrativos mais procurados pelos turistas é o Centro Histórico, que é tombado como Patrimônio Cultural Mundial da Humanidade pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). Um dos seus principais atrativos, conhecidos mundialmente, é a diversidade de azulejos.

Com grande influência portuguesa, São Luís preserva o maior aglomerado urbano de azulejos do sec. XVIII e XIX em toda a América Latina. Vários locais do Centro Histórico são apropriados para fotografar, entre os quais a Rua Portugal, com seus casarões coloniais; o pôr do sol na área do Palácio dos Leões e as compras de artesanatos e especiarias no Centro de Comercialização de Produtos Artesanais do Maranhão (Ceprama).

Cidade histórica, fundada em 1612, São Luís tem no turismo uma de suas principais bases econômicas. Outro ponto econômico forte a principal base econômica de São Luís é o turismo e, principalmente, o Porto do Itaqui, que é o segundo mais profundo do mundo e um dos mais movimentados e bem estruturados para o comércio exterior no país.

A preservação de tradições folclóricas do bumba meu boi, revela raízes que remontam aspectos das culturas portuguesa, negra e indígena do século XVIII. Entre as atrações, além do Centro Histórico de São Luís e do artesanato, tem as festas tradicionais, como o bumba meu boi, o carnaval de rua; as praias; e imóveis como os Palácios dos Leões e La Ravardière, Teatro Artur Azevedo e igrejas.Por SECOM

Categoria: Uncategorized

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*