Blog do Walison - Em Tempo Real

Idoso é Assassinado em Codó.

20191013_103657-768x859

Um idoso de 78 anos de idade identificado como Raimundo Campelo Santos foi encontrado morto em sua residência na Avenida São Benedito, Bairro São Benedito na cidade de Codó – MA, o idoso foi encontrado morto com sinais de estrangulamento e  de acordo com informações preliminares a casa do idoso teria sido destelha.

O senhor Raimundo Campelo era uma pessoa pacata e que não oferecia riscos a sociedade, um homem já de idade bem avançada que por morar sozinho teoricamente era visto como um alvo fácil para as ações de criminosos, pelo que foi visualizado na sena do crime o idoso teria sido arrastado pela casa e assassinado por estrangulamento, a policia já está tomando conta do caso e espera em breve poder identificar os autores de tamanha perversidade, tiraram a vida de uma pessoa inofensiva, um homem de bem e que não fazia mal a ninguém é o que relataram alguns populares.

Zito Rolim Preside Sessão Solene na AL Homenageando os 15 Anos do CPTCA e Elogia Trabalho de Excelência Prestado pela Instituição.

O Deputado Estadual Zito Rolim ( PDT ) presidiu essa semana na última quinta – feira uma sessão solene alusiva aos 15 anos do ( CPTCA )  Centro de Perícias Técnicas para a Criança e o Adolescente. A referida homenagem foi solicitada pelo também Deputado Estadual Duarte Jr ( PCdoB ) numa forma de comemorar os 15 anos de existência do centro no estado do Maranhão.

O CPTCA foi fundado em outubro de 2004, fruto de um Termo de Ajustamento de Conduta assinado entre o Brasil, o Estado do Maranhão e a Organização dos Estados Americanos (OEA). Pioneiro, o CPTCA foi o primeiro e ainda é o único centro do Brasil especializado na análise científica de dados com o objetivo de elucidar casos de violência física, sexual, psicológica e casos de negligência contra crianças e adolescentes, de 0 a 17 anos, em todo o Estado do Maranhão.

“É com muita alegria que tivemos o privilégio de presidir esta sessão solene, em que celebramos os 15 anos de serviços do CPTCA em prol de crianças e adolescentes. É um dos órgãos estratégicos mais importantes do sistema de segurança estadual. Portanto, esta merecida homenagem serve para aproximar o trabalho do CPTCA da sociedade e a emenda, anunciada pelo deputado Duarte Jr, irá melhorar o importantíssimo serviço prestado para garantia dos direitos e proteção das nossas crianças e adolescente no Estado do Maranhão”, destacou o deputado estadual Zito Rolim.

Canonização de Irmã Dulce reconhece trabalho social

Na primeira quinzena de agosto deste ano, a professora aposentada Miralva Tito Moreno Oliveira, 74 anos, preparava-se para um procedimento cirúrgico no Hospital da Bahia, em Salvador, para retirada de cálculos que podiam chegar ao ureter, quando o médico a informou que não seria mais necessária a operação.

Arquidiocese de Brasília realiza procissão durante Festa da Padroeira - Nossa Senhora Aparecida, na Esplanada dos Ministérios
Arquidiocese de Brasília realiza procissão durante Festa da Padroeira – Nossa Senhora Aparecida, na Esplanada dos Ministérios – Marcello Casal JrAgência Brasil

“Dona Miralva, a senhora não tem a pedra mais”, disse o urologista conforme relato da paciente à reportagem. De acordo com o exame pré-operatório feito no hospital, o cálculo não estavam lá. Miralva Oliveira temia dor e desconforto se as pedras chegassem e crescessem no ureter. O risco havia sido detectado por um exame de ultrassom e confirmado por ressonância magnética.

A paciente mostrou, então, ao médico o santinho impresso da beata Irmã Dulce, que ela mantinha sobre o abdome, pedindo intercessão de Irma Dulce, a futura Santa Dulce dos Pobres. Emocionada, Miralva Oliveira descreve ter recebido “uma graça” do “Anjo Bom da Bahia” que foi canonizada hoje (13) pelo papa Francisco na Praça São Pedro, no Vaticano; e se tornou a primeira santa brasileira. A celebração litúrgica reuniu cerca de 50 mil pessoas.

A ex-paciente comemora a canonização da religiosa, “uma santa brasileira e baiana! A gente só pode ter orgulho de louvar a Deus”, diz Miralva.

Para a pesquisadora baiana Thiaquelliny Teixeira Pereira, que escreveu tese de doutorado sobre a construção social da santidade, Irmã Dulce já é considerada santa pelos brasileiros e, em especial, pelos baianos. “População brasileira é pouco entendida na questão da liturgia, é um povo de muita fé e de pouco conhecimento teológico”, observa. “[Há] Pessoas que são cultuadas pela população baiana à procura de milagres, de terem suas aflições respondidas”, revela a pesquisadora.

Conforme o jornalista Graciliano Rocha, autor da biografia Irmã Dulce, a santa dos pobres, são comuns relatos de fieis, como Miralva Oliveira, descrevendo recuperação da saúde e o recebimento de outras graças após fazer orações e promessas à Irmã Dulce.

“Há um imenso mosaico de fé popular. A devoção à Irmã Dulce mobiliza todo o tipo de gente, de qualquer classe social”, descreve o biógrafo que realizou pesquisa por oito anos no Brasil, no Vaticano e até nos Estados Unidos. Segundo ele, nos vinte anos após a morte da beata (entre 1992 e 2012) mais de 10 mil relatos de graças foram descritos em cartas de fieis.

“É impossível não perceber beleza na devoção das pessoas”, observa o biógrafo após leitura de amostra dessas mensagens para escrever o livro. Há nas cartas “a inquietação genuína dos devotos”, principalmente de “causas ligadas à saúde”.

 Irmã Dulce
Irmã Dulce – Acervo Irmã Dulce

Hospital no lugar do galinheiro

Para o Graciliano Rocha, a vinculação à saúde tem muito a ver com o trabalho e o legado que a beata deixou após 60 anos dedicados à vida religiosa e à assistência aos mais pobres. Atualmente, as Obras Sociais Irmã Dulce (Osid) contabilizam 2,2 milhões de procedimentos ambulatoriais por ano, e dispõem de 954 leitos em cinco hospitais.

Segundo descreveu Maria Rita de Souza Brito, sobrinha da freira e superintendente das Osid, à agência de notícias do Vaticano, o complexo hospitalar interna, por ano, 18 mil pessoas, realiza 12 mil cirurgias, atende 11,5 mil pessoas em tratamentos de câncer.

As obras sociais tiveram início no ano de 1949, quando Irmã Dulce ocupou um galinheiro ao lado do Convento Santo Antônio para cuidar de 70 doentes. Onze anos depois, a futura santa cuidava de um hospital que dispunha de 160 leitos.

“Era um momento que não havia direito à saúde pública. As pessoas para serem atendidas em hospital público tinham que ter carteira de trabalho assinada. O hospital dela era o único que não rejeitava ninguém. Isso foi fundamental para que o colapso da cidade de Salvador não tenha sido pior na segunda metade do século 20. Isso é a base da santidade que ela tinha em vida”, avalia o biógrafo.

Sérgio Lopes, assessor corporativo das Osid, avalia que erguer a infraestrutura de atendimento hospitalar – e que também oferta ensino fundamental para 750 crianças e adolescentes, e fornece 1,7 milhão de refeições gratuitas por ano – “foi o primeiro milagre de Santa Dulce dos Pobres.”

O assessor crê que a canonização “vai aumentar a visibilidade” do trabalho da Osid e ajudar o fechamento das contas. O atendimento à saúde é feito graças a convênios com o Sistema Único de Saúde (SUS).  No ano passado, o dinheiro não foi suficiente. Conforme Lopes, restou um déficit de R$ 11 milhões que foi coberto posteriormente por repasses do Ministério da Saúde e doações, que equivalem a 5% do orçamento anual.

 Irmã Dulce
Irmã Dulce – Acervo Irmã Dulce

Invasão de casa

Assim como a história do galinheiro transformado em hospital, outras passagens alimentam a visão de que Irmã Dulce dedicou sua vida a acolher as pessoas mais humildes, como um menino ardendo em febre que a procurou pedindo para “não morrer na rua”. De acordo com o biógrafo Graciliano Rocha, o menino tinha 15 anos, trabalhava vendendo jornal na rua, era franzino e, provavelmente, sofria de malária. “Foi a primeira pessoa que a futura santa tirou das ruas”, relembra Graciliano.

O local era próximo à Igreja do Bonfim, e ao avistar uma casa vazia e fechada, Irmã Dulce pediu a um passante que arrobasse o imóvel, assegurando que ela assumiria a responsabilidade. A freira providenciou colchão e um candieiro para o menino passar a noite, forneceu alimento, pediu que a irmã do pároco da Igreja do Bonfim cuidasse do garoto. Ela depois voltou com o médico.

“Irmã Dulce atendeu o menino. No dia seguinte, tinha diante de si uma cancerosa, que ela atendeu. Depois apareceram mais alguns necessitados, e ela foi atendendo”, complementa Dom Murilo Krieger, arcebispo de Salvador, em entrevista por escrito à Agência Brasil. O arcebispo ressalta que Irmã Dulce “era de baixa estatura, pesava somente 45 quilos, tinha uma saúde muito precária, dormia três ou quatro horas por noite etc. E, no entanto, foi à luta. Foi fazendo o que podia fazer, à medida em que os desafios se multiplicavam à sua frente”.

O religioso também assinala que “mais e mais as pessoas estão descobrindo a importância da vida de Irmã Dulce e do legado que nos deixou. E isso é muito importante porque o número de pobres, doentes e necessitados só aumentou e, por isso, há necessidade de muitas outras Irmãs Dulce.”

“O trabalho de Irmã Dulce era dedicado aos pobres mais pobres, aos desvalidos, aos sem casa, aos que estavam na sarjeta: o marginal, a prostituta, o bandido. Ela tinha o coração aberto a todo mundo”, comenta o advogado Antônio Gilvandro Martins Neves, que conheceu Irmã Dulce no final dos anos 1960 e teve sua ajuda para fundar uma casa de estudante em Salvador e depois manter um hospital beneficente em Paramirim, no interior da Bahia.

O biógrafo Graciliano Rocha acredita que a dedicação aos mais humildes pesou favoravelmente na decisão de canonizar Irmã Dulce. “Ela via no pobre a figura de Jesus Cristo a ser acolhido. Esse era o imperativo ético e religiosos que a movia”, comenta. Para a Thiaquelliny Teixeira Pereira, a canonização de Irmã Dulce não vai reverter o quadro social que se agrava segundo estatísticas oficiais que atestam aumento de pobreza e desigualdade, “mas é sempre bom ter em evidência alguém reverenciável que olha para os pobres”.Fonte Agência Brasil.

Cada vez maior e mais moderno, Porto do Itaqui recebe visitantes todas as quartas

Você sabe como os navios fazem para descarregar e carregar toneladas de produtos todos os dias no Maranhão? Já pensou no tanto de máquinas e pessoas envolvidas? Essas respostas podem ser vistas na prática todas as quartas-feiras no Porto do Itaqui, em São Luís.

Responsável por gerar 16 mil empregos diretos e indiretos, o porto está cada vez maior e mais moderno.

O Itaqui tem um programa de visitação para mostrar como funciona e para se aproximar mais da comunidade. Os grupos de visitantes são recebidos toda quarta-feira em dois turnos: manhã (9h-11h) e tarde (14h-16h).

O Porto do Itaqui é muito grande. Os visitantes pegam um ônibus da Emap (Empresa Maranhense de Administração Portuária) para conhecer o espaço onde ficam os navios. Por questões de segurança, os visitantes não podem descer nessa área. Os grupos podem ser de no mínimo 10 e no máximo de 40 pessoas por visita.

Regras

A idade mínima é de 12 anos. Menores de 14 anos e maiores de 70 anos só podem participar da visita se acompanhados por um responsável.

Todos os visitantes devem estar com sapatos fechados e sem salto, calças compridas e blusas de manga. Todos devem apresentar documento de identidade com foto.

Se estiver chovendo, as visitas são canceladas e agendadas para uma nova data.

Como agendar

As visitas são agendadas no site da Emap: emap.ma.gov.br

Números do porto
– São 16 mil empregos diretos e indiretos, representando um dos principais motores da economia maranhense.

– O porto tem batido recordes sucessivos e chegou ao fim de 2018 com 22,3 milhões de toneladas de cargas movimentadas, 16% a mais que em 2017.

– Em agosto de 2019, foi atingido o recorde mensal de movimentação, com 2,8 milhões de toneladas de cargas.

– Em quatro anos, o Governo do Estado, por meio da Emap, investiu R$ 200 milhões em obras de modernização do Itaqui com recursos próprios.

– O Porto do Itaqui foi o único que cresceu, entre os maiores portos do país, em 2019, a uma marca de 18,29%, em relação ao mesmo período de 2018.

– O porto público do Maranhão está entre os três melhores do país em gestão ambiental (ranking ANTAQ) e é o único a ter dupla certificação: ISO 9000:2015 (Meio Ambiente) e ISO 14001:2015 (Qualidade)

Ascom

Fotos mostram como estava a Feirinha de Codó antes de ser atingida por forte chuva e ventania

A Feirinha de Codó completou dois anos de sucesso na última sexta-feira (11). E no aniversário, a organização realizou a edição especial da feira na Trizidela, onde tudo começou. Uma grande estrutura foi armada no Parque Ambiental de Codó para a realização da grande festa. Estiveram presentes para prestigiar o segundo aniversário da Feirinha de Codó o prefeito de Codó, Francisco Nagib e a primeira-dama, Agnes Oliveira, o secretário municipal de agricultura, pecuária, abastecimento e pesca, Araújo Neto, o secretário municipal de finanças, Ivaldo José, secretários de governo, além de servidores e milhares de pessoas que foram às compras e lotaram o parque.

Dois anos de sucesso

Em sua 19ª edição, a Feirinha de Codó retornou em grande estilo a região da Trizidela, onde tudo começou e a primeira edição foi realizada em 2017. Uma grande estrutura foi montada no Parque Ambiental de Codó, com mais de setenta barracas, tendas de alimentação e serviços. Desde o fim da tarde os visitantes puderam aproveitar a oportunidade de ótimas compras, lazer e diversão, com produtos 30% mais baratos, direto do produtor.

É com muita alegria que completamos dois anos de trabalho, bons negócios para os nossos produtores e boas compras para todos os codoenses. São dois anos de lutas e de crescimento. De lá pra cá a feirinha só cresceu, ganhou parcerias maravilhosas como a Feirinha Social, em conjunto com a secretaria de saúde e a de assistência social, com a secretaria de esporte que proporciona as atividades esportivas para crianças e jovens, a turma do EJAI Ativo e tantas parcerias que só fizeram a feirinha virar esse verdadeiro feirão aqui no Parque Ambiental. Parabéns a todos pelos dois anos”, agradeceu o secretário Araújo Neto.

Barracas com produtos frescos, muito artesanato, confecções atraiam os consumidores. Também aconteciam apresentações culturais e campeonatos esportivos de basquete, voleibol, futsal, dominó, baralho e do divertido Jogo da Travinha. A Feirinha social realizava os atendimentos em saúde e da assistência social, direcionados especialmente para a campanha do Outubro Rosa e a saúde da Mulher. Uma das novidades da edição de segundo aniversário da feirinha foi um espaço de leitura reservado especialmente para crianças.

O público também aproveitou a ginástica e animação com a turma do EJAI Ativo. O prefeito Nagib percorreu todos os estandes e setores da feira, brincou de bola com os jovens, leu para as crianças também e destacou a grande festa de segundo aniversário o evento. “É com muita alegria que chegamos a um dois de realização desse projeto vitorioso, que ajudou a mudar o calendário de eventos de nossa cidade e movimenta muito nossa economia. Parabéns a Secretaria Municipal de Agricultura, o secretário Araújo Neto e toda sua equipe por esta grande estrutura, parabéns aos nossos produtores e todas as pessoas que colaboraram para o grande sucesso da feirinha nestes dois anos”.

Infelizmente, devido a uma inesperada e grande tempestade, com muita chuva e ventos fortíssimos, a grande festa foi interrompida. Após o fenômeno climático destruir parte das estruturas, a organização do evento, Bombeiro, Policia Militar e SAMU, encaminharam algumas pessoas feridas até o HGM e ajudaram no trabalho de recuperação do local.

 

Ascom – PMC

Cada vez maior e mais moderno, Porto do Itaqui recebe visitantes todas as quartas

Você sabe como os navios fazem para descarregar e carregar toneladas de produtos todos os dias no Maranhão? Já pensou no tanto de máquinas e pessoas envolvidas? Essas respostas podem ser vistas na prática todas as quartas-feiras no Porto do Itaqui, em São Luís.

Responsável por gerar 16 mil empregos diretos e indiretos, o porto está cada vez maior e mais moderno.

O Itaqui tem um programa de visitação para mostrar como funciona e para se aproximar mais da comunidade. Os grupos de visitantes são recebidos toda quarta-feira em dois turnos: manhã (9h-11h) e tarde (14h-16h).

O Porto do Itaqui é muito grande. Os visitantes pegam um ônibus da Emap (Empresa Maranhense de Administração Portuária) para conhecer o espaço onde ficam os navios. Por questões de segurança, os visitantes não podem descer nessa área. Os grupos podem ser de no mínimo 10 e no máximo de 40 pessoas por visita.

Regras

A idade mínima é de 12 anos. Menores de 14 anos e maiores de 70 anos só podem participar da visita se acompanhados por um responsável.

Todos os visitantes devem estar com sapatos fechados e sem salto, calças compridas e blusas de manga. Todos devem apresentar documento de identidade com foto.

Se estiver chovendo, as visitas são canceladas e agendadas para uma nova data.

Como agendar

As visitas são agendadas no site da Emap: emap.ma.gov.br

Números do porto
– São 16 mil empregos diretos e indiretos, representando um dos principais motores da economia maranhense.

– O porto tem batido recordes sucessivos e chegou ao fim de 2018 com 22,3 milhões de toneladas de cargas movimentadas, 16% a mais que em 2017.

– Em agosto de 2019, foi atingido o recorde mensal de movimentação, com 2,8 milhões de toneladas de cargas.

– Em quatro anos, o Governo do Estado, por meio da Emap, investiu R$ 200 milhões em obras de modernização do Itaqui com recursos próprios.

– O Porto do Itaqui foi o único que cresceu, entre os maiores portos do país, em 2019, a uma marca de 18,29%, em relação ao mesmo período de 2018.

– O porto público do Maranhão está entre os três melhores do país em gestão ambiental (ranking ANTAQ) e é o único a ter dupla certificação: ISO 9000:2015 (Meio Ambiente) e ISO 14001:2015 (Qualidade)

Ascom

Como recorrer de multas aplicadas pela PRF

É comum que muitas pessoas deixem de acessar seus direitos devido à burocracia que imaginam encontrar. Um exemplo disso é o recurso de multas de trânsito.

Como a aplicação das multas pode ser feita por diferentes órgãos, os meios pelos quais é possível apresentar sua defesa podem também sofrer algumas variações. Mas, não se preocupe, pois iremos ajudá-lo.

Se você recebeu alguma multa aplicada pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), confira, aqui, o passo a passo de como proceder.

Recurso de multas PRF

O trânsito brasileiro é fiscalizado por diversos órgãos e entidades que compõem o Sistema Nacional de Trânsito. De modo geral, a incumbência de fiscalização varia entre órgãos municipais, estaduais e federais.

Neste último caso, inclui-se a fiscalização das rodovias e estradas federais, cujos órgãos fiscalizadores são tanto o DNIT quanto a PRF.

As rodovias e estradas federais são aquelas que conectam dois ou mais estados ou as fronteiras do Brasil com outros países. Caso você tenha recebido uma multa mas não sabe qual órgão a aplicou, basta observar a informação que consta no cabeçalho da notificação de autuação.

Qualquer autuação de trânsito, independentemente do órgão aplicador, garante ao motorista o direito de defesa em até três fases, com julgamento por diferentes comissões. Caso sua multa tenha sido aplicada pela PRF, siga os passos apresentados adiante e saiba como recorrer.

Notificação de autuação

O primeiro passo para acessar seu direito de defesa é atentar-se à notificação de autuação. Este é o nome dado ao documento enviado para notificar a infração detectada pelo órgão fiscalizador.

A autuação pode ocorrer a partir da abordagem do agente fiscalizador. Contudo, na maioria das vezes, em especial em rodovias, a notificação de autuação é enviada posteriormente ao endereço do proprietário do veículo.

A notificação de autuação ainda não implica na aplicação da penalidade. Isto significa que ainda não há a soma de pontos na CNH nem cobrança de multa. É a partir deste documento que o motorista terá a possibilidade de apresentar sua defesa prévia.

Defesa prévia

A defesa prévia é o primeiro momento para pleitear a anulação da multa. Contudo, para isso, é elementar respeitar o prazo constante na notificação de autuação. Este prazo deverá ser de, no mínimo, 15 dias.

Para apresentar sua defesa à PRF, reúna argumentos sobre, por exemplo, a irregularidade de sua aplicação. Para aumentar suas chances de sucesso, embase sua defesa na legislação e apresente o máximo de evidências possíveis.

Preencha o formulário disponível para download no site da PRF assinalando a opção “defesa prévia”. Após o preenchimento, reúna os documentos solicitados e entregue pessoalmente em uma unidade regional da PRF ou envie pelo correio.

É na defesa prévia que o proprietário do veículo pode também acessar outras duas possibilidades: a indicação de condutor e o pedido de conversão em advertência por escrito.

Indicação de condutor ou conversão em advertência

A indicação de condutor pode ser feita caso o autor da infração não tenha sido o proprietário do veículo. Neste caso, faça o download do formulário no site do PRF, preencha-o corretamente e reúna os documentos solicitados. Em seguida, entregue pessoalmente em uma unidade regional da PRF ou envie pelo correio.

Já a conversão em advertência pode ser pleiteada em caso de infrações de natureza leve ou média que não tenham sido repetidas nos últimos doze meses.

A advertência por escrito implica em medida de caráter educativo, sem cobrança de multa pecuniária ou soma de pontos na CNH. Para acessar este recurso, é preciso imprimir o formulário correspondente e seguir os demais passos para envio, como nos casos citados anteriormente.

Recurso em primeira instância

Seja qual for o documento apresentado durante o período de defesa prévia, ele será julgado por comissão da PRF e sua resposta chegará por correspondência.

Caso você tenha solicitado a anulação da multa, mas seu pedido tenha sido indeferido, você receberá a Notificação de Imposição de Penalidade (NIP).

O recurso em primeira instância é de incumbência da JARI – Junta Administrativa de Recursos de Infrações. Esta fase é muito parecida com a defesa prévia.

Para recorrer, o formulário necessário é o mesmo, devendo o condutor apenas assinalar a opção “JARI”. Ainda que você não tenha recorrido em defesa prévia, é possível também recorrer a partir desta etapa.

Para apresentar sua defesa à JARI, o condutor terá um prazo maior que da defesa prévia, que não poderá ser inferior a 30 dias. Após o envio dos documentos, a JARI terá mais 30 dias para julgamento.

Última etapa: recurso em segunda instância

Caso receba a resposta da JARI como indeferimento para seu recurso, você pode apresentar sua defesa utilizando o mesmo modelo de formulário das etapas anteriores, desta vez assinalando a opção “recurso de decisão (2ª instância)”.

Os prazos para a última etapa são equivalentes aos prazos da JARI. Neste caso, o órgão julgador dependerá da natureza da penalidade aplicada, conforme previsto no artigo nº 289 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

Para infrações de natureza gravíssima, suspensão do direito de dirigir por mais de seis meses ou cassação, o órgão julgador será o CONTRAN. Nos demais casos, caberá a uma comissão da JARI julgar este último recurso.

Caso seu recurso seja deferido, mas você já tenha feito o pagamento da multa, é possível receber o reembolso. Para isso, preencha o formulário disponível no site da PRF e envie por correspondência ou apresente pessoalmente.

Outros recursos disponíveis no site da PRF são, ainda, a consulta de multas aplicadas por este órgão e geração de boletos para pagamento das multas.

Doutor Multas

Todo o processo descrito neste artigo pode ser realizado diretamente pelo motorista autuado. Contudo, quanto maior conhecimento possuir sobre as legislações, maior será a capacidade de argumentar e, talvez, anular sua multa.

RANKING FSB: Márcio Jerry é o parlamentar mais influente do Maranhão

O deputado federal Márcio Jerry (PCdoB) é o parlamentar mais influente do Maranhão nas redes sociais, aponta o ranking FSBinfluênciaCongresso, divulgado nesta sexta-feira (11). O resultado, apresentado a cada dois meses, é referente aos meses de agosto e setembro.

Jerry ocupa a 78ª posição do total de 588 parlamentares listados, seguido pelo senador Weverton Rocha (PDT), que está em 101º lugar, e pelo deputado Juscelino Filho (DEM), na 143ª posição.

Apenas cinco deputados e um senador não postaram qualquer conteúdo nas redes sociais em agosto e setembro. Por isso, o ranking inclui 508 deputados e 80 senadores, totalizando 588 parlamentares (ou 99% do atual Congresso Nacional).

Metodologia

O FSBinfluênciaCongresso monitorou as publicações dos deputados federais e senadores de 1º de agosto a 30 de setembro, analisando o grau de engajamento de todas as publicações feitas pelos parlamentares no Facebook (apenas páginas públicas), no Instagram (apenas contas business) e no Twitter.

Para calcular a nota de cada parlamentar e construir o ranking, são levados em consideração o número de seguidores, a quantidade de publicações, o alcance e o engajamento (curtidas, comentários e compartilhamentos) em cada rede social. São aplicados pesos diferentes a cada item, assim como para cada uma das três redes sociais analisadas.

Ascom

Dia D contra as queimadas é realizado em São João do Sóter

No âmbito da Campanha Maranhão sem Queimadas, representantes de órgãos como o Corpo de Bombeiros Militar, a Secretaria Estadual de Meio Ambiente, Secretaria de Desenvolvimento Social, Secretaria de Agricultura Familiar e Agerp desenvolveram uma série de atividades relacionadas a prevenção contra incêndio florestal em São João do Sóter. O dia D contra queimadas ocorreu nesta quinta-feira (10) e foi realizado pelo 5° Batalhão de Bombeiros Militar de Caxias.

O evento contou com palestras, instruções teóricas e práticas. Temas como tecnologias alternativas ao uso do fogo, confecção de aceiros e queima controlada foram debatidos, sendo que o período da manhã foi finalizado com uma demonstração prática de construção de aceiros e queima controlada.

No período vespertino foi realizada a emissão de licenças pela SEMA para queima controlada visando o manejo do plantio pelos trabalhadores rurais da região.

Ascom

Petrobras vende campos terrestres no ES por US$ 9,4 milhões

A Petrobras assinou hoje (11), com a Imetame Energia Lagoa Parda Ltda., um contrato para a venda da totalidade de suas participações dos campos terrestres do Polo Lagoa Parda, próximo ao município de Linhares (ES).

O valor da venda é de US$ 9,372 milhões, que serão pagas em duas parcelas. O fechamento da transação está sujeito ao cumprimento de condições como a aprovação pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

A operação está de acordo com a Sistemática para Desinvestimentos da Petrobras e com as disposições do procedimento especial de cessão de direitos de exploração, desenvolvimento e produção de petróleo, gás natural e outros hidrocarbonetos fluidos.

Lagoa Parda

O Polo Lagoa Parda compreende três concessões terrestres em produção: Lagoa Parda, Lagoa Parda Norte e Lagoa Piabanha. A Petrobras é operadora com 100% de participação nos três campos. A produção média atual do polo é de aproximadamente 300 barris de óleo por dia e 5,5 mil m³/dia de gás.

A Imetame Energia é uma empresa brasileira, que atua no segmento de óleo e gás como operadora de blocos e campos terrestres nas bacias sedimentares brasileiras do Recôncavo (BA), Potiguar (RN), Espírito Santo (ES) e São Francisco (MG) com produção média de 820 barris de óleo por dia.Fonte Agência Brasil.