Blog do Walison - Em Tempo Real

Equipes campeãs dos JECOS 2018 já começam a ser premiadas no Ginásio Carlos Fernando

Esta semana já começaram a ser entregues as premiações das equipes campeãs em algumas modalidades nos JECOS 2018. O prefeito Nagib, o superintendente de Esporte, Goiabeira Junior e vereadores fizeram a entrega de troféus e medalhas para as equipes campeãs, vice e para os terceiros lugares das modalidades de Handebol e Futsal. A premiação, com entrega de medalhas e troféus, aconteceu no ginásio poliesportivo Carlos Fernando.

Convidado pela comissão de premiação dos Jogos Escolares de Codó, o vereador e delegado Rômulo Vasconcelos participou da entrega das medalhas e troféus para as escolas campeãs, entre elas a escola Renê Bayma, que foi campeã na modalidade Futsal Masculino Infanto.

É muito gratificante ver a motivação, a garra e a alegria dos atletas durante as competições. Como já havia dito antes, o governo municipal investiu muito para que os JECOS 2018 fossem realizados de forma grandiosa e com todo suporte necessário para nossos alunos atletas. E este momento, o da alegria da premiação de nossos campeões, é o reflexo de todo um trabalho muito bem planejado pelo governo e pela superintendência de esporte, parabéns a todos!”, declarou o parlamentar.

Para o prefeito Nagib, o sucesso dos jogos e a empolgação de atletas e público é o resultado de muita dedicação e a vontade de ver o JECOS 2018 superar as edições anteriores. “Estamos muito felizes. Olhar a alegria nos olhos dos atletas na hora da premiação é o maior retorno dos investimentos feitos para o JECOS. Investir na educação e esporte de nossos jovens é investir em saúde, cidadania e em uma geração que irá guiar o destino de nossa cidade. Essa nova geração, com uma nova consciência irá fazer uma Codó melhor, um Maranhão melhor. E o inicio de tudo isso começa pela educação e o incentivo a prática esportiva”, concluiu o prefeito.

Confira alguns resultados dos JECOS esta semana.

Resultados Finais do Handebol do JECO’S 2018

Handebol Infantil feminino

Campeã Cristo Rei

Vice-Campeã Sta Filomena

3° lugar: Col. Batista

Infantil Masculino.

Campeão Col. Batista

Vice-Campeão Cristo Rei

3° lugar: M. do Conhecimento

Infanto feminino

Campeão Col. Batista

Vice-Campeão: Matta Roma

3° lugar: Remy Archer

Infanto Masculino

Campeão Col. Batista

Vice-Campeão: Matta Roma

3° lugar: Remy Archer

Resultados Finais no Futsal

Infantil feminino

Campeã: Colégio Olympus

Vice-Campeã: Escola Remy Archer

3° lugar: Escola Pequeno Polegar

Infantil Masculino

Campeão: Escola Estêvan Ângelo

Vice-Campeão: Colégio Batista

3° lugar: Escola Senador Archer

Infanto feminino

Campeão: Centro de Ensino Médio Matta Roma

Vice-Campeão: Colégio Olympus

3° lugar: Centro de Ensino Médio Lúcia Bayma

Infanto Masculino

Campeão: Centro de Ensino Médio Renê Bayma

Vice-Campeão: Centro de Ensino Médio Lúcia Bayma

3° lugar: Escola Pequeno Polegar

Ascom – PMC

Argélia desliga internet do país para evitar cola em prova

Para evitar a cola durante exame nacional para formandos no ensino médio, o governo da Argélia instalou detectores de metais e câmeras nos mais de 2 mil locais de prova espalhados pelo país. E para evitar vazamentos, as autoridades tomaram uma decisão drástica: cortar a internet, fixa e por redes móveis, em todo país. O desligamento dura uma hora após o início do teste, entre os dias 20 e 25 de junho.

A decisão foi tomada para evitar que episódios registrados em 2016 se repetissem. Naquele ano, questões foram vazadas em redes sociais antes e durante o exame. Ano passado, as autoridades pediram que os provedores de internet bloqueassem as redes sociais no período de provas, mas as medidas, de caráter voluntário, não funcionaram.

Em entrevista ao jornal local “Annahar”, a ministra da Educação Nouria Benghabrit afirmou ainda que o Facebook está bloqueado durante todo o período de provas. Ela disse não estar “confortável” com as medidas, mas o governo não “pode ficar passivo diante da possibilidade de vazamentos”.

A operadora estatal Algerie Telecom informou que os serviços de internet foram cortados “de acordo com instruções do governo, que visam garantir que os exames para o diploma do ensino médio corram com tranquilidade”.

As provas são aplicadas para cerca de 700 mil estudantes. Nos locais de aplicação, todos os dispositivos eletrônicos são proibidos, tanto para estudantes como para professores. Para tentar impedir a comunicação, foram instalados detectores de metais, câmeras e até mesmo bloqueadores de celular.

Fonte: Extra

Capitão em 2014, Thiago Silva recebe braçadeira de Tite contra Costa Rica

Thiago Silva será o capitão da seleção brasileira em seu segundo jogo na Copa do Mundo, nesta sexta-feira (22), contra a Costa Rica.

O anúncio, como já é tradicional no rodízio feito por Tite, foi feito na véspera do confronto marcado para São Petersburgo. Na estreia, a braçadeira havia ficado com Marcelo.

O experiente zagueiro, capitão no Mundial em 2014 e alvo de algumas críticas por seu desempenho naquela ocasião, recebe a braçadeira de Tite pela segunda vez. Thiago havia ocupado a função diante da Argentina, em amistoso na Austrália com sete reservas em campo.

Em março, a partir das vitórias contra Rússia e Alemanha, Thiago Silva aproveitou brecha deixada por Marquinhos, que se lesionou, para virar titular da seleção brasileira. O zagueiro revelado pelo Fluminense foi mantido na equipe por Tite e se tornou membro da equipe principal pela segunda Copa seguida.

OS CAPITÃES DA ERA TITE
4 jogos: Daniel Alves;
3 jogos: Miranda;
2 jogos: Marcelo;
1 jogo: Paulinho, Casemiro, Marquinhos, Willian, Renato Augusto, Neymar, Thiago Silva, Coutinho, Alisson, Gabriel Jesus, Filipe Luís, Fernandinho e Robinho.

Fonte: Folhapress

Sérgio Moro marca depoimento de Lula no processo sobre sítio de Atibaia

O juiz federal Sérgio Moro marcou para 11 de setembro o interrogatório do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na ação penal que trata das reformas realizadas no Sítio Santa Bárbara, em Atibaia (SP), frequentado pela família de Lula.

O ex-presidente, que está preso na Superintendência da Policia Federal em Curitiba, e ex-executivos das empreiteiras Odebrecht e da OAS são réus no processo.

O imóvel é alvo das investigações da Operação Lava Jato, que apura a suspeita de que as obras foram pagas pelas empreiteiras.

Segundo os investigadores, as reformas começaram após a compra da propriedade pelos empresários Fernando Bittar e Jonas Suassuna, amigos de Lula, quando “foram elaborados os primeiros desenhos arquitetônicos para acomodar as necessidades da família do ex-presidente”.

No laudo elaborado pela Polícia Federal, em 2016, os peritos citam as obras que foram realizadas, entre elas a de uma cozinha avaliada em R$ 252 mil. A estimativa é de que tenha sido gasto um valor de cerca de R$ 1,7 milhão, somando a compra do sítio (R$ 1,1 milhão) e a reforma (R$ 544,8 mil).

A defesa de Lula sustenta que o ex-presidente não é proprietário do sítio.

Fonte: Agência Brasil

PF indicia Marcelo Miller, Joesley Batista e mais três por corrupção

Agência Estado

Inquérito investiga envolvimento de Miller na elaboração dos acordos de colaboração premiada de executivos e ex-executivos doa J&F

O ex-procurador da República Marcelo Miller, o empresário Joesley Batista, sócio do Grupo J&F, e mais três foram indiciados pela Polícia Federal no inquérito que investigou o envolvimento de Miller na elaboração dos acordos de colaboração premiada de executivos e ex-executivos do Grupo J&F enquanto ainda era membro do Ministério Público Federal.

O delegado da Polícia Federal Cleyber Malta Lopes atribuiu a Marcelo Miller o crime de corrupção passiva e apontou a prática de corrupção ativa por parte de Joesley Batista, do ex-diretor jurídico do grupo J&F Francisco de Assis e Silva e das advogadas Esther Flesch e Fernanda Tórtima, que trabalharam para a empresa. A omissão de envolvimento de Miller durante a negociação da delação premiada para ajudar os executivos foi um dos principais pontos apontados pela PF.

A informação foi confirmada pelo Estadão/Broadcast. Os também delatores do grupo J&F Wesley Batista e Ricardo Saud, embora tenham sido investigados, não foram indiciados.

A manifestação da PF ainda está sob sigilo e será analisada pelo Ministério Público Federal, que decidirá se apresenta denúncia ou não. Apesar de se tratar de um outro processo, o posicionamento da PF é um golpe na pretensão da defesa dos ex-executivos que buscam manter no Supremo Tribunal Federal a validade dos acordos de colaboração firmados com o MPF, cuja rescisão depende do ministro-relator, Edson Fachin.

investigação foi aberta em setembro de 2017 por determinação do então procurador-geral da República, Rodrigo Janot, após a descoberta de um áudio de uma conversa de Joesley Batista dando indicativo de que Miller teria atuado para os executivos do grupo empresarial antes mesmo de se exonerar do MPF. O áudio foi entregue às autoridades pelos próprios delatores, quando fizeram uma complementação dos termos de colaboração.

Um dos pontos que foram analisados pela PF dizia respeito às menções a ministros da Corte no áudio de Joesley. Quanto a esse ponto, o relatório da PF aponta que nada foi encontrado que pudesse apontar algum envolvimento de ministros. A conclusão foi encaminhada à presidente do Supremo, ministra Cármen Lúcia, que havia pedido a apuração do caso após o então procurador-geral, Rodrigo Janot, revelar as citações ainda em setembro de 2017.

A Procuradoria-Geral da República já apontou indícios de crimes envolvendo Miller e as delações da J&F, em diversas manifestações sobre a rescisão de acordos firmados por integrantes do MPF. Na última, em maio, a procuradora-geral, Raquel Dodge, destacou omissão e má-fé ao afirmar que os delatores não comunicaram participação de Marcelo Miller na negociação dos acordos enquanto ainda era procurador da República.

A decisão final sobre a rescisão dos acordos dos delatores da J&F cabe ao ministro Edson Fachin, relator que homologou os acordos em maio de 2017. A rescisão quanto a Joesley e Saud foi informada pela PGR ao Supremo ainda no ano passado. Em relação a Wesley Batista e Francisco de Assis e Silva, Dodge informou a Fachin a rescisão em fevereiro. Segundo a Procuradoria-Geral da República, mesmo com o rompimento do acordo, as provas obtidas a partir da delação continuarão válidas.

Outro Lado

A defesa de Marcelo Miller disse que ainda não teve acesso à manifestação da Polícia Federal e não se manifestou. A advogada Fernanda Tórtima não atendeu as chamadas nem respondeu às mensagens enviadas pela reportagem. Esther Flesch não foi localizada.

Por meio de nota encaminhada pela assessoria de imprensa do Grupo J&F, Joesley Batista e Francisco de Assis afirmaram que “jamais contrataram, ofereceram ou autorizaram que fosse oferecida qualquer vantagem indevida ao senhor Marcelo Miller”.

“A J&F contratou dois escritórios de advocacia reconhecidos por sua reputação em suas respectivas áreas de atuação: TRW (Trench Rossi Watanabe), na área de compliance e investigação interna, e Tortima Tavares Borges, na área Criminal. Marcelo Miller era sócio do TRW, o escritório de advocacia mais renomado no mundo em compliance, não havendo motivos para desconfiar de qualquer irregularidade. Cabe ainda ressaltar que esse escritório está sendo processado pela J&F pela má-prática profissional nesse episódio”, diz a nota.

“Apesar do minucioso trabalho feito pela Polícia Federal, causa indignação a suspeita por atos que sequer eram de conhecimento ou controle dos colaboradores e cuja responsabilidade deve ser assumida pelos escritórios respectivos”, afirma a nota.

Mulher é morta a facadas pelo ex-namorado em São Luís – MA

Um homem identificado como Afonso Machado Costa, de 43 anos, matou a ex-namorada na madrugada dessa segunda-feira (18), no bairro Matinha do Rio Grande, na zona rural de São Luís. Terezinha de Almeida Diniz, de 35 anos, foi encontrada em uma rua com sinais de golpes de faca na cabeça e no pescoço.

Segundo a polícia, os dois já estavam separados quando, no domingo (17), o autor do crime teria visto Teresinha dançando com um homem em uma festa. Com ciúmes, Afonso premeditou o crime e esperou a vítima sair da residência onde ela trabalhava para atacar no momento em que ela voltava.

“Ela estava trabalhando em uma casa há poucos dias e saiu para comprar uma carne para fazer o almoço. Ainda não confirmamos se ela era diarista ou empregada. Fato é que ela estava voltando para casa onde ela trabalhava quando foi atacada por ele. Foi na rua mesmo”, declarou a Delegada do Departamento de Feminicídio, Viviane Azambuja.

O corpo de Afonso foi encontrado pouco tempo depois na residência onde morava, no mesmo bairro. Segundo a Polícia Civil, as informações preliminares indicam que ele planejava fugir, mas acabou desistindo e se matando.

“A gente imagina que ele ia fugir, tanto que ele premeditou o crime e tinha uma mochila na casa dele com documentos e roupa limpa. Mas por algum motivo ele resolveu se enforcar com uma corda”, informou a delegada Viviane.

Teresinha morava sozinha e tinha três filhos de um relacionamento anterior que moravam no interior do Maranhão.

Mais um caso

Esse é o 23º caso de feminicídio no Maranhão em seis meses, segundo o Departamento de Combate ao Feminicídio. Em todo o ano passado ocorreram 50 casos de assassinatos praticado contra mulheres por razões de gênero.

Além do caso de Teresinha, neste mês de junho Gabriel Everton Fontes da Silva, de 19 anos, confessou ter matado a ex-namorada, identificada como Érica. Ela passou dias como desaparecida e Gabriel acabou preso. Apenas alguns dias depois a Polícia informou que Gabriel confessou o crime e apontou onde escondeu o corpo da vítima.

morteexnamsaol002

Érica era moradora do Residencial Sebastião Régis e ficou dias desaparecida (Foto: Reprodução/TV Mirante)
Já no dia 06, o sargento da Polícia Militar Marcos Vinícius matou a ex-namorada Marcele Cardoso. Ele teria atraído Marcele para a casa onde estava morando, na Cohab, em São Luís. De acordo com a Polícia, após o crime o sargento cometeu suicídio. Os corpos foram encontrados um dia depois.

morteexnamsaol003

PM Marcos Vinícius Gomes Costa matou a ex-namorada em São Luís. (Foto: Reprodução/TV Mirante)
Fonte: Por G1 MA

Obesidade atinge quase 20% da população brasileira, mostra pesquisa

obesidadepesquisa001

A obesidade já é uma realidade para 18,9% dos brasileiros. Já o sobrepeso atinge mais da metade da população (54%). Os dados são da Pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção de Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel) e foram divulgados ontem (18) pelo Ministério da Saúde.

Entre os jovens, a obesidade aumentou 110% entre 2007 e 2017. Esse índice foi quase o dobro da média nas demais faixas etárias (60%). O crescimento foi menor nas faixas de 45 a 54 anos (45%), 55 a 64 anos (26%) e acima de 65 anos (26%).

No mesmo período, o sobrepeso foi ampliado em 26,8%. Esse movimento foi maior também entre os mais jovens (56%), seguidos pelas faixas de 25 a 34 anos (33%), 35 a 44 anos (25%) e 65 anos ou mais (14%).

Na avaliação da diretora do Departamento de Vigilância de Doença e Agravos Não Transmissíveis e Promoção da Saúde do Ministério da Saúde, Fátima Marinho, embora o ritmo de crescimento da ocorrência de obesidade tenha se estabilizado desde 2015, ainda é um índice preocupante.

Ela identifica como fator central desse processo a mudança na realidade das mesas dos brasileiros. “Pessoas comiam comidas mais saudáveis. O arroz e o feijão, por exemplo, não são mais unanimidade. Há mais comidas industrializadas, mais fast food e menos consumo de comidas mais frescas”, explica a diretora.

Menos refrigerantes e mais atividade física
Apesar desses índices, o levantamento registrou um aumento da prática de atividades físicas no tempo livre de 24,1% no período de 2009 a 2017 e uma queda de 52,8% no consumo de refrigerantes e bebidas açucaradas entre 2007 e 2017. A perda da preferência por esses tipos de bebidas ocorreu sobretudo entre adultos com idades entre 25 e 34 anos e entre pessoas com mais de 65 anos.

A inclusão de frutas e hortaliças no cardápio habitual também teve um acréscimo nos últimos anos, crescendo 5% entre 2008 e 2017. Nesse consumo, há um recorte de gênero representativo. Enquanto esses alimentos são mais frequentes no cotidiano alimentar das mulheres (40%), eles ainda não são muito populares entre os homens (27,8%).

Na opinião de Fátima Marinho, a mudança de hábitos alimentares necessária para reduzir esses índices de obesidade e sobrepeso passa por informar melhor o consumidor na hora de escolher o alimento. Ela cita como exemplo sucos industrializados, vistos como mais saudáveis por muitas pessoas, mas que são compostos por quantidades de açúcar semelhante às dos refrigerantes.

“A política pública tem que incentivar pessoas a comerem melhor. Informar melhor é a nova proposta, começar nos alimentos industrializados o que está lá dentro e as quantidades. Se há aquelas letrinhas pequenas e tem que fazer vários cálculos, aí fica mais difícil”, comenta.

A Vigitel é realizada com maiores de 18 anos em 26 capitais e nos Distrito Federal. Foram entrevistadas 53 mil pessoas entre fevereiro e dezembro de 2017.Ou seja, o levantamento não registra os hábitos e tendências de pessoas que moram em cidades do interior do Brasil.

Fonte: Agência Brasil

OMS inclui vício em videogame em classificação internacional de doença

viciovideodoen001

A Organização Mundial da Saúde (OMS) publicou ontem (18) a nova Classificação Internacional de Doenças (CID), um sistema que foi criado para listar, sob um mesmo padrão, as principais enfermidades, problemas de saúde pública e transtornos que causam morte ou incapacitação de pessoas. Pela primeira, o vício em videogames foi incluído como perturbação mental, ou seja, doença caracterizada pela “perda de controle no jogo”. O diagnóstico considera, por exemplo, a falta de controle e a prioridade dos jogos na vida da pessoa.

O documento também passou a incluir condições relacionadas à identidade de gênero no capítulo sobre saúde sexual – antes estavam relacionadas à saúde mental. A 11ª edição da CID será apresentada na Assembleia Mundial de Saúde, que ocorrerá em maio de 2019, para que seja aprovada pelos Estados-Membros. Se aceitas, as mudanças deverão entrar em vigor 1º de janeiro de 2022.

A OMS recebeu mais de 10 mil sugestões de profissionais de saúde de todo mundo para a formatação da nova classificação, A CID-10, ainda em vigor, foi aprovada em 1990. De acordo com as propostas, serão incluídos um capítulo sobre medicina tradicional, outro sobre saúde sexual, considerando o tema relativo a transgêneros, e o transtorno gerado pelos jogos de videogame. Neste último caso, o tema está entre as “desordens de dependência”.

Para o diagnóstico do vício em videogame, a OMS diz que é necessário haver um comportamento extremo com consequências sobre as “atividades pessoais, familiares, sociais, educativas ou profissionais” e, “em princípio, manifestar-se claramente sobre um período de pelo menos 12 meses”.

A relação de doenças listadas na CID reúne mais de 55 mil códigos.

Fonte: Agência Brasil

CBF cobra explicações da Fifa sobre atuação do VAR no jogo com a Suíça

fifcacbf001

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) cobrou ontem explicações da Fifa sobre a atuação do árbitro de vídeo (VAR, na sigla em inglês) na partida entre Brasil e Suíça, válida pela primeira rodada do grupo E, da Copa do Mundo da Rússia. A CBF quer saber por que a tecnologia não foi utilizada em lances decisivos do jogo, que terminou empatado. Em ofício assinado pelo chefe da delegação brasileira, Rogério Caboclo, a CBF questionou os procedimentos adotados pelo árbitro de vídeo e pediu cópia das gravações de áudio e vídeo do VAR no jogo.

No ofício, a CBF cita dois lances no segundo tempo da partida. O primeiro resultou no gol de empate da Suíça: o jogador suíço Steven Zuber empurrou o zagueiro Miranda. Para a CBF, a falta é clara, o que invalidaria o gol de empate.

O segundo lance foi aos 29 minutos do segundo tempo, quando o atacante Gabriel Jesus foi derrubado dentro da grande área da Suíça, caracterizando pênalti.

A CBF quer saber se o árbitro de vídeo sugeriu a revisão de alguma dessas jogadas e se o juiz da partida pediu a análise desses lances e, nos dois casos, qual o teor da comunicação entre a arbitragem. A entidade argumenta que o protocolo da Fifa prevê o uso do VAR em quatro situações: gols, decisões em penais, cartão vermelho direto e identidade equivocada.

Fonte: Agência Brasil

Petrobras reduz em 1,24% o preço da gasolina nas refinarias

Centro de Distribuição da Petrobras no SIA, Terminal Terrestre de Brasília, onde se armazena e distribui produtos da companhia para os postos de combustíveis do Distrito Federal.

Centro de Distribuição da Petrobras no SIA, Terminal Terrestre de Brasília, onde se armazena e distribui produtos da companhia para os postos de combustíveis do Distrito Federal.

A Petrobras anunciou, hoje (18), uma nova redução no preço da gasolina em suas refinarias, desta vez, de 1,24%. Com o anúncio, o litro do combustível negociado no parque de refino da estatal custará R$ 1,8941, ou seja, 2 centavos a menos do que o preço atual (R$ 1,9178).

Em junho, a gasolina acumula queda de preço de 3,71% (7 centavos por litro). Nos últimos 30 dias, o recuo chega a 5,51% (11 centavos por litro).

Fonte: Agência Brasil