Blog do Walison - Em Tempo Real

Covid-19: ministério recebe do Butantan 1 milhão de doses de vacina

O Instituto Butantan entregou hoje (16) ao Ministério da Saúde um lote de um milhão de doses da vacina CoronaVac contra covid-19. Essa remessa é parte das 5 milhões de doses previstas para serem liberadas ao longo do mês de junho para o Programa Nacional de Imunizações (PNI). As doses entregues hoje já contemplam o segundo contrato firmado com o Ministério da Saúde, de 54 milhões de vacinas. O primeiro, de 46 milhões, foi cumprido no dia 12 de maio.

O novo lote de 5 milhões de doses está sendo produzido a partir dos 3 mil litros de ingrediente farmacêutico ativo (IFA) recebidos no dia 5 de maio. Desse total, já houve a liberação de 2,8 milhões de vacinas desde o dia 11, quando foram entregues 800 mil doses e, no dia 14, mais 1 milhão. 

Segundo informações do Instituto Butantan, o envase da matéria-prima foi iniciado no dia 27 e terminou na madrugada do dia 30. Parte das doses já envasadas está em outras etapas do processo produtivo, como inspeção de controle de qualidade. O Butantan informou, ainda, que até o fim de junho receberá um novo lote de 6 mil litros de IFA para a produção de mais 10 milhões de doses.

Ainda de acordo com o Butantan, com a entrega de hoje, já foram fornecidas ao PNI  50,012 milhões de doses desde 17 de janeiro, quando o uso emergencial do imunizante foi aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Por Agência Brasil

Governador anuncia premiação de até R$ 10 mil para quem tomar a 2ª dose da vacina contra a Covid

Flávio Dino afirma que Anvisa autorizou entrada de 38 indianos no Maranhão — Foto: TV Mirante
Flávio Dino afirma que Anvisa autorizou entrada de 38 indianos no Maranhão — Foto: TV Mirante

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), afirmou em entrevista à CBN nesta quarta-feira (16), que vai editar um decreto que cria a premiação em dinheiro para quem tomar a segunda dose da vacina contra a Covid-19 no Maranhão.

O governador explicou que a medida foi tomada devido a baixa adesão à segunda dose da vacina, que até o momento, já foi aplicada em apenas 7,96% da população do estado, segundo os dados do consórcio de veículos de imprensa, divulgado na terça-feira (15). O objetivo é incentivar que a população procure os postos de vacinação para a segunda dose.

Segundo Flávio Dino, a premiação será feita por um sorteio, com valores que podem chegar até R$ 10 mil. Após tomar a segunda dose, o vacinado vai receber um número que será cadastrado no sistema do Ministério da Saúde e servirá como controle da premiação. Os primeiros sorteios devem ser realizados a partir da próxima semana.

“Eu estou editando um decreto criando uma espécie de premiação para a segunda dose, uma espécie de lembrete, uma animação. E ao mesmo tempo, você socialmente fazer uma corrente positiva a favor da vacina, tendo vista estas mensagens contraditórias, que o presidente da República sobretudo reitera, veja que até hoje ele não se vacinou. E tudo isso parece ser necessário”, explicou.

Dino considera a medida necessária, entretanto, ele afirma que preferia que a ‘consciência cidadã’ fosse exercida neste momento, mas vê dificuldades nisso devido ao aumento de fake news sobre a eficácia da vacina que são divulgadas diariamente nas redes sociais.

“Eu considero que isso é necessário. Há quem pense que a consciência cidadã deveria prevalecer, eu também, mas no contexto que a mensagem contraditória, de mentiras [sobre a vacina], essas ações acabam sendo imprescindíveis para o combate do coronavírus”, disse.

Outras ações

Desde o início do mês de junho, o Maranhão tem realizado uma série de ações para acelerar a imunização da população contra a Covid-19. Dentre elas, a realização de ‘Arraiais da Vacinação’, em pontos estratégicos da Grande Ilha e outros municípios maranhenses.

No último fim de semana, dois arraiais da vacinação foram realizados simultaneamente para os quatro municípios da Grande Ilha (São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa) e Timon, cidade a 450 km de São Luís.

Durante a ação, brincadeiras da cultura junina do Maranhão se apresentaram e mingau de milho foi distribuído para quem foi ao local se vacinar. No local, foram vacinadas pessoas a partir de 29 anos contra o novo coronavírus.

Mingau de milho foi distribuído a população que se foi se vacinar no Arraial da Vacinação na Grande Ilha de São Luís — Foto: Governo do Maranhão/Gilson Teixeira
Mingau de milho foi distribuído a população que se foi se vacinar no Arraial da Vacinaçãona Grande Ilha de São Luís — Foto: Governo do Maranhão/Gilson Teixeira

De acordo com o governo do Estado, 9.923 pessoas se vacinaram durante o arraial da vacinação na Grande Ilha de São Luís. Já em Timon, em 10 horas de vacinação, foram aplicadas 6.408 doses.

Com isso, o governo deve continuar realizando ações semelhantes durante todo o mês de junho. Nesta semana, um Arraial da Vacinação com oferta de doses para pessoas a partir de 25 anos, no bairro da Cidade Olímpica, na capital maranhense. As doses serão aplicadas até a sexta-feira (18). Por: G1 MA 

Japão decidirá este mês se permitirá público local na Olimpíada

Anéis Olímpicos em Tóquio

O Japão decidirá este mês se permitirá público local na Olimpíada de Tóquio, afirmou o principal porta-voz do governo nesta quarta-feira (16), após especialistas aprovarem um plano para liberar público de até 10 mil pessoas nos eventos.

A decisão final sobre o público nos Jogos será tomada levando em conta as condições de infecção do novo coronavírus (covid-19) e a prevalência de variantes, afirmou o ministro-chefe do Gabinete, Katsunobu Kato, a repórteres.

O ministro da Economia, Yasutoshi Nishimura, disse que especialistas sanitários concordaram com o plano do governo que permitiria até 10 mil espectadores ou 50% da capacidade da arena, o que for menor, durante os eventos.

Torcedores estrangeiros já foram proibidos na Olimpíada que começa em 23 de julho, parte de medidas planejadas para realizar o que o governo japonês as autoridades olímpicas prometeram ser Jogos “seguros”.

Organizadores em Tóquio podem ter inveja da Eurocopa, com dezenas de milhares de torcedores se reunindo em estádios ao redor do continente europeu ao longo do espetáculo que dura um mês.

Nesta terça-feira (15), a capacidade máxima de 67 mil pessoas viu a Hungria estrear na Euro 2020 contra Portugal. Outros países estão permitindo públicos variados, com até 45 mil pessoas esperadas nas duas semifinais e na decisão de 11 de julho no estádio Wembley de Londres.

A Olimpíada já foi adiada em um ano, entre preocupações sobre como os organizadores conseguiriam manter voluntários, atletas, autoridades e o público japonês em segurança quando os Jogos começarem, após uma quarta onda de infecções.

Tóquio, Osaka e outras oito prefeituras permanecem sob estado de emergência que deve acabar em 20 de junho. Por: Chang-Ran Kim, Rocky Swift, Ossian Shine e Ju-min Park) – Tóquio

Trabalhadores nascidos em novembro podem sacar auxílio emergencial

A partir desta quarta-feira (16), os trabalhadores informais e inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) nascidos em novembro podem sacar a segunda parcela do auxílio emergencial 2021. O dinheiro foi depositado nas contas poupança digitais da Caixa Econômica Federal em 5 de julho.

Os recursos também poderão ser transferidos para uma conta-corrente, sem custos para o usuário. Até agora, o dinheiro apenas podia ser movimentado por meio do aplicativo Caixa Tem, que permite o pagamento de contas domésticas (água, luz, telefone e gás), de boletos, compras em lojas virtuais ou compras com o código QR (versão avançada do código de barras) em maquininhas de estabelecimentos parceiros.

Em caso de dúvidas, a central telefônica 111 da Caixa funciona de segunda a domingo, das 7h às 22h. Além disso, o beneficiário pode consultar o site auxilio.caixa.gov.br.

CALENDÁRIO DA SEGUNDA
PARCELA DO AUXÍLIO EMERGENCIAL 2021

Calendário de saques da segunda parcela do auxílio emergencial 2021 – Divulgação governo federal

 A terceira parcela poderá ser sacada a partir de 27 de julho e a quarta, a partir de 27 de agosto. 

Ontem (15), o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, disse que o banco estuda antecipar o pagamento da quarta parcela do auxílio emergencial. O atual cronograma prevê que a Caixa comece a depositar os valores relativos à quarta parcela na conta social digital dos beneficiários nascidos em janeiro a partir de 23 de julho e que os depósitos da quarta fase se estendam até 22 de agosto, com o pagamento para os nascidos em dezembro.

O auxílio emergencial foi criado em abril do ano passado pelo governo federal para atender pessoas vulneráveis afetadas pela pandemia de covid-19. Ele foi pago em cinco parcelas de R$ 600 ou R$ 1,2 mil para mães chefes de família monoparental e, depois, estendido até 31 de dezembro de 2020 em até quatro parcelas de R$ 300 ou R$ 600 cada.

Neste ano, a nova rodada de pagamentos, durante quatro meses, prevê parcelas de R$ 150 a R$ 375, dependendo do perfil: as famílias, em geral, recebem R$ 250; a família monoparental, chefiada por uma mulher, recebe R$ 375; e pessoas que moram sozinhas recebem R$ 150.

No dia 8 de junho, o ministro da Economia, Paulo Guedes, informou que o auxílio emergencial será prorrogado por pelo menos mais dois meses. Previsto para terminar em julho, o benefício pode ser estendido até setembro, mas esse período ainda poderá ser ampliado, caso a vacinação da população adulta não esteja avançada. 

“O presidente Jair Bolsonaro é quem vai decidir o prazo. Primeiro, esses dois ou três meses, e então devemos aterrissar em um novo programa social que vai substituir o Bolsa Família”, disse.

Segundo Guedes, os recursos para a prorrogação do auxílio emergencial serão viabilizados por meio de abertura de crédito extraordinário. Atualmente, o custo mensal do programa, que paga um benefício médio de R$ 250 por família, é de R$ 9 bilhões.Por Agência Brasil

Equatorial Maranhão realiza campanha de negociação de dívidas em parceria com o Procon

A Equatorial Maranhão, em parceria com o Procon, realiza de 15 de junho a 15 de julho a campanha “Mês da Negociação Equatorial”, que oferece condições especiais de pagamento aos clientes maranhenses. Com juros reduzidos e parcelamentos facilitados para todos os clientes residenciais ou baixa renda, a campanha oferece oportunidades para quitar dívidas à vista ou parceladas, aos consumidores que estão com dificuldades para manter as contas em dia.

A campanha tem como objetivo auxiliar o cliente afetado pelos impactos econômicos, em decorrência do período da pandemia da Covid-19 e, que acabou acumulando as faturas de energia. “Nesse momento de pandemia, em que muitas famílias enfrentam dificuldades financeiras, toda iniciativa que vise evitar o superendividamento é importante. Por isso, o Procon/MA atuará como mediador, nessa campanha, a fim de assegurar aos consumidores as melhores condições para negociarem seus débitos, sem comprometer o orçamento”, afirma a presidente do Procon/MA, Karen Barros.

Como aderir às negociações facilitadas

cliente residencial e baixa renda poderá parcelar seus débitos acumulados conforme a quantidade de faturas em aberto e a faixa de consumo de cada unidade consumidora. As negociações podem ser feitas até o dia 15 de julho, por meio dos seguintes canais:

1-    Site: acessando o www.equatorialenergia.com.br o cliente tem duas opções:

Pagar com cartão” – modalidade que permiteparcelar débitos no cartão de crédito, com isenção de juros, multas e correção (haverá cobrança da taxa do cartão)e a opção“Parcelar débitos” –  onde o cliente poderá negociar na própria conta de energia, com redução de juros, multas e correção;

2-    Central de Atendimento Exclusivo: o titular da conta pode ligar no 0800 098 2997, com atendimento de segunda a sexta-feira, das 8h às 20h e, aos sábados, das 8h às 14h, e solicitar a negociação com um dos atendentes;

3-    Presencialmente: o titular da conta pode buscar um dos pontos de atendimento presencial da Equatorial Maranhão para realizar a negociação. Basta levar seus documentos pessoais, a conta de energia e o cartão de crédito/débito caso queria utilizar essa modalidade de pagamento.

A líder do pré-contencioso e cobrança da Equatorial Energia, Amanda Castro, avalia a parceria entre as instituições: “Com a colaboração do Procon conseguiremos unir forças e contribuir com a regularização dos débitos e redução do endividamento no estado. Essa campanha traz inúmeros benefícios para que o cliente, não apenas para que volte a manter suas faturas em dia, mas tenha a continuidade de um serviço tão essencial como a energia elétrica”, explica.

Assessoria de Imprensa da Equatorial Maranhão 

Receita e Anatel apreendem 16 mil desbloqueadores de TV por assinatura

Desbloqueadores de TV por assinatura

Equipes de Vigilância e Repressão ao Contrabando e Descaminho da Alfândega da Receita Federal em Santos apreenderam, esta semana, 16.620 aparelhos desbloqueadores de TV por assinatura, comumente conhecidos como receptores FTA, no valor de R$ 8,31 milhões. A atuação foi em parceria com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

De acordo com a Receita, os aparelhos foram adulterados de fábrica para realizar pirataria de canais pagos, filmes e outros conteúdos restritos.

“Ao longo da fiscalização, constatou-se que a totalidade da carga importada era composta por aparelhos que continham software instalado destinado a acesso ilegal e não autorizado a inúmeros canais de TV por assinatura (TV a cabo) e a outros aplicativos pagos”, informa a Receita.

A Receita Federal informa que já apreendeu 36.620 aparelhos desse tipo este ano no Porto de Santos. No ano passado, foram apreendidos 42 mil aparelhos.

“Os infratores cometem crime de violação aos direitos autorais e contra a propriedade imaterial e contrabando, além de concorrerem de forma desleal com empresas idôneas. Como estão conectados à internet, esses aparelhos possibilitam a invasão das redes domésticas e o roubo de dados pessoais”, explica o órgão.Por Agência Brasil

Policia Militar apreende suspeito de praticar homicídio em Codó

Na noite da última segunda-feira (14), o 17º Batalhão dr Polícia Militar recebeu denúncias via COPOM para atender uma ocorrência de agressão e ameaça, no bairro Codó Novo.
De imediato, a Força Tática e Esquadrão Águia deslocaram até o endereço da vítima e intensificaram as buscas na região do Codó Novo, vindo a lograr êxito na localização e prisão do acusado. O suspeito estava de posse de uma arma de fogo de fabricação caseira.
O suspeito ainda confessou ser o autor de um homicídio ocorrido na cidade de Codó no dia 10 de junho, no bairro Nova Jerusalém .
Diante dos fatos, o indivíduo foi conduzido e apresentado, juntamente com a arma de fogo encontrada em seu poder, na Delegacia de Polícia Civil de Codó para as devidas providências.

* MATERIAL APREENDIDO*
– 01 ARMA DE FOGO DE FABRICAÇÃO CASEIRA.

*17°BPM, SUA SEGURANÇA É NOSSA MISSÃO.*

Brasil adere a acordo dos EUA para exploração pacífica do espaço

O Brasil assinou hoje (15), em uma cerimônia no Palácio do Planalto, o acordo de adesão ao programa Artemis, liderado pelos Estados Unidos (EUA) e que planeja enviar a primeira mulher e a primeira pessoa negra à Lua em 2024.

Além da cooperação técnico-científica, o acordo traz um conjunto de princípios, diretrizes e boas práticas para a cooperação internacional na exploração do espaço, incluindo do território lunar.

Até o momento, o Brasil é o único país da América Latina a assinar o documento e o 12º do mundo. São signatários: Austrália, Canadá, Coreia do Sul, EUA, Itália, Japão, Luxemburgo, Emirados Árabes Unidos, Nova Zelândia, Reino Unido e Ucrânia.

Na cerimônia, o presidente Jair Bolsonaro disse que, além do objetivo de levar a primeira mulher à Lua, o acordo servirá para impulsionar o desenvolvimento tecnológico. Bolsonaro acrescentou que o acordo é mais um feito da diplomacia brasileira. Outro feito foi a eleição do Brasil, na última sexta-feira (11), para um dos assentos não permanentes no Conselho de Segurança da ONU, afirmou o presidente. “Isso é uma prova irrefutável do bom relacionamento que o Brasil tem com o mundo todo”, disse.

Em sua fala, o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marcos Pontes, destacou ações recentes na área espacial, entre as quais o acordo firmado em 2019 entre Brasil e EUA para o uso militar e comercial da base de lançamentos de Alcântara, no Maranhão.

Pontes disse que, com isso, o programa espacial brasileiro deve se fortalecer e formar uma nova geração de especialistas. “Temos caminhos abertos para futuros cientistas, futuros engenheiros, futuros técnicos e futuros astronautas, por que não?”, disse o ministro.

Aviação

Ao discursar na cerimônia, o embaixador dos EUA no Brasil, Todd Chapman, reconheceu o pioneirismo de Santos Dumont no desenvolvimento da aviação mundial. O diplomata lembrou que o inventor, no início do século XX, deu à norte-americana Aída de Acosta a oportunidade de pilotar um de seus dirigíveis, o que garantiu a ela o título de primeira mulher a comandar uma aeronave motorizada.

O ministro das Relações Exteriores, Carlos Alberto França, agradeceu o embaixador por “evocar a memória de Santos Dumont”, fazendo alusão à controvérsia entre os dois países em torno da invenção do avião. Até hoje, enquanto a maior parte dos brasileiros considera Dumont o inventor do primeiro avião, os norte-americanos afirmam que o título cabe aos irmãos Wright.Por Agência Brasil

Ponte Aérea Rio-São Paulo testa reconhecimento facial em passageiros

Os passageiros da Ponte Aérea Rio-São Paulo participam, simultaneamente, hoje (15), no Aeroporto de Congonhas, na capital paulista, e no Aeroporto Santos Dumont, na capital fluminense, de um teste para o embarque com o uso de reconhecimento facial, sem a necessidade de apresentar cartão de embarque e documento de identificação. A ligação aérea entre essas duas capitais é a quinta de maior movimento no mundo.

O projeto Embarque + Seguro 100% Digital, desenvolvido do Ministério da Infraestrutura, em parceria com o Serpro e a Secretaria Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia, já foi testado nos aeroportos de Florianópolis, Salvador, Rio de Janeiro (Santos Dumont) e Belo Horizonte (Confins). É a primeira vez em que os passageiros desse trecho testam, ao mesmo tempo, o sistema de tecnologia de ponta a ponta.

Ao longo do dia, passageiros da Azul Linhas Aéreas que se deslocarem entre os aeroportos de Congonhas e Santos Dumont serão convidados, no momento do check-in, a experimentarem a tecnologia de reconhecimento biométrico facial para acessar as áreas de embarque e as aeronaves nos dois terminais. Quem concordar, recebe uma mensagem no celular solicitando autorização para obtenção de seus dados, incluindo o CPF e uma foto.

Depois que o passageiro consentir, o atendente da companhia aérea realiza a validação biométrica do passageiro utilizando o aplicativo do Serpro, que compara os dados e a foto tirada na hora com as informações armazenadas nas bases do governo. Assim que validado, o passageiro é liberado para entrar na sala de embarque e no avião, passando pelos controles biométricos, feito por meio de câmeras. O passageiro não precisa mais apresentar documentos.

De acordo com informações do ministério, no projeto-piloto são medidos indicadores como redução no tempo em filas, no acesso à sala de embarque e à aeronave e custos de operação. O objetivo do governo federal é, após a aprovação do projeto-piloto, implantar a tecnologia, que torna processo de embarque mais eficiente, ágil e seguro, nos principais aeroportos do país.

Segundo o Serpro, a ferramenta garante uma conferência precisa da identidade dos passageiros e atende à Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) e tem por premissa a segurança no tratamento dos dados pessoais contra uso indevido ou não autorizado.Por Agência Brasil

Covid-19: Pfizer vai entregar 2,4 milhões de doses nesta semana

A Pfizer e sua parceira, BioNTech, anunciaram nesta terça-feira (15) que enviarão ao Brasil 2,4 milhões de doses de vacinas contra a covid-19 nesta semana, entre hoje e quinta-feira (17). 

Conforme comunicado divulgado pelas empresas, a remessa será enviada em três lotes. Hoje chegam 530 mil doses. Outras 936 mil deverão chegar amanhã (16) e igual quantitativo na quinta-feira (17). Com as entregas dessa semana, o número de vacinas disponibilizadas pela farmacêutica chegará a 10,6 milhões.

O consórcio Pfizer BioNTech fechou acordo com o governo brasileiro em março deste ano que envolve a aquisição de 100 milhões de doses. Em maio, um novo negócio previu mais 100 milhões de doses, que serão entregues entre outubro e dezembro.

Covax facility

O Ministério da Saúde anunciou também hoje que na próxima semana receberá mais um lote de vacinas contra a covid-19 do consórcio Covax Facility, coordenado pela Organização Mundial de Saúde e que reúne governos e fabricantes.

Serão enviadas ao país 842,4 mil doses pelo consórcio. Até o momento, o Brasil recebeu cinco milhões de doses pela Covax Facility. Pelo investimento feito, o país tem direito a 42,5 milhões até o fim do ano. O Ministério da Saúde não divulgou quando deverá ter a próxima remessa.Por Agência Brasil