Blog do Walison - Em Tempo Real

Com avanço nas Américas, Delta é “altamente preocupante”, diz Opas

A variante Delta do novo coronavírus é “altamente preocupante”, à medida que a mutação tem se espalhado para quase 20 países nas Américas, disseram autoridades da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas).

As autoridades de saúde também estão de olho em outra variante, chamada Lambda, mas observam que a detecção irregular na região ainda não causou um grande impacto.

A crescente disseminação da variante Delta nos Estados Unidos, assim como na maior parte da América Latina e do Caribe, deve fazer com que os governos priorizem os esforços de prevenção à covid-19, como o uso de máscaras e, especialmente, uma aceleração do ritmo de vacinação, de acordo com a diretora da Opas, Carissa Etienne.

“Isso é preocupante porque os casos parecem se espalhar mais facilmente com a variante Delta e não podemos baixar a guarda”, disse.

A Opas é o escritório nas Américas da Organização Mundial da Saúde (OMS), ligada às Nações Unidas.

Etienne acrescentou que até o momento apenas 18% das pessoas na América Latina e no Caribe foram totalmente vacinadas.

A chefe da Opas também destacou o crescimento de novos casos na Guatemala, no Brasil e em Cuba.

Mesmo que outras variantes como Alfa e Gamma sejam ainda mais comuns nas Américas, a variante Lambda foi recentemente detectada em países da América do Sul duramente atingidos pelo vírus, incluindo Argentina, Peru, Chile e Equador, de acordo com o gerente de incidentes da Opas, Sylvain Aldighieri.

“A Lambda é uma variante na qual estamos interessados e a Delta é uma variante que é altamente preocupante”, disse.

“No momento, não temos evidências que nos permitam inferir um comportamento mais agressivo ou severo da variante Lambda, embora seja possível que ela tenha uma maior capacidade de transmissão”, acrescentou. Fonte Agência Brasil

Senador Ciro Nogueira toma posse como ministro da Casa Civil

O presidente Jair Bolsonaro ressaltou, hoje (4), durante a posse do senador Ciro Nogueira (PP-PI) como ministro-chefe da Casa Civil, que a chegada do novo integrante do primeiro escalão do governo reflete um desejo seu de se aproximar do Congresso. Em seu discurso, Bolsonaro afirmou que governo federal e congressistas constituem um só poder.

“A chegada do Ciro Nogueira é uma demonstração de que queremos cada vez mais aprofundar o relacionamento com o Parlamento. E não é a primeira vez que eu digo que Legislativo e Executivo são um só poder. Quase tudo que viermos a discutir aqui passa por lá. E o Parlamento também. Muitos projetos que nascem lá dependem do governo para sua implementação”, disse.

Bolsonaro disse que a relação entre seu governo e o Congresso é “extremamente pacífica, salvo alguns senões”. “O Brasil como um todo vai ganhar com a sua presença aqui, nos articulando com o Parlamento brasileiro”, disse Bolsonaro ao novo ministro.

O senador Ciro Nogueira na Casa Civil reforça a articulação do Planalto com deputados e senadores, na tentativa de emplacar a aprovação de pautas governistas no Congresso.

Considerada o coração do governo, a Casa Civil é uma pasta estratégica para a articulação política do Palácio do Planalto e é responsável pela coordenação entre os ministérios.

Em seu discurso de posse, Ciro Nogueira disse que “teria sido mais fácil” recusar o convite, “mas não teria sido mais certo”. Em sua fala, defendeu a democracia como algo “líquido e certo”.

“[Com] a minha presença, me somando a essa equipe de ministros e ministras, vamos ajudar o Brasil a dar sinais certos para onde estamos indo. O primeiro deles, e não tenha a menor dúvida, a democracia é líquida e certa. E é por ela que eu estou aqui. Para cuidarmos dela, zelarmos por ela”, disse.

Ciro Nogueira afirmou que faz parte do seu dever como ministro conduzir o país às eleições do ano que vem. “Temos agora, até o final do atual governo, um período que conduzirá às eleições de 2022. E é nosso dever preparar o país para chegar às eleições da forma certa, com a economia no prumo certo, com a política ajustada da maneira certa, com a vacinação garantida e certa para todos os brasileiros”. Fonte Agência Brasil

Covid-19: 45% dos casos do Rio de Janeiro são da variante Delta

Entre junho e julho, os casos de covid-19 causados pela variante Delta do Sars-Cov-2, surgida na Índia, avançaram no estado do Rio de Janeiro e já representam 26,09% do total. Na capital, a Delta representa 45% das amostras analisadas. Os dados foram divulgados pela Subsecretaria de Vigilância e Atenção Primária à Saúde (Svaps), da Secretaria de Estado de Saúde (SES) e a estimativa foi confirmada pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

Das 368 amostras colhidas em todo o estado analisadas na última rodada, 66,58% eram da variante Gama, antes chamada de P.1, surgida no Brasil, e 26,09% da variante Delta, a B.1.617.2. Na rodada de análises anterior, divulgada no dia 20 de julho e que sequenciou o genoma de 379 amostras coletadas em junho, os resultados apontaram para 78,36% da variante Gama e 16,62% da Delta.

“Dessa forma, é possível afirmar que a variante Delta está em circulação no estado do Rio de Janeiro, com tendência de aumento e conversão para se tornar a mais frequente, substituindo a variante Gama”, informou a Secretaria de Saúde.

Acrescentou que a variante Delta foi identificada em 38 municípios nas nove regiões do estado. Entre as variantes de preocupação, determinadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS), a análise mostrou, ainda, a presença de 0,8% da variante Alfa, a B.1.1.7 surgida na Inglaterra.

Variante é mais transmissível

Não há análises conclusivas, mas os estudos apontam que a variante Delta é mais transmissível que as outras, apesar de não haver indícios de que cause infecções mais graves.

A análise genômica do novo coronavírus é feita por amostragem, recolhendo exemplos de maior carga viral, em pacientes que podem ter maior gravidade clínica. Desde janeiro, foram avaliadas 3.555 amostras no estado.

Segundo a Secretaria de Saúde, a partir deste mês a metodologia vai mudar, passando a ter duas etapas. A primeira vai analisar 300 amostras de pacientes internados em nove hospitais das nove regiões epidemiológicas do estado. Na rodada seguinte, as amostras serão coletadas na rede ambulatorial. Com isso, será possível monitorar qual variante tem causado mais internações.

O sequenciamento genômico do coronavírus é um exame diferente do teste diagnóstico de rotina. Ele é feito para identificar modificações sofridas pelo vírus SARS-CoV-2 no estado e embasar políticas sanitárias. Participam do estudo especialistas da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj) e da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio). Fonte Agência Brasil

Japão vê disseminação inédita da covid-19 e recorde de casos em Tóquio

O Japão alertou nesta quarta-feira (4) que as infecções pelo novo coronavírus estão disparando em um ritmo inédito, e os casos novos atingiram uma alta recorde em Tóquio, ofuscando a Olimpíada e aumentando as dúvidas sobre como o governo lida com a pandemia.

A variante Delta está levando a uma proliferação de infecções “nunca vista no passado”, disse o ministro da Saúde, Norihisa Tamura, ao defender a nova diretriz de pedir aos pacientes com sintomas mais brandos que fiquem em casa, ao invés de irem ao hospital.

“A pandemia entra em uma nova fase… a menos que tenhamos leitos suficientes, não podemos levar as pessoas ao hospital. Estamos agindo preventivamente nesta frente”, disse Tamura ao Parlamento.

Mas ele sinalizou a possibilidade de reverter a diretriz, já que a decisão de pedir que alguns doentes fiquem em casa gera críticas de especialistas médicos por colocar vidas em risco.

“Se as coisas não saírem como esperamos, podemos revogar a diretriz”, disse Tamura, acrescentando que a mudança de diretriz foi realizada para se lidar com a disseminação inesperadamente rápida da nova variante.

O Japão testemunha um crescimento acentuado de casos de covid-19. Tóquio relatou um recorde de 4.166 casos novos nesta quarta-feira (4).

Na segunda-feira (2), o primeiro-ministro Yoshihide Suga disse que só pacientes de covid-19 gravemente doentes e correndo risco de agravamento serão hospitalizados, enquanto os outros se isolarão em casa – uma mudança de diretriz que alguns temem poder elevar o número de mortos.

Autoridades do governista Partido Liberal Democrata concordaram em buscar a revogação da diretriz, relatou a agência de notícias Jiji nesta quarta-feira (4), um eco de apelos semelhantes de parlamentares da oposição.

A revolta é mais um contratempo para Suga, que vê o apoio a si despencar por causa da forma como lida com a pandemia antes das eleições gerais deste ano.

Pesquisas mostram que muitos japoneses se opõem à realização da Olimpíada enquanto o país patina nos esforços para conter a pandemia e vacinar a população.

O premiê e os organizadores olímpicos dizem não haver relação entre os Jogos de Verão de 23 de julho a 8 de agosto e o aumento acentuado de casos.

Mas Shigeru Omi, um dos principais conselheiros médicos do país, disse ao Parlamento que sediar os Jogos pode ter afetado o sentimento público e prejudicado o impacto dos pedidos do governo para que as pessoas fiquem em casa.

Impor um estado de emergência de âmbito nacional poderia ser uma opção para se lidar com a pandemia, disse ele. Tal medida já vigora em vários municípios, além de Tóquio. Fonte Agência Brasil

Trabalhadores nascidos em março podem sacar auxílio emergencial

Trabalhadores informais e inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) nascidos em março podem sacar, a partir de hoje (4), a quarta parcela do auxílio emergencial 2021. O dinheiro foi depositado nas contas poupança digitais da Caixa Econômica Federal em 20 de julho.

Os recursos também podem ser transferidos para uma conta-corrente, sem custos para o usuário. Até agora, o dinheiro apenas podia ser movimentado por meio do aplicativo Caixa Tem, que permite o pagamento de contas domésticas (água, luz, telefone e gás), de boletos, compras em lojas virtuais ou compras com o código QR (versão avançada do código de barras) em maquininhas de estabelecimentos parceiros.

Em caso de dúvidas, a central telefônica 111 da Caixa funciona de segunda a domingo, das 7h às 22h. Além disso, o beneficiário pode consultar o site auxilio.caixa.gov.br.

O saque originalmente estava previsto para ocorrer em 19 de agosto, mas foi antecipado em duas semanas por decisão da Caixa. Segundo o banco, a adaptação dos sistemas tecnológicos e dos beneficiários ao sistema de pagamento do auxílio emergencial permitiu o adiantamento do calendário.

O auxílio emergencial foi criado em abril do ano passado pelo governo federal para atender pessoas vulneráveis afetadas pela pandemia de covid-19. Ele foi pago em cinco parcelas de R$ 600 ou R$ 1,2 mil para mães chefes de família monoparental e, depois, estendido até 31 de dezembro de 2020 em até quatro parcelas de R$ 300 ou R$ 600 cada.

Neste ano, a nova rodada de pagamentos, durante sete meses, prevê parcelas de R$ 150 a R$ 375, dependendo do perfil: as famílias, em geral, recebem R$ 250; a família monoparental, chefiada por uma mulher, recebe R$ 375; e pessoas que moram sozinhas recebem R$ 150.

Calendário com as datas dos saques da quarta parcela do auxílio emergencial.

Calendário com as datas dos saques da quarta parcela do auxílio emergencial. – Divulgação/ Caixa

Regras

Pelas regras estabelecidas, o auxílio é pago às famílias com renda mensal total de até três salários mínimos, desde que a renda por pessoa seja inferior a meio salário mínimo. É necessário que o beneficiário já tenha sido considerado elegível até o mês de dezembro de 2020, pois não há nova fase de inscrições. Para quem recebe o Bolsa Família, continua valendo a regra do valor mais vantajoso, seja a parcela paga no programa social, seja a do auxílio emergencial.

O programa se encerraria com a quarta parcela, depositada em julho e sacada em agosto, mas foi prorrogado até outubro, com os mesmos valores para o benefício.

Agência Brasil elaborou um guia de perguntas e respostas sobre o auxílio emergencial. Entre as dúvidas que o beneficiário pode tirar estão os critérios para receber o benefício, a regularização do CPF e os critérios de desempate dentro da mesma família para ter acesso ao auxílio. Fonte Agência Brasil

Butantan entrega mais 2 milhões de doses de CoronaVac ao PNI

O governo de São Paulo entregou hoje (4) ao Programa Nacional de Imunizações (PNI) mais 2 milhões de doses da vacina contra covid-19 CoronaVac, produzida pelo Instituto Butantan em parceria com o laboratório chinês Sinovac. Com a nova entrega, as liberações chegam à marca de 64,8 milhões de doses fornecidas ao Ministério da Saúde desde 17 de janeiro, quando o uso emergencial do imunizante foi aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Segundo informações do governo estadual, em julho foram entregues mais de 10 milhões de doses do imunizante, produzidos a partir de 6 mil litros de Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA) recebidos no dia 26 de junho. Na noite do último domingo (1º), o instituto recebeu uma carga de 2 mil litros de matéria-prima para produzir e entregar mais 4 milhões de doses da CoronaVac. 

As vacinas liberadas hoje fazem parte do segundo contrato firmado com o Ministério da Saúde, de 54 milhões de de doses do imunizante. O primeiro, de 46 milhões, foi concluído em 12 de maio. Fonte Agência Brasil

Fies: pré-selecionados têm até sexta-feira para complementar inscrição

Começa hoje (4) e vai até sexta-feira (6) o prazo para que os pré-selecionados para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) complementem sua inscrição neste que é o certame relativo ao segundo semestre de 2021.

A relação dos candidatos pré-selecionados foi divulgada ontem (3), em chamada única. O resultado está disponível na página do Fies.

A seleção assegura apenas a expectativa de direito à vaga, já a contratação do financiamento está sujeita às demais regras e procedimentos de formalização do contrato.

Os estudantes não pré-selecionados foram automaticamente incluídos em lista de espera, observada classificação. Considerando que não existe novo ranqueamento, após a publicação do resultado da chamada única, os participantes da lista de espera deverão, obrigatoriamente, acompanhar sua eventual pré-seleção.

Nesse caso, os candidatos deverão complementar sua inscrição no prazo de três dias úteis, contados do dia subsequente ao da divulgação de sua pré-seleção no sistema. O prazo final para a lista de espera é 31 de agosto.

Em 2021, o Fies tem a oferta total de 93 mil vagas. Nesta seleção do segundo semestre, estão disponíveis 69 mil vagas distribuídas em 23.320 cursos de 1.324 instituições privadas de ensino superior. Caso hajam vagas remanescentes, não ocupadas na chamada única, o MEC poderá fazer nova seleção.

Para ter acesso ao fundo, é necessário ter renda familiar mensal bruta per capita de até três salários mínimos e ter participado de uma das edições do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), a partir de 2010, obtendo no mínimo 450 pontos na média das cinco provas do exame e não ter zerado a prova de redação.

O Fies é o programa do governo federal que tem o objetivo de facilitar o acesso ao crédito para financiamento de cursos de ensino superior oferecidos por instituições privadas aderentes ao programa. Criado em 1999, ele é ofertado em duas modalidades desde 2018, por meio do Fies e do Programa de Financiamento Estudantil (P-Fies).

O primeiro é operado pelo governo federal, sem incidência de juros, para estudantes que têm renda familiar de até três salários-mínimos por pessoa; o percentual máximo do valor do curso financiado é definido de acordo com a renda familiar e os encargos educacionais cobrados pelas instituições de ensino. Já o P-Fies tem regras específicas, sem seleção, e funciona com recursos dos fundos constitucionais e dos bancos privados participantes, o que implica cobrança de juros. Por Agência Brasil

WhatsApp ganha opção para enviar fotos e vídeos que só podem ser visualizados uma vez

WhatsApp permite enviar fotos e vídeos de visualização única — Foto: Divulgação/WhatsApp

O WhatsApp oficializou nesta terça-feira (3) um recurso que permite enviar fotos e vídeos que podem ser visualizados apenas uma vez.

A opção será liberada para todos os usuários a partir desta semana. Para recebê-la, é preciso utilizar a versão mais recente do aplicativo.

A ideia do WhatsApp é oferecer mais privacidade para quem deseja compartilhar um arquivo sem deixá-lo acessível para sempre aos seus contatos.

As mensagens com fotos e vídeos de visualização única desaparecem automaticamente depois que o conteúdo é visualizado pelos destinatários. Para o arquivo sumir após ser visualizado, basta tocar sobre o ícone de número “1” antes de enviá-lo.

Os arquivos de visualização única também exibem o ícone junto à mensagem. Na conversa, eles só podem ser visualizados quando o destinatário seleciona as palavras “Foto” ou “Vídeo”.

Para evitar dúvidas sobre o conteúdo da conversa, os termos são substituídos por “Mensagem aberta” após a abertura e o consequente desaparecimento do arquivo.

Segundo o WhatsApp, as fotos e os vídeos de visualização única também são protegidos por criptografia de ponta a ponta, o que impede o acesso por terceiros. Por G1

Tóquio: Rebeca Andrade será porta-bandeira do Brasil no encerramento

A ginasta Rebeca Andrade, medalhista de ouro e prata nos Jogos Olímpicos de Tóquio, será a porta-bandeira do Brasil na cerimônia de encerramento da competição, informou nesta quarta-feira (4) o Comitê Olímpico do Brasil (COB).

Rebeca conquistou medalha de ouro no salto e prata no individual geral, sendo a primeira atleta brasileira a conquistar duas medalhas em uma mesma edição de Jogos, além de ter conquistado as duas primeiras medalhas da história na ginástica artística feminina do Brasil em Jogos Olímpicos.

“Assim, a ginasta permanece em Tóquio até o fim do evento, não retornando ao Brasil com o restante da equipe da ginástica artística nesta quarta-feira. Seu treinador Francisco Porath também continua no Japão”, disse o COB em nota. Fonte Agência Brasil

Ministro das Comunicações inaugura Museu da Rádio Nacional, no Rio

O ministro das Comunicações, Fábio Faria, inaugurou hoje (3) o Museu da Rádio Nacional, na sede da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), no Rio de Janeiro. A emissora criou as bases do que forma atualmente o rádio brasileiro no que diz respeito à música, informação, humor, dramaturgia, esporte e os programas de auditório. A Rádio Nacional do Rio de Janeiro completará 85 anos no próximo mês de setembro.

Fábio Faria destacou que o museu vai resgatar a história das comunicações e da Rádio Nacional. “Eu, como ministro das Comunicações, não poderia passar em branco um momento histórico. Nós ficamos muito agradecidos com o trabalho de todos vocês que conseguiram resgatar e reciclar todos os momentos que fizeram dos últimos 85 anos no Brasil”, disse o ministro aos colaboradores da EBC. Salientou que o museu vai colocar “de uma vez por todas a Rádio Nacional na história de todos os brasileiros, eternamente”.

Museu da Rádio Nacional, no Rio de Janeiro
Museu da Rádio Nacional, no Rio de Janeiro – Tomaz Silva/Agência Brasil

Fábio Faria reiterou que a inauguração antecipava a comemoração do aniversário da Rádio Nacional. “Com essa antecipação, a gente deixa marcada na história o que foi a Rádio Nacional, porque a comunicação é eterna. Essa rádio passou por vários governos, fez a história do povo do Brasil, se comunicou, levando informações. Então, eu, como ministro, e Glen [Lopes Valente], como presidente [da Empresa Brasil de Comunicação], estamos muito honrados de fazer com que a Rádio Nacional ficasse para sempre na história e no futuro de todos os brasileiros”.

Radionovela

O presidente da EBC, Glen Valente, disse à Agência Brasil que, com o museu, a empresa pretende resgatar o acervo que a rádio tem. “Fizemos um piloto de três minutos onde a gente reproduziu a radionovela, e a gente tem intenção de voltar com a radionovela no rádio”. Glen Valente garantiu que a rádio não vai acabar. “A gente acabou de inaugurar cinco rádios da banda estendida. Esse é o propósito, a gente vai continuar trabalhando no rádio”.

O ministro das Comunicações, Fábio Faria, e o diretor-presidente da EBC, Glen Valente, no Rio de Janeiro.
O ministro das Comunicações, Fábio Faria, e o diretor-presidente da EBC, Glen Valente, no Rio de Janeiro. – Tomaz Silva/Agência Brasil

Glen Valente disse que o rádio é vital na EBC. “E a gente, na verdade, está aqui celebrando esse momento e resgatando a história do rádio no Brasil”.

Participaram da inauguração do Museu da Rádio Nacional dois dos funcionários que viveram a época de ouro da emissora: o radioator Laio Júnior, que completará 48 de trabalho na antiga Rádio Nacional, em dezembro, e o datilógrafo de roteiros Reynaldo Gomes de Rezende, com 42 anos de casa, a serem completados em outubro deste ano. “A cópia ficou fiel”, exclamou Laio, referindo-se ao museu”. “Igual como estava lá”, completou Reynaldo Rezende. Fonte Agência Brasil