Blog do Walison - Em Tempo Real

Acusados de homicídio vão a júri em Pindaré Mirim

O juiz João Vinícius Aguiar dos Santos, titular da Comarca de Pindaré Mirim, vai presidir na próxima terça-feira, dia 21 de setembro, uma sessão do Tribunal do Júri na unidade judicial. No banco dos réus, Wellington Reis Barros e Magno Romão Lopes. Os dois homens são acusados de prática de crime de homicídio, que teve como vítima Aldair Amorim Santos. A sessão de julgamento está marcada para acontecer no Salão do Júri do fórum de Pindaré.

Destaca a denúncia do caso que os acusados Wellington Reis e Magno Romão teriam, na data de 12 de novembro do ano passado, tirado a vida de Aldair, em plena via pública, por motivo banal. Conforme apurado em inquérito policial, os dois homens estavam indo a pé para um evento do tipo comício político que ocorria na cidade. Ato contínuo, eles foram interceptados por Aldair, que teria pedido um copo de vinho. Diante da negativa, a vítima teria xingado os rapazes.

Por causa disso, Wellington Reis, conhecido pelo apelido de ‘Cadeado’, teria desferido um golpe de arma branca tipo faca nas costas de Aldair. Em seguida, Magno Romão teria desferido outro golpe, este no pescoço da vítima. Em relato à polícia, Magno disse que, após o ocorrido, eles foram para a Beira-rio com o objetivo de se esconderem. A polícia foi atrás dos acusados, mas não obteve êxito, passando a madrugada em diligência. 

Um dos homens, Magno, somente foi encontrado e preso em flagrante por volta das 7h da manhã, ao retornar para o cais para trabalhar normalmente, ocasião em que ainda portava a faca utilizada no crime. Ele afirmou, ainda, que nunca tiveram quaisquer rixas com Aldair Amorim.


Assessoria de Comunicação
Corregedoria Geral da Justiça
asscom_cgj@tjma.jus.br

Tribunal do Júri julga três casos de homicídio em Balsas

O Poder Judiciário de Balsas realizou sessões do Tribunal do Júri nos dias 14, 15 e 16 de setembro. O juiz Douglas Lima da Guia, titular da 4ª vara da Comarca de Balsas, presidiu os julgamentos de três crimes de homicídio, em três dias de sessão, realizadas no plenário “Desembargadora Maria Dulce Soares Clementino”. O promotor Tiago Carvalho Rohrr autou pela 5ª Promotoria de Justiça.


Durante as sessões, foram seguidas as normas das autoridades de saúde quanto às medidas de prevenção contra o contágio por coronavírus. Todos os membros do Conselho de Sentença, profissionais do Direito e demais participantes utilizaram máscaras, e higienizaram as mãos com álcool.

HOMICÍDIO

Em 14 de setembro, os réus Franklin Warley Sousa Martins e Lucas André Moura Miranda foram inocentados do crime de homicídio contra Adão Carvalho de Andrade. O crime aconteceu no dia 10 de maio de 2019, quando Franklin Warley, contando com o auxílio do pronunciado Lucas André, efetuaram três disparos contra a vítima Adão Carvalho, dos quais dois a atingiram.

O Conselho de Sentença reconheceu, por maioria, a autoria e materialidade do fato em relação ao réu Franklin Warley, e não reconheceu a autoria em relação ao réu Lucas André. O réu Franklin Warley Sousa Martins foi absolvido da acusação feita pelo Ministério Público, razão pela qual foi julgada improcedente a pretensão punitiva.

No dia 15 de setembro, o réu José Ernandi de Sousa Ramos foi julgado e condenado a 15 anos, sete meses e 26 dias de reclusão, pelo homicídio de João da Cruz Silva dos Santos Neto. O crime ocorreu no dia 03 de agosto de 2019, após o réu ter efetuado disparos contra a vítima.

Na sessão de 16 de setembro, o réu Reinaldo Alves Dos Santos Filho foi condenado a cinco anos, sete meses e 15 dias de reclusão, pelo crime de homicídio contra Francisco Pereira da Silva, ocorrido em 15 de outubro de 2020, na cidade de Fortaleza dos Nogueiras, quando a vítima foi atingida por três golpes de canivete, que resultaram em sua morte.

Assessoria de Comunicação
Corregedoria Geral da Justiça
asscom_cgj@tjma.jus.br

Ó e AGORA quem poderá nos Defender, quem Poderá Garantir o Retorno das Aulas Presenciais de Codó em 2021, o Chapolin Colorado ou Nobres Vereadores de Codó

Em meio a todo esse panorama que paira sobre a educação de Codó e a garantia dada pela Secretaria Municipal de Educação de que as aulas presenciais só serão retomadas no ano de 2021, já está mais do que na hora dos nobres vereadores codoenses arregaçar as mangas e sair em defesa da população codoense, sair em defesa da classe estudantil codoense que em via dos fatos será extremamente prejudicada com a falta das aulas presenciais.

Os codoenses que já se encontram meio que atordoados diante de tantos problemas nas mais variadas esferas do poder municipal, esperam agora por uma atitude enérgica do legislativo codoense já que pelo prefeito Zé Francisco as aulas só serão retomadas no ano de 2022.

Será que os alunos codoenses terão que esperar pelo Chapolin Colorado para os defender da terrível decisão do gestor municipal de não iniciar as aulas presenciais nesse ano de 2021, ou os nobres vereadores agora dirão para que foram eleitos e sairão em defesa dos alunos?

As Homenagens do Dia são para o Bacharel em Direito Carlos Fernando Filho que está Completando mais um ano de Vida

As homenagens do dia são para o Bacharel em Direito Carlos Fernando Filho (CARLINHOS) que está sendo agraciado por Deus com a celebração de mais um ano de vida.

Carlos Fernando Filho que é botafoguense doente é uma das pessoas mais autênticas e fiéis aos princípios e valores ligados a família, um bom amigo, bom esposo e excelente pai, um daqueles codoenses nato que por onde passa faz questão de valorizar sua terra bem como as tradições locais.

Carlinhos é filho do saudoso CARLOS FERNANDO que durante sua passagem aqui nesse plano fez história com H maiúsculo e hoje lá do Céu certamente tem motivos de sobra para sorrir, ao ver que sua história continua sendo edificada com o argamassa da honestidade, da bondade e do amor ao próximo, que eram bandeiras tão difundidas pelo seu amado pai , Carlinhos tem seguido ao pé da letra tudo de bom e de melhor que foi plantado pelo seu amado pai e hoje por meio desses ensinamentos e atitudes já colhe os bons frutos da amizade, do respeito, da consideração e do carimbo ou marca registrada como homem de bem.

O www.blogdowalison.com.br parabeniza o mesmo por essa data festiva e roga a Deus para que seus planos e sonhos continuem sendo concretizados da melhor maneira possível.

Será que os Vereadores de Codó Serão Omissos no Caso das Aulas Presenciais que só Retornarão em 2022

Seguindo uma linha de entendimento contrária a linha já estabelecida em todo o território nacional, a cidade de Codó infelizmente deixou claro que nesse ano de 2021 não haverá aula presencial, os alunos infelizmente terão que se contentar em continuar em suas residências sem o retorno das aulas presenciais já garantido por lei em todo o Brasil por intermédio do MEC.

A pergunta que não quer calar é a seguinte, SERÁ QUE OS NOBRES VEREADORES DE CODÓ SERÃO OMISSOS NESSE CASO DO RETORNO DAS AULAS PRESENCIAIS SOMENTE EM 2022?

Será que os vereadores de Codó mesmo sabendo que as CASAS DE SHOW, OS BARES, BALNEÁRIOS etc, estando abertos e funcionando a todo vapor de domingo a domingo ficarão CALADOS E OMISSOS NESSE CASO DO NÃO RETORNO DOS ALUNOS PARA AS AULAS PRESENCIAIS EM 2021?

A sociedade codoense agora mais do que nunca espera que os nobres vereadores tomem uma atitude contundente, uma atitude em defesa dos estudantes e das famílias codoenses, esperamos que os nobres vereadores vistam a camisa do povo de Codó, principalmente aqueles vereadores que se intitulam defensores da educação.

Ó e AGORA quem poderá nos DEFENDER?

Será que teremos que chamar o CHAPOLIM COLORADO para defender a classe estudantil de Codó?

Covid-19: ministério recomenda suspensão da vacinação de adolescentes

O Ministério da Saúde revisou a recomendação de vacinação de adolescentes contra a covid-19. Em nota técnica publicada na quarta-feira (15) pela Secretaria Extraordinária de Enfrentamento à Covid-19, o ministério passou a recomendar a vacinação apenas para os adolescentes entre 12 e 17 anos que tenham deficiência permanente, comorbidades ou que estejam privados de liberdade.

Uma nota técnica anterior da pasta, também de setembro, recomendava que a imunização dos adolescentes tivesse início na quarta, com a ressalva de que os que não apresentassem comorbidades deveriam ser os últimos a ser vacinados.

A pasta citou, entre outros argumentos para revisar a recomendação, o fato de que os benefícios da vacinação em adolescentes sem comorbidades ainda não estão claramente definidos e que a Organização Mundial de Saúde (OMS) não recomenda imunização de adolescentes com ou sem comorbidades.

A OMS, entretanto, não chegou a afirmar que a imunização de adolescentes não deveria ser realizada. Em vídeo publicado em junho, a organização disse apenas que, neste momento, a vacinação de adolescentes entre 12 e 17 anos não é prioritária.

O ministério também argumentou que a decisão foi tomada devido ao fato de a maioria dos adolescentes sem comorbidades acometidos pela covid-19 apresentarem evolução benigna da doença.

Outro ponto levantado foi o de que houve uma redução na média móvel de casos e óbitos (queda de 60% no número de casos e queda de mais de 58% no número de óbitos por covid-19 nos últimos 60 dias) com melhora do cenário epidemiológico.

Após a publicação da nota, algumas cidades anunciaram a suspensão da vacinação de adolescentes, entre elas, as prefeituras de Natal (RN) e Salvador (BA). Agora há pouco, o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, decidiu seguir a recomendação do ministério e também suspendeu a imunização de adolescentes na capital federal.

Atualmente, apenas a vacina da Pfizer/Biontech tem autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para uso em adolescentes a partir de 12 anos.Por: Agência Brasil 

PRF entrega alimentos arrecadados na campanha “Estrada Solidária” em Timon e Caxias

Na tarde dessa quarta-feira (15), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) entregou cerca de 54 cestas básicas arrecadadas na Delegacia de Caxias, durante o período da campanha “Estrada Solidária”.

Os produtos foram entregues, em uma parceria com a Cruz Vermelha no Maranhão, à instituições de caridade e comunidades carentes nos municípios de Caxias e Timon. Dos itens arrecadados, 34 foram destinados à Caxias, sendo os demais entregues em Timon.

O resultado da “Estrada Solidária”, criada para comemorar os 93 anos da PRF, é reflexo da missão do órgão que vai além da garantia da segurança viária e o combate à criminalidade. É um compromisso com a sociedade, contribuindo com um país menos desigual. Para isso, foi fundamental o empenho de todos os policiais e a empatia das pessoas que se dirigiram até uma unidade PRF e fizeram suas doações. Por: PRF

Nova Portaria da Secretaria de Educação de Codó, Mostra que na Gestão do Zé o ensino Presencial está fora de Cogitação para 2021

No documento oficial protocolado e noticiado pela Secretaria Municipal de Educação de Codó fica claro que nesse ano de 2021 os alunos codoenses terão que se contentar em permanecer com aulas não presenciais.

Nem mesmo o CLAMOR DA POPULAÇÃO CODOENSE foi forte o suficiente ao ponto de fazer com que a Gestão do Zé retornasse de imediato as aulas presenciais em todo o município.

Seguindo na direção contrária dos demais municípios brasileiros que já retomaram as aulas presenciais, em Codó só foi liberado mesmo a abertura de casas de shows, bares, balneários etc, quanto aos alunos e pais de alunos, esses terão que se contentar em retornar para as salas de aula de forma presencial somente no ano de 2022.

Direção do HGM Emite Nota de Esclarecimento em que diz que AMARRAR PACIENTES na CAMA SEM LENÇOL é Admitido em Protocolo e Manejo Clínico

Após um vídeo lamentável que foi veiculado nos grupos de zap bem como na imprensa local atestando por A+B que o paciente morreu de forma até então inimaginável, a Secretaria Municipal de Saúde emitiu uma nota que para a população codoense não faz muito sentido, tendo em vista o tamanho do sofrimento enfrentado pelo paciente de apenas 42 anos de idade e com uma vida toda pela frente que morreu amarrado em uma cama sem lençol, numa situação que nem mesmo os animais são submetidos.

Tudo ficou muito claro, notório e evidente no vídeo postado pela própria filha do codoense que veio a óbito, as condições a qual o paciente foi submetido foram indiscutivelmente as piores possíveis e esse é apenas mais um triste enredo de uma história de um codoense com um final infeliz, que jamais será esquecida, um final de história lamentável que causou comoção generalizada nos quatro cantos de Codó.

É possível entender que foi Admitido  que houve “contenção física” e que esse é um procedimento permitido em casos dessa natureza, em especial naqueles pacientes que apresentam eventuais problemas de caráter neurológico.

Difícil é fazer com que os mais de cem mil codoenses que viram o vídeo passem a acreditar que condutas como essa são consideradas como normal no âmbito da medicina ou de qualquer outra ciência.