Blog do Walison - Em Tempo Real

UFPB retoma atividades dos cursos de idiomas

Universidade Federal da Paraíba (UFPB), campus João Pessoa — Foto: Krystine Carneiro/G1

Inscrições abertas para membros da instituição e para o público em geral.

O Instituto de Estudos Linguísticos e Culturais (InELC), da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) retoma as atividades dos cursos de inglês, francês e espanhol em 2024. As vagas são abertas tanto para a comunidade acadêmica quanto para o público geral. Serão ofertadas 330 vagas para as turmas iniciantes e para os níveis 2 e 3.

As inscrições para os alunos antigos ocorrem entre os dias 26 e 27 de fevereiro, já as inscrições para alunos novos ocorrem entre os dias 4 e 6 de março, pelo Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas (Sigaa). É cobrada uma taxa de inscrição no valor de R$ 200,00 no ato da inscrição, que deve ser paga por meio do Guia de Recolhimento da União (GRU), e não há pagamento de mensalidades.

Em cada turma há 5 vagas isentas do valor de inscrição, exclusivas para alunos da UFPB. É possível conferir no no site do InELC os dias e horários das turmas dos cursos de inglês, francês e espanhol. O curso completo tem 6 níveis, cada um deles com carga horária de 45 horas, equivalente a duração de 4 meses.

Para inscrição nos níveis 2 e 3 os interessados deverão apresentar certificados de cursos realizados em outras instituições ou participar do teste de nivelamento, que ocorrerá no dia 19 de fevereiro no Campus I, em João Pessoa, e no dia 20 de fevereiro no Campus IV (exclusivo para alunos que querem cursar Língua Espanhola nível 2, no Campus IV – Mamanguape/Rio Tinto).

As inscrições para o teste de nivelamento deverão ser realizadas entre os dias 14 e 16 de fevereiro pelo formulário eletrônico disponível no site.

Os cursos de inglês, francês e espanhol do InELC são ministrados por alunos da UFPB com a supervisão e acompanhamento de docentes da universidade. Fonte: G1-PB.

Suspeito de participação em dois homicídios em Avelino Lopes é preso; homem é morto durante o cumprimento do mandado

Suspeito de participação em homicídios em Avelino Lopes, sul do Piauí, é preso — Foto: Foto: Reprodução/PMPI

A mãe do homem que morreu durante a troca de tiros foi presa, pois afirmou que os entorpecentes eram de sua propriedade.

Suspeito de participação em homicídios em Avelino Lopes, sul do Piauí, é preso — Foto: Foto: Reprodução/PMPI

Um homem identificado pelas iniciais G.L.M foi preso no sábado (24) em Avelino Lopes, Sul do Piauí. Ele é suspeito de participar de dois homicídios ocorridos na região há 10 dias. Durante o cumprimento de mandado de prisão, um homem identificado como M.P.M, que abrigava o suspeito, foi morto em troca de tiros com a Polícia.

Segundo informações da Polícia, equipes receberam a informação de que o procurado estava na casa de M.P.M, investigado pelo crime de tráfico de drogas na cidade.

Ainda segundo a Polícia, ao tentar fazer a abordagem dos indivíduos, que estavam armados, os dois tentaram fugir pulando muros de casas vizinhas, mas foram avistados, iniciando assim, uma troca de tiros.

Os dois homens foram atingidos e encaminhados para o hospital do município. G.L.M tem quadro estável e M.P.M. não resistiu aos ferimentos e veio a óbito.

Apreensão em residência

Suspeito de participação em homicídios em Avelino Lopes, Sul do Piauí, é preso — Foto: Foto: Reprodução/SSP

Suspeito de participação em homicídios em Avelino Lopes, Sul do Piauí, é preso — Foto: Foto: Reprodução/SSP

Na residência onde o suspeito estava foram encontradas drogas, dinheiro e uma motocicleta utilizada nos homicídios. A mãe do homem que morreu durante a troca de tiros foi presa, após afirmar que os entorpecentes eram de sua propriedade.

Um usuário de drogas, que estava no local no momento da prisão, foi encaminhado à delegacia para prestar depoimento como testemunha.

O cumprimento do mandado de prisão aconteceu por meio da Polícia Civil do Estado do Piauí, através da Força Estadual Integrada de Segurança Pública (Feisp) e Polícia Militar.

Homicídios em Avelino Lopes

Três homicídios foram registrados entre a sexta (16) e domingo (18), em Avelino Lopes, no Sul do Piauí, a 790 km de Teresina. Todos os crimes estão relacionados a facções criminosas atuantes na cidade, afirmou a Polícia Civil.

O mais recente aconteceu na manhã de domingo (18): Jiovam Ribeiro de Araújo, de 49 anos, foi morto a tiros em um comércio no Centro do município. As imagens da câmera de segurança do estabelecimento mostraram dois suspeitos chegando ao local em uma motocicleta. (Vídeo acima)

O segundo homicídio ocorreu na tarde de sábado (17), quando a Polícia Militar foi acionada por populares e encontrou o corpo de Joniclei da Silva Lustosa, de 31 anos, às margens de uma estrada vicinal que liga Avelino Lopes à localidade Baixão dos Ribeiros, na Zona Rural do município.

Um vídeo gravado pelos suspeitos mostrou a vítima sendo levada e caminhando pela estrada, com as mãos atrás da cabeça, acompanhada pelos autores do crime. Pouco depois, foram efetuados vários disparos de arma de fogo. O homem morreu ainda no local.

Reforço policial

Os três crimes têm relação entre si, afirmou o delegado titular de Curimatá, César Gomes, à frente das investigações. Conforme o delegado, a cidade de Avelino Lopes conta com a presença do Primeiro Comando da Capital (PCC) e de outra facção rival, oriunda da Bahia.

“É uma cidade que tem divisa com a Bahia, com um histórico de rivalidade e mortes entre as facções, inclusive crimes intermunicipais. Os integrantes desses grupos são extremamente organizados e mapeiam a população. As vítimas têm ou tiveram relação com os faccionados. Na maioria dos casos, os executores se valeram de motocicletas clonadas e utilizaram capacetes”, explicou.

Fonte: G1-PI.

Maranhão tem alerta de chuvas intensas para 78 cidades, com ventos de até 100 km/h

Chuvas em São Luís — Foto: Reprodução/TV Mirante

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu, neste domingo (25), um alerta laranja que indica chuvas intensas e perigo para 78 municípios do Maranhão. O aviso é valido até às 10h desta segunda (26).

O alerta indica chuvas entre 30 e 50 mm/h ou até 100 mm/dia e ventos intensos (60-100 km/h). Além disso, há risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e de descargas elétricas.

✅ Clique aqui para seguir o novo canal do g1 Maranhão no WhatsApp

Cuidados

  • O Inmet alerta que em caso de rajadas de vento, a população não deve se abrigar debaixo de árvores, devido ao risco de queda e descargas elétricas. Além disso, o órgão também recomenda:
  • Não estacionar veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda;
  • Evite usar aparelhos eletrônicos ligados à tomada;
  • Em caso de alto risco, buscar mais informações junto à Defesa Civil (199) e Corpo de Bombeiros (193).

Veja os municípios com alerta laranja de chuvas

  1. Afonso Cunha
  2. Água Doce do Maranhão
  3. Alcântara
  4. Anajatuba
  5. Anapurus
  6. Apicum-Açu
  7. Araioses
  8. Arari
  9. Axixá
  10. Bacabeira
  11. Bacuri
  12. Bacurituba
  13. Barreirinhas
  14. Belágua
  15. Bequimão
  16. Brejo
  17. Buriti
  18. Cachoeira Grande
  19. Cajapió
  20. Cajari
  21. Cantanhede
  22. Cedral
  23. Central do Maranhão
  24. Chapadinha
  25. Coelho Neto
  26. Coroatá
  27. Cururupu
  28. Duque Bacelar
  29. Guimarães
  30. Humberto de Campos
  31. Icatu
  32. Itapecuru Mirim
  33. Magalhães de Almeida
  34. Mata Roma
  35. Matinha
  36. Matões do Norte
  37. Milagres do Maranhão
  38. Miranda do Norte
  39. Mirinzal
  40. Morros
  41. Nina Rodrigues
  42. Olinda Nova do Maranhão
  43. Paço do Lumiar
  44. Palmeirândia
  45. Paulino Neves
  46. Pedro do Rosário
  47. Penalva
  48. Peri Mirim
  49. Pinheiro
  50. Pirapemas
  51. Porto Rico do Maranhão
  52. Presidente Juscelino
  53. Presidente Sarney
  54. Presidente Vargas
  55. Primeira Cruz
  56. Raposa
  57. Rosário
  58. Santa Helena
  59. Santana do Maranhão
  60. Santa Quitéria do Maranhão
  61. Santa Rita
  62. Santo Amaro do Maranhão
  63. São Benedito do Rio Preto
  64. São Bento
  65. São Bernardo
  66. São João Batista
  67. São José de Ribamar
  68. São Luís
  69. São Vicente Ferrer
  70. Serrano do Maranhão
  71. Timbiras
  72. Turiaçu
  73. Turilândia
  74. Tutóia
  75. Urbano Santos
  76. Vargem Grande
  77. Viana
  78. Vitória do Mearim Fonte: G1-MA.

Mega-Sena acumula novamente e prêmio chega a R$ 120 milhões

Apostadores fazem fila em casa lotérica. A Caixa Econômica Federal sorteia hoje (08) as seis dezenas do concurso 2.149 da Mega-Sena acumulada, que deve pagar um prêmio de R$ 170 milhões.

Nenhum apostador acertou as seis dezenas do concurso 2692 da Mega-Sena, informou a Caixa.

Os números sorteados na noite de sábado (24) em São Paulo foram 09, 33, 45, 55, 56, 59.

Deste modo, o prêmio acumula mais uma vez e chega R$ 120 milhões. O próximo sorteio será realizado na terça-feira (27).

A Caixa informou ainda que 152 apostas registraram cinco acertos. Cada uma receberá R$ 44.288.

Outras 14.561 apostas acertaram quatro dezenas e levam um prêmio de R$ 660.

As apostas para o concurso 2693 podem ser realizadas em todas as casas lotéricas do país credenciadas pela Caixa, ou então pela internet. O jogo simples, com seis dezenas, custa R$ 5.

Fonte: Agência Brasil Edição: Denise Griesinger

Maranhense descobre câncer raro ao tentar tirar sinal no nariz

Desde então, a empresária começou a compartilhar sua rotina de exames e recuperação por meio de ‘vlogs’ nas redes sociais.

O que parecia ser uma simples ‘espinha interna’ no nariz, se transformou em um momento de de tensão na vida da cirurgiã-dentista e empresária, Juliana Lima Vilela, de 30 anos.

Após o desconforto com a suposta espinha, Juliana, que é natural de São Luís, optou por ir em um médico especialista para resolver o incômodo. No entanto, o que era pra ser uma ‘cauterização’, aparentemente rotineira, em maio de 2023, logo se tornou motivo de preocupação quando a ferida começou a crescer e não cicatrizava, o que aumentou a preocupação e diminuiu a autoestima da empresária, que é apaixonada pelo ramo da moda e beleza.

Desde então, a empresária começou a compartilhar sua rotina de exames e recuperação por meio de ‘vlogs’ nas redes sociais. Em uma entrevista ao g1, Juliana contou sobre os primeiros momentos do que viria se tornar um divisor de águas na sua vida.

“Eu sou empreendedora, dona de loja de moda feminina aqui em São Luís. A ferida aberta me incomodava muito, porque estava super feia. Eu não sentia vontade de fazer meus provadores, não sentia vontade de sair, mas me esforçava muito, porque, afinal de contas, a gente não pode parar. A mulher hoje tem que colocar a sua força e energia naquilo que sonha em prol de realizar seus objetivos, né? E assim eu fiz. Porém sempre buscando a solução pra resolver esse problema, porque já estava super preocupada”, relatou a dentista.

Ao notar o nódulo no nariz, Juliana nem imaginou que poderia se tratar de um câncer. Após ir em diversos profissionais e não receber um diagnostico preciso, a dentista contou que, por indicação de uma conhecida, decidiu buscar ajuda em hospital especializado em São Paulo.

“Eu fui em vários médicos, entre ‘dermatos’ e plásticos, e nenhum chegava a uma conclusão final. Até que minha mãe encontrou com uma amiga no supermercado, que tinha tido câncer, e essa amiga indicou uns médicos em São Paulo. Nós fomos, porém sem imaginar que poderia ser algo sério porque, afinal de contas, eu estava bem”.

Procedimentos

Seis meses depois, já no Sudeste do país, a empresária, então, submeteu-se a uma segunda biópsia e, em algumas semanas depois, recebeu o diagnóstico: ela estava com um câncer raro, conhecido como ‘sarcoma’, que são tumores malignos raros que, na maioria dos casos, têm origem nas células que formam as chamadas partes moles do corpo, como músculos, gordura, tendões, ligamentos, vasos sanguíneos e nervos periféricos.

De início, os médicos suspeitavam de um ‘carcinoma’, o tipo mais comum de câncer de pele, entretanto, tiveram que lidar com um procedimento muito mais delicado.

Diante dessa nova realidade e da complexidade de realização do procedimento, Juliana encontrou uma difícil decisão: optar por uma cirurgia delicada, mas com a garantia de eliminar todas as células cancerígenas possíveis, ou submeter-se a uma intervenção menos invasiva, porém com maior probabilidade de recidiva. Foi então que ela optou pela primeira opção, resultando na remoção da região afetada do nariz.

Mas não parou por aí. Em dezembro de 2023, ela enfrentou mais cirurgias, desta vez submetendo-se a enxertos de pele na região afetada. Ao g1, Juliana compartilhou que precisou remover pele da testa para reconstruir a região do nariz, mas destacou que o apoio da família e dos amigos foi fundamental para conseguir a ‘força’ necessária para seguir em frente.

“Como já disse, sou dona de loja. Trabalho com autoestima. Várias vezes quis desistir de fazer meus posts, com as minhas mercadorias novas de final de ano. Mas tive muita gente me apoiando. Influenciadoras locais, inclusive! Que foram na loja e me ajudaram. E aí foi que eu pensei: tem muita gente torcendo por mim. Sou forte, sou mulher e guerreira. Não posso passar por tudo isso sem fazer meus posts, sem lutar pela minha empresa. Fui lá e comecei a fazer minhas publicações.”

Mesmo com todas as adversidades, a empresária não deixou ‘se abater’. Mesmo em São Paulo, ela cuidava do empreendimento em São Luís, e monitorava, através das câmeras de segurança, o dia-dia na loja.

“Você sabe que o dono dentro do estabelecimento faz muita diferença, né? Então o que eu podia fazer de longe eu fiz. Fiz provadores mesmo sem me sentir bonita”

Na saúde e na doença

Antes de realizar o procedimento, Juliana havia noivado em outubro de 2023 e pretendia se casar em agosto de 2024. O que ela não esperava era que, segundo ela, os meses seguintes seriam os mais turbulentos da sua vida.

Em dezembro desse mesmo ano, após realizar o procedimento, Juliana recebeu a visita do seu noivo, Caio Vasconcelos, que a acompanhou durante a recuperação. Ao g1, a empresária relatou que se sentiu insegura, pois segundo ela, achava que o seu noivo iria desistir de casar depois de tudo.

Foi aí que ela foi surpreendida com um novo pedido. “E foi depois dessa cirurgia [a da retirada do tumor] que eu me vi completamente abalada psicologicamente. Foi então que o Caio me chamou para conversar e afirmou que queria casar. Sim, meninas, ele queria casar!”, disse a empresária em um vídeo que viralizou nas redes sociais e já acumula 4,2 milhões de visualizações.

Em janeiro de 2024, os dois encontraram no matrimônio não apenas uma celebração de união no presente, mas uma fonte de força e esperança para o futuro.

Próximos passos

A maranhense contou, ainda, que fará outra cirurgia reparadora em abril deste ano. Após isso, continuará o tratamento em São Paulo, indo de 3 em 3 meses, até completar dois anos. Segundo ela, o câncer tem chance de 10% a 15% de recidiva, mas que está esperançosa de que tudo dará certo. “Deus já cuidou de mim até agora, Ele não vai soltar a minha mão. Ele não falha”, disse a empresária.Por: Imirante.com, com informações do g1 MA

IFMA Campus Caxias oferece 86 vagas na Lista de Espera do SiSU 2024

Novo prazo de matrículas vai de 26 de fevereiro a 1º de março, com opção presencial ou online.

O Instituto Federal do Maranhão (IFMA) divulgou, nesta sexta-feira (23), uma retificação da Lista de Espera e da primeira convocação para preenchimento de vagas remanescentes no Sistema de Seleção Unificada (SiSU 2024). A medida foi necessária após o Ministério da Educação (MEC) comunicar um reprocessamento na lista, levando à revogação dos documentos anteriormente publicados.

O Campus Caxias disponibiliza um total de 86 vagas, distribuídas entre os cursos de bacharelado em Ciência da Computação (15), bacharelado em Ciência e Tecnologia de Alimentos (25), licenciatura em Ciências Biológicas (22) e licenciatura em Matemática (24). Detalhes sobre os cursos de graduação oferecidos podem ser encontrados na página “Nossos Cursos” do Campus Caxias.

________________________________________

Acesse a 1ª Convocação da Lista de Espera (retificada)

Acesse o Edital Complementar (retificado)

Acesse a relação de inscritos na Lista de Espera

________________________________________

Devido à disponibilização de uma nova Lista de Espera pelo MEC, houve modificações na convocação dos candidatos para matrícula no IFMA. O cronograma do Edital PRENAE nº08/2024 também foi alterado. O novo período de matrículas para os convocados nesta chamada vai de 26 de fevereiro a 1º de março, podendo ser realizadas presencialmente no Departamento de Registro e Controle Acadêmico (DRCA) do Campus ou pela internet, através do link disponibilizado no site do SISU/IFMA.

Em caso de vagas não preenchidas, uma segunda convocação está prevista para o dia 5 de março. Candidatos convocados que não efetuarem a matrícula dentro do prazo estipulado perderão o direito à vaga. Todos os documentos necessários no ato da matrícula podem ser consultados no edital complementar.

Heteroidentificação

A heteroidentificação tem o objetivo de evitar fraudes nas cotas raciais. Para isso, cada campus conta com uma comissão de validação responsável por avaliar a autodeclaração de candidatos pretos e pardos. Somente os convocados para matrícula passarão por esse procedimento, que vai ocorrer por meio da análise de foto a ser enviada pelos aprovados.

Se a solicitação de matrícula for feita de forma presencial, a foto deverá ser enviada ao e-mail institucional do respectivo campus (há uma lista de e-mails no Anexo II do Edital PRENAE nº 8/2024). Se necessário, o candidato poderá utilizar a rede e/ou computadores dos campi quando for se matricular. Se a solicitação de matrícula for on-line, a foto será enviada pelo sistema juntamente com o restante da documentação.

As fotos devem respeitar as características descritas no item 6.3 do Edital SISU/IFMA nº 08/2024. As comissões de validação deverão avaliá-las, emitindo parecer favorável ou desfavorável. Se o parecer for desfavorável, a foto será imediata e automaticamente encaminhada a uma comissão recursal para nova análise. Se a autodeclaração for validada, a matrícula será efetivada. Se o parecer final for desfavorável, o candidato perderá o direito à vaga.

Cronograma

? Matrículas da 1ª convocação da Lista de Espera – 26 de fevereiro a 1º de março

? Heteroidentificação da 1ª convocação da Lista de Espera – 26 de fevereiro a 1º de março

? 2ª convocação de inscritos na Lista de Espera –  5 de março

? Matrículas da 2ª convocação da Lista de Espera – 6 a 11 de março

? Heteroidentificação da 2ª convocação da Lista de Espera – 6 a 11 de marçoPor: Ascom/ IFMA

Três prefeitos do interior do Maranhão são afastados dos cargos nos últimos três dias

A pedido do Ministério Público, o Tribunal de Justiça do Maranhão afastou três prefeitos do MA ligados à fraude de licitação, desvio de dinheiro e descumprimento de ação judicial.

Dentro dos últimos três dias, a Justiça do Maranhão ordenou o afastamento de três prefeitos do interior do estado, por suspeita de envolvimento em desvio de dinheiro, fraude licitatória e descumprimento de ação judicial nos municípios de Cândido Mendes, São Luís Gonzaga do Maranhão e Santa Luzia do Tide.

Prefeita afastada em Santa Luzia do Tide

Em Santa Luzia do Tide, a decisão da Justiça teve como base uma ação do Ministério Público do Maranhão (MP-MA), que pediu o afastamento da prefeita Francilene Paixão de Queiroz, conhecida como França do Macaquinho, nessa quinta-feira (22). Ela perdeu totalmente o mandato e está proibida de concorrer às eleições durante oito anos por decisão da Justiça.

França é acusada de desviar R$ 64 milhões e 81 mil dos cofres públicos que seriam destinados à Previdência Municipal. Além de perder o mandato, França terá que devolver todo o dinheiro das contribuições dos servidores da cidade que desviou.

Em nota, a assessoria da França do Macaquinho disse que a atuação dela em frente ao cargo se mantém intacta e que entrará com recurso no Tribunal de Justiça do Maranhão (TJ-MA) para reverter a decisão.

Afastamento em São Luís Gonzaga

O Ministério Público havia recomendado à Justiça o afastamento do prefeito de São Luís Gonzaga do Maranhão, Francisco Pedreira, que está afastado das suas atividades desde a última quarta-feira (21).

Segundo o MP, Francisco descumpriu o Termo de Ajustamento de Conduta encerrado em 31 de dezembro de 2022. No documento, o gestor, agora afastado, teria se comprometido em realizar concurso público para cargos da administração municipal e não cumpriu como prometido.

O prefeito foi afastado do cargo por 90 dias. A defesa do prefeito alegou que a decisão violava ordens administrativas e econômicas do município.

Nesta sexta-feira (23), Francisco foi reconduzido ao cargo por decisão do desembargador Paulo Velten, presidente do TJ-MA.

Afastamento em Cândido Mendes

Outro caso de afastamento devido ao envolvimento em desvio de dinheiro público aconteceu em Cândido Mendes. O prefeito José Bonifácio Rocha de Jesus, conhecido como Facinho (PL), é acusado de fraudar uma licitação para a construção de uma estrada vicinal no valor de R$ 2 milhões e 600 mil.

Facinho chegou a ser cassado pela Câmara Municipal de Cândido Mendes no ano passado, mas voltou ao cargo depois de uma ação judicial.

Na época, ele foi alvo de uma Ação depois de ser denunciado por quebra de decoro, quando fez um discurso afirmando que um vereador da oposição tinha mais de 90 empregos na Prefeitura e uma gratificação de quase R$ 20 mil por mês.

O prefeito também foi acusado de tentar subornar o vereador Sababá Filho (PCdoB) com o valor de R$ 300 mil para que ele desistisse do mandato.Por: G1 MA 

Ida do Empresário Chiquinho da FC para o Partido dos Trabalhadores pode Levar o PT Codoense ao Protagonismo da Política Local

A possível filiação do empresário Chiquinho da FC no Partido dos Trabalhadores (PT) pode eventualmente culminar com um fato histórico jamais visto em toda a seara política local, o Partido dos Trabalhadores (PT) que sempre foi coadjuvante em todas as campanhas políticas em Codó, com a emblemática chegada do respeitado empresário Chiquinho da FC pode dessa vez sair da simples condição de coadjuvante para protagonista desse cenário político que se avizinha.

Essa semana o empresário Chiquinho da FC esteve em Brasília em reunião com a executiva nacional do partido que pontualmente o convidou para ingressar na sigla partidária por ter boas referências do mesmo como empresário de destaque, sendo um dos que mais emprega em todo o estado do Maranhão, como cidadão de bem e detentor de uma conduta inigualável e como um dos principais alicerces da cidade de Codó – MA que durante toda sua vida tem ganhado notoriedade como um homem que sempre honra com seus compromissos.

Como contra fatos não há argumentos, fica claro, notório e evidente que Chiquinho da FC oxigenará o Partido dos Trabalhadores (PT) de Codó e virá com força total na disputa pela prefeitura da cidade de Codó uma vez que seu nome está na boca do povo como aquele que resolve, daqui para lá muitas águas vão rolar mais esse é indiscutivelmente um dos nomes que veio para fazer a diferença e brigar dentro dos anseios democráticos por essa vaga numa tentativa de chegar lá e dar tudo de si por uma sociedade mais justa e melhor.

Voto feminino faz 92 anos; ação de ativista alagoana marca luta

Alagoas 24/02/2024Luta pelo voto feminino tem protagonista negra invisibilizada. História da alagoana Almerinda Farias será trazida em biografia e deve receber homenagem em cidade natal. Foto prefeitura de Maceió/Divulgação

Homens observam uma mulher diante da urna. Ela, vestida como para uma festa, com a cédula na mão e o sorriso no rosto, está pronta para exercer um direito básico de cidadania. A caminhada da alagoana Almerinda Farias Gama até o voto (para eleição de deputados classistas), em 20 de julho de 1933, é feita de luta com os barulhos da voz e da máquina de escrever. Neste sábado (24/2), quando se completam 92 anos da garantia do voto feminino, os passos que foram invisibilizados dessa sufragista negra, feminista e nordestina refletem a necessidade de reconhecimento e revisão histórica como inspiração para o país. 

Foi diante do silêncio e de lacunas que a pesquisadora em história, jornalista e também alagoana Cibele Tenório se deparou quando resolveu saber mais sobre a conterrânea. Não havia registro nem mesmo de data de morte. Depois de dois anos de caminhada, descobriu que Almerinda viveu entre maio de 1899 e 31 de março de 1999.  A pesquisa de mestrado (concluída em 2020, pela Universidade de Brasília) vai render livro depois de vencer prêmio literário da editora Todavia. A pesquisa foi orientada pela professora Teresa Marques. 

Alagoas 24/02/2024Luta pelo voto feminino tem protagonista negra invisibilizada. História da alagoana Almerinda Farias será trazida em biografia e deve receber homenagem em cidade natal. Foto FGV

A pesquisadora fez também um documentário sobre Almerinda a partir dos raros documentos disponíveis no Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea da Fundação Getulio Vargas.

Almerinda, a luta continua

O filme Almerinda, a luta continua! faz um resgate histórico da vida dessa personagem, uma das primeiras militantes feministras brasileiras. Foi realizado na 2ª Oficina de Produção Audiovisual do Núcleo de Audiovisual e Documentário FGV/CPDOC., com direção de Cibele Tenório.

Comprometimento

Cibele, da Empresa Brasil de Comunicação (EBC) e que atualmente cursa doutorado em história na UnB, avalia que Almerinda teve participação ativa na Federação Brasileira pelo Progresso Feminino.

 “A federação era uma entidade que reunia, naquele período, entre 80 e 100 mulheres. Ela não era uma pessoa que estava ali e assistia às palestras. Era completamente ativa naquele ambiente e a quem a Bertha Lutz (liderança sufragista que criou a federação) entregou muitas tarefas. E era uma pessoa que se comprometia com as tarefas”, explica.

Poder na máquina 

Almerinda atuava em várias frentes e estava empoderada por ser datilógrafa. “Era uma ferramenta que nem todo mundo dominava. Além de datilografar, escrevia e se expressava bem”. Assim, foi assumindo tarefas naquele lugar, incluindo lobby parlamentar, textos com divulgação para a imprensa e até roteiro de programa de rádio.  

Alagoas 24/02/2024Luta pelo voto feminino tem protagonista negra invisibilizada. História da alagoana Almerinda Farias será trazida em biografia e deve receber homenagem em cidade natal. Foto FGV

Almerinda passou a ter outras frentes de atuação. “Na política, inclusive, ela sai candidata, logo após o código eleitoral permitir que mulheres alfabetizadas pudessem votar. É preciso lembrar que Almerinda nasceu pouco mais de uma década depois da abolição da escravidão no Brasil”. 

Na eleição de 1934, a professora Antonieta de Barros foi a primeira mulher negra eleita (como deputada estadual de Santa Catarina). Ela e a Almerinda podem ter sido as primeiras mulheres negras a concorrerem a cargos eletivos no Brasil. Além da federação das mulheres, Almerinda ainda atuou, com Bertha Lutz, no sindicato das datilógrafas e taquígrafas. 

Para a pesquisadora, as questões de gênero e de classe estão muito intrincadas. “Almerinda nunca escreveu sobre si. Embora tenha sido uma mulher ligada ao ofício textual, o que a gente sabe dela é por meio das fontes da pesquisa, diferentemente de outras sufragistas. Esse apagamento se torna ainda maior pelo fato de ela ser uma mulher negra”. A data de morte foi conhecida depois de um contato com familiares. Cibele lia sobre sufragistas e nunca apareciam muitos dados sobre Almerinda, o que seria a materialidade desse apagamento.

Reconhecimento do legado  

Diante de mais pesquisas e informações, como as que chegaram pela conterrânea Cibele Tenório, a administração municipal de Maceió busca jogar luzes na história de Almerinda. A cidade natal da sufragista criou iniciativas em busca de reduzir esse apagamento. A coordenadora de Igualdade Racial da prefeitura, Arísia Barros, diante da inexistência de registros na cidade e em Alagoas, diz que iniciou um movimento para reconhecer e divulgar o legado de Almerinda. 

 “Foi criada uma praça (no bairro da Jatiúca), que é o Parque da Mulher, onde 100 mulheres referenciais de Alagoas serão homenageadas”. Almerinda está entre elas, no parque que pode ser inaugurado oficialmente no mês que vem. Outra proposta apresentada na Câmara de Vereadores é a criação do “Dia de Almerinda” em 16 de maio, data de nascimento da sufragista. 

Alagoas 24/02/2024Luta pelo voto feminino tem protagonista negra invisibilizada. História da alagoana Almerinda Farias será trazida em biografia e deve receber homenagem em cidade natal. Foto FGV

“Começamos uma mobilização para trazer essa mulher tão importante para Maceió, para os bancos da escola, para os livros escolares e fazer ela caminhar”, diz a representante do município.  Ela entende que uma campanha educativa é fundamental para buscar o reconhecimento. “Ela foi apagada. A gente agora quer criar essa luz sobre ela. Essa história de luta e de persistência pelo voto feminino foi fundamental e precisa realmente ser visibilizada. A Almerinda fez revoluções”.

Esse apagamento, de acordo com a coordenadora, tem relação com o racismo estrutural. “É necessário levar a Almerinda para a escola, dar nome a uma escola e a uma praça, por exemplo”. Arísia também tem pedido a parlamentares apoio para inclusão do nome da sufragista no livro de Heróis e Heroínas da Pátria.

 “Lutava pela igualdade”, diz neta

Neta de Almerinda, Juliana Leite Nunes, de 52 anos, diz que tem ficado feliz com mais pesquisas e reconhecimento sobre o papel da avó para o Brasil.

 “Ela lutava pela igualdade de salário, de direitos trabalhistas, pelo direito ao voto. A gente sabia da importância porque tinha fotos na parede da sala de voto, mas não tinha essa noção que tem hoje”. A neta lembra que mesmo depois dos 90 anos fazia questão de estar muito bem informada sobre o que ocorria no Brasil em leitura diária do noticiário.

Hostilidade e violência

Evidentemente, a invisibilização e violência contra a mulher no espaço político não são fenômenos restritos ao século passado. Pesquisadora em direitos humanos, Leonor Costa entende que existe maior discussão sobre o tema. “A partir de muita luta, está sendo possível trazer as demandas das mulheres negras. O mundo da política é hostil com a mulher em geral e muito mais com as mulheres negras”. 

Leonor, que no mestrado da UnB estudou o legado de Marielle Franco para mulheres negras na política institucional, considera que o assassinato da vereadora chamou atenção para o problema. “A gente já tem a violência contra as mulheres na política muito forte desde sempre. Não à toa que temos poucas mulheres que trilharam um caminho de sucesso, que estão aí há muito tempo. Marielle foi assassinada e seu assassinato escancarou o nível a que pode chegar a violência contra as mulheres”. 

Alagoas 24/02/2024Luta pelo voto feminino tem protagonista negra invisibilizada. História da alagoana Almerinda Farias será trazida em biografia e deve receber homenagem em cidade natal. Foto Arquivo pessoal

 Para a pesquisadora, o crime possibilitou mais atenção para a violência e as hostilidades em relação às mulheres que se colocam no mundo da política, sobretudo as mulheres negras e também as trans. “Eu acho que mais de 90 anos depois do direito ao voto feminino, obviamente muita coisa melhorou. Hoje, a gente tem cada vez mais mulheres se colocando nos espaços, participando dos partidos, das organizações políticas, das entidades sindicais, com muita luta, nunca por concessão dos homens. Mas é preciso avançar muito mais”. 

Esses avanços incluem o não cerceamento da liberdade de expressão no espaço público, nem ameaças de qualquer tipo. “Há muito caminho para construir e luta a empenhar para que, finalmente, a gente consiga estar nos espaços sem ter a presença questionada ou aviltada”.

Fonte: Agência Brasil Edição: Graça Adjuto

Saiba como o FGTS Futuro contribuirá para compra da casa própria

Viamão (RS), 30.06.2023 – Em Viamão, Rio Grande do Sul, presidente Lula entrega unidades habitacionais do programa Minha Casa, Minha Vida. Foto: Ricardo Stuckert/PR

A partir de março, o mutuário do Minha Casa, Minha Vida que trabalha com carteira assinada estará mais próximo de receber uma ajuda para comprar o imóvel próprio. O Conselho Curador do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) deverá regulamentar o FGTS Futuro, modalidade que permite o uso de contribuições futuras do empregador ao fundo para comprovar renda maior e comprar imóveis mais caros ou reduzir o valor da prestação.

Inicialmente, a novidade funcionará em caráter experimental, para cerca de 60 mil famílias da Faixa 1 do Minha Casa, Minha Vida, com renda mensal de até dois salários mínimos. Caso a iniciativa seja bem sucedida, o governo federal poderá estender a iniciativa a todos os beneficiários do programa, que atende a famílias com renda de até R$ 8 mil mensais.

Instituído pela Lei 14.438/2022, no governo anterior, o FGTS Futuro nunca foi regulamentado. Na época, a legislação permitia o uso dos depósitos futuros no fundo para pagar parte da prestação.

No ano passado, a Lei 14.620, que recriou o Minha Casa, Minha Vida, autorizou o uso do FGTS Futuro também para amortizar o saldo devedor ou liquidar o contrato antecipadamente. No entanto, seja para diminuir a prestação ou nas outras situações, a utilização do mecanismo tem riscos, caso o trabalhador seja demitido e não consiga outro emprego com carteira assinada.

Como funciona

Todos os meses, o empregador deposita, no FGTS, 8% do salário do trabalhador com carteira assinada. Por meio do FGTS Futuro, o trabalhador usaria esse adicional de 8% para comprovar a renda. Com o Fundo de Garantia considerado dentro da renda mensal, o mutuário poderá financiar um imóvel mais caro ou comprar o imóvel inicialmente planejado e reduzir o valor da prestação.

Na prática, a Caixa Econômica Federal, agente operador do FGTS, repassará automaticamente os depósitos futuros do empregador no Fundo de Garantia para o banco que concedeu o financiamento habitacional. O trabalhador continuará a arcar com o valor restante da prestação.

O oferecimento da novidade ao trabalhador ainda levará tempo. Caso o Conselho Curador regulamente a medida em março, a Caixa Econômica Federal precisará definir uma série de normas operacionais. Elas explicarão como o banco transferirá os depósitos de 8% do salário ao agente financiador do Minha Casa, Minha Vida, assim que a contribuição do patrão ao FGTS cair na conta do trabalhador. Somente 90 dias após a edição das normas, as operações com o FGTS Futuro serão iniciadas.

Exemplo

O Ministério das Cidades forneceu uma simulação de uso do FGTS Futuro por uma família com renda de até R$ 2 mil que compra um imóvel no Minha Casa, Minha Vida. Nesse exemplo, a família pode comprometer até 25% da renda (R$ 500) com a prestação.

Com o depósito de R$ 160 do empregador na conta vinculada do FGTS, o trabalhador poderá financiar um imóvel de maior valor, pagando prestação de R$ 660. Em tese, também é possível comprar o imóvel inicialmente planejado e reduzir a prestação para R$ 340, mas esse ponto ainda depende de regulamentação do governo.

Riscos

O mutuário precisará estar atento a riscos. O governo ainda discute o que acontecerá com o trabalhador que perder o emprego. A Caixa Econômica Federal estuda a suspensão das prestações por até seis meses, com o valor não pago sendo incorporado ao saldo devedor. Essa ajuda já é aplicada a financiamentos habitacionais concedidos com recursos do FGTS.

Mesmo que as prestações sejam suspensas, o trabalhador deverá estar ciente de que, caso perca o emprego, terá de arcar com o valor integral da prestação: o valor que pagava antes mais os 8% do salário anterior depositados pelo antigo empregador. Caso não consiga arcar mais com as prestações por mais de seis meses, o mutuário perderá o imóvel.

Fonte: Agência Brasil Edição: Kleber Sampaio