Blog do Walison - Em Tempo Real

Força Tática recupera aparelho de celular e apreende arma de fogo no Residencial Santa Rita

Por volta das 20h30 de quarta-feira (16), a guarnição da FT do 17º BPM foi abordada por um indivíduo que relatou que seu aparelho celular havia sido roubado mas que ainda conseguia o rastrear.
Através do localizador do aparelho a guarnição chegou até a residência do suspeito. Inicialmente o indivíduo negou a autoria mas após ser reconhecido pela vítima, entregou o aparelho celular e a arma de fogo tipo revólver utilizada na prática do assalto.
O homem foi conduzido e apresentado na 4ª DRPC de Codó.

* MATERIAL APREENDIDO*
– 01 ARMA DE FOGO TIPO REVÓLVER.

*17°BPM, SUA SEGURANÇA É NOSSA MISSÃO.*

ONU alerta que seca pode ser “a próxima pandemia”

seca

A escassez de água e a seca devem causar estragos em uma escala que rivalizará com a pandemia de covid-19, e os riscos aumentam rapidamente à medida que as temperaturas globais se elevam, de acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU).

“A seca está prestes a se tornar a próxima pandemia, e não existe vacina para curá-la”, disse Mami Mizutori, representante especial da ONU para redução de risco de desastres, em uma entrevista coletiva virtual nesta quinta-feira (17).

As secas já desencadearam perdas econômicas de pelo menos 124 bilhões de dólares e atingiram mais de 1,5 bilhão de pessoas entre 1998 e 2017, segundo um relatório da ONU divulgado nesta quinta-feira.

Mas até estas cifras, alertou, são “muito provavelmente subavaliações grosseiras”.

O aquecimento global intensifica secas no sul da Europa e no oeste da África, disse o relatório da ONU com “alguma confiança”, e o número de vítimas deve “crescer dramaticamente”, a menos que o mundo aja, disse Mizutori.

Cerca de 130 países podem enfrentar um risco maior de seca neste século, segundo a projeção de emissões altas citada pela ONU.

Outros 23 países sofrerão escassez de água por causa do crescimento populacional, e 38 nações serão afetadas por ambos, disse.

A seca, assim como um vírus, tende a durar muito tempo, ter um alcance geográfico amplo e causar danos em cadeia, disse Mizutori.

“Ela pode afetar indiretamente países que não estão passando por uma seca através da insegurança alimentar e do aumento dos preços de alimentos”, explicou.

A ONU antevê secas mais frequentes e severas na maior parte da África, nas Américas Central e do Sul, no centro da Ásia, no sul da Austrália, no sul da Europa, no México e nos Estados Unidos.

Ibrahim Thiaw, secretário-executivo da Convenção das Nações Unidas para o Combate à Desertificação, disse à Thomson Reuters Foundation que a deterioração do solo, causada em parte pela má administração de terras, deixou o mundo perto de um “ponto sem retorno”.

A ONU não tem pesquisado o efeito que a desertificação pode ter na migração interna dentro dos continentes, mas Thiaw disse que ela não é mais impensável, nem mesmo na Europa.Por: or Arthur Neslen – Repórter da Reuters – Bruxelas (Bélgica)

IFMA Caxias: inscrição aberta para seleção de professor substituto de Química

O Instituto Federal do Maranhão (IFMA) Campus Caxias lançou edital com a oferta de uma vaga para contratação de professor substituto na área de Química. O valor da taxa de inscrição é de 80 reais e deve ser realizada no período de 16 a 27 de junho, na aba Editais no site do Campus.

Conforme o edital de abertura, a seleção será realizada em duas etapas. A primeira é a prova didática, que vai acontecer no dia 10 de julho, em Caxias. A segunda é a análise de título.

O regime de trabalho é de 40h semanais e a contratação será válida pelo período de um ano, podendo ser prorrogada por um prazo de igual duração, de acordo com a necessidade do Instituto. O contratado receberá remuneração básica de R$ 3.130,85, que corresponde ao vencimento básico da classe inicial da carreira de professor do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico, com possibilidade da retribuição por titulação, não acumuláveis, de aperfeiçoamento (R$ 234,81), especialização (R$ 469,63), mestrado (R$ 1.174,07) e doutorado (R$ 2.700,36), além de vantagens, benefícios e adicionais previstos na legislação.

Para mais informações, acesse aqui a página do processo seletivo.Por: Ascom/ IFMA

Fraudes no auxílio emergencial são alvos de operação da PF no Maranhão

Fraude no Auxílio Emergencial é alvo de operação da PF no Maranhão — Foto: Divulgação
Fraude no Auxílio Emergencial é alvo de operação da PF no Maranhão — Foto: Divulgação

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta quinta-feira (17), uma operação de combate à fraudes em benefícios emergenciais disponibilizados pelo Governo Federal à população carente durante a pandemia de Covid-19. Somados, os desvios identificados passam de R$ 50 mil.

De acordo com a Operação Sexta Parcela, no Maranhão, a Polícia Federal cumpriu dois mandados de busca e apreensão nos municípios de Imperatriz e Davinópolis, ambos na região tocantina, visando obter elementos de prova relacionados a fraudes que totalizaram R$ 38.600 e R$ 14.400, respectivamente, em benefício dos investigados.

Fraudes no auxílio emergencial são alvos de operação da PF no Maranhão — Foto: Divulgação
Fraudes no auxílio emergencial são alvos de operação da PF no Maranhão — Foto: Divulgação

No primeiro caso, foi criada uma empresa fantasma para possibilitar a subtração de valores por meio de transações indevidas com a utilização de máquina de cartão de crédito, tendo como vítimas 60 beneficiários do auxílio emergencial do Governo Federal e, no segundo caso, foram emitidos 24 boletos descontados indevidamente em 23 contas de vítimas distintas, fatos registrados nos meses de maio e junho de 2020.

De acordo com a PF, os trabalhos realizados são resultantes de uma união de esforços denominada Estratégia Integrada de Atuação contra as Fraudes ao Auxílio Emergencial (Eiafae), da qual participam a Polícia Federal, Ministério Público Federal, Ministério da Cidadania, Caixa, Receita Federal, Controladoria-Geral da União e Tribunal de Contas da União.

Os objetivos da atuação interinstitucional conjunta são a identificação de fraudes massivas e a desarticulação de organizações criminosas, com a responsabilização de seus integrantes, além de recuperar os valores para o erário. A Polícia Federal já realizou a deflagração de 98 operações policiais visando ao combate às fraudes aos benefícios emergenciais, com a expedição de mais de 380 Mandados de Busca e de 50 Mandados de Prisão.

Nesta quinta-feira, estão sendo cumpridos 35 Mandados de Busca e Apreensão, dois de Prisão Temporária, um de Prisão Preventiva e 12 Mandados de Sequestro de Bens, perfazendo um total de aproximadamente de até R$ 410 mil bloqueados por determinação judicial.

Além do Maranhão, as ações ocorrem nos Estados da Bahia, Mato Grosso, Minas Gerais, Paraná, Rondônia, Roraima e São Paulo, com a participação de aproximadamente 140 Policiais Federais. Por G1-MA

Senai abre inscrições para novos cursos gratuitos em São Luís, Imperatriz e Caxias

O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial do Maranhão (Senai-MA) oferece oportunidades para Jovem Aprendiz por meio dos Centros de Educação Profissional e Tecnológica. São 25 vagas por turma para jovens de 14 a 22 anos previstas para a segunda quinzena de julho.

O novo programa tem foco na área de Tecnologia da Informação–TICS, Manufatura Avançada e Metalmecânica com várias possibilidades de ofertas.

Em São Luís ocorrerão dois programas para Técnico em Internet das Coisas–IOT e Técnico em Cybersistemas para Automação com carga horária de 1.300 cada um. Em Caxias e em Imperatriz o Programa será para Metalmecânica.

Para a área TICS serão ofertadas três possibilidades para Desenvolvedor Back-End com carga horária de 500 horas, Desenvolvedor Front- End com 540 horas, Desenvolvedor Full Stack, com 560 horas e também Programador Full Stack com 640 horas.

Já em Manufatura Avançada, são duas possibilidades para Técnico em internet das Coisas–IOT e Técnico em Cybersistemas para Automação com 1.300h cada um.

Quem concluir o curso poderá ser formar em: Técnico em Internet das Coisas (IoT), Técnico em Cibersistemas, Desenvolvedor Back-End ou Desenvolvedor Front-End.

Em metalmecânica, Ajustador Mecânico com 516 h, Torneiro Mecânico, 556 h e Fresador Mecânico com 856 h, além do Programa de aprendizagem que é Operador de Máquinas e Ferramentas Convencionais com 856 h.

REQUISITOS

Para os Programas de Aprendizagem Básica, o aluno deverá ter o Ensino Fundamental incompleto ou completo, a depender do Programa, com idade de 14 a 22 anos.

Para os Programas de Aprendizagem em Nível Técnico, o aluno deverá está cursando ou ter concluído o Ensino Médio, com idade de 16 a 22 anos. Observando que para estes Programas não há limite de maioridade para pessoas com deficiência. Os programas estão com a previsão de início para a 2ª Quinzena de Julho.

As empresas interessadas em atender suas cotas de aprendizes dentro desse novo Programa de Aprendizagem, já podem sinalizar ao Senai-MA para que seja viabilizado todo o processo que o é totalmente gratuito para as empresas industriais e para os alunos também.

Para mais informações sobre como participar do Programa de Aprendizagem 4.0. do SENAI ligue para (98) 9 8717-4188.Por SENAI-MA

Covid-19: ministério viabiliza vacinação contínua para indígenas

O Brasil poderá ter uma campanha de vacinação permanente contra a covid-19 para povos indígenas. A afirmação foi feita pelo secretário especial de Saúde Indígena do Ministério da Saúde, Robson Santos da Silva.

De acordo com o secretário, o sistema de distribuição e aplicação de vacinas para populações indígenas que vivem em aldeias é capaz de absorver uma futura demanda por vacinações constantes contra a covid-19, assim como já acontece com outras doenças.

“O Brasil tem um sistema muito sofisticado de vacinação. Não houve nenhum sobressalto nisso. Houve aprimoramentos. Uma crise como essa, por exemplo, traz oportunidades de melhoria”, informou.

Segundo o secretário, a pandemia foi uma oportunidade para ampliar os subsistemas de saúde em áreas remotas. Entre as melhorias, estão o armazenamento e a logística de distribuição de vacinas que precisam ser resfriadas e guardadas em câmaras especiais.

“Fazemos uma busca ativa. Estamos sempre nos adaptando. Se ela [a covid-19] ficar parecida com a influenza, por exemplo, a vacinação vai continuar. A vacinação contra a influenza tem todo ano, é contínua. Se for necessário para o novo coronavírus, seguiremos o mesmo caminho”, disse Robson Santos Silva, que atribuiu o sucesso da imunização ao apoio de lideranças indígenas e às Forças Armadas.

Saúde indígena

Sobre a cobertura de saúde para outras doenças, Silva afirmou que há reformulações e adaptações constantes à crescente população de indígenas brasileiros. Segundo dados do Ministério da Saúde, a população indígena passou de 650 mil para cerca de 755 mil indivíduos nos últimos cinco anos.

Índices como a expectativa de vida dos indígenas também aumentaram, informou. Com isso, doenças que antes eram incomuns passaram a ser mais observadas nas comunidades.

“A população indígena está aumentando e envelhecendo. Há doenças que não eram comuns, como diabetes e problemas cardíacos. Quando temos essas situações de média e alta complexidade, precisamos de ajuda estadual e federal. Estamos nos reinventando para atender melhor essa população”, acrescentou. Por Agência Brasil

Copom eleva taxa básica de juros para 4,25% ao ano

O Banco Central (BC) subiu os juros básicos da economia em 0,75 ponto percentual, pela terceira vez consecutiva. A decisão, anunciada nesta quarta-feira (16) pelo Comitê de Política Monetária (Copom), elevou a taxa Selic de 3,5% para 4,25% ao ano. A elevação foi deliberada de forma unânime pelos integrantes do colegiado, que é formado por diretores do BC, e era esperada pelos analistas financeiros.

Em comunicado, o BC indicou que deve seguir elevando a taxa Selic na próxima reunião, marcada para os dias 3 e 4 de agosto. “Para a próxima reunião, o Comitê antevê a continuação do processo de normalização monetária com outro ajuste da mesma magnitude. Contudo, uma deterioração das expectativas de inflação para o horizonte relevante pode exigir uma redução mais tempestiva dos estímulos monetários. O Comitê ressalta que essa avaliação também dependerá da evolução da atividade econômica, do balanço de riscos e de como esses fatores afetam as projeções de inflação”, informou o texto.

No comunicado, o Copom destacou que a pressão inflacionária revela-se maior que o esperado, “sobretudo entre os bens industriais”. “Adicionalmente, a lentidão da normalização nas condições de oferta, a resiliência da demanda e implicações da deterioração do cenário hídrico sobre as tarifas de energia elétrica contribuem para manter a inflação elevada no curto prazo, a despeito da recente apreciação do real. O Comitê segue atento à evolução desses choques e seus potenciais efeitos secundários, assim como ao comportamento dos preços de serviços conforme os efeitos da vacinação sobre a economia se tornam mais significativos”, informou o comunicado.

Com a decisão de hoje, a Selic continua em um ciclo de alta, depois de passar seis anos sem ser elevada. De julho de 2015 a outubro de 2016, a taxa permaneceu em 14,25% ao ano. Depois disso, o Copom voltou a reduzir os juros básicos da economia até que a taxa chegou a 6,5% ao ano, em março de 2018.

Em julho de 2019, a Selic voltou a ser reduzida até alcançar 2% ao ano em agosto de 2020, influenciada pela contração econômica gerada pela pandemia de covid-19. Esse era o menor nível da série histórica iniciada em 1986. Porém, a taxa começou a subir novamente em março deste ano, passando para 2,75%. Depois, em maio, subiu de novo, para 3,5%.  

Inflação

A Selic é o principal instrumento do Banco Central para manter sob controle a inflação oficial, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Em maio, o indicador fechou no maior nível para o mês desde 1996. No acumulado de 12 meses, o IPCA acumula alta de 8,06%. De janeiro a maio deste ano, a inflação foi de 3,22%.

O valor está acima do teto da meta de inflação. Para 2021, o Conselho Monetário Nacional (CMN) tinha fixado meta de inflação de 3,75%, com margem de tolerância de 1,5 ponto percentual. Com isso, o IPCA não poderia superar 5,25% neste ano nem ficar abaixo de 2,25%.

No Relatório de Inflação divulgado no fim de março pelo Banco Central, a autoridade monetária estimava que, em 2021, o IPCA fecharia o ano em 5% no cenário base. Esse cenário considera um eventual estouro do teto da meta de inflação no primeiro semestre, seguido de queda dos índices no segundo semestre. A projeção oficial só será atualizada no próximo Relatório de Inflação, no fim de junho.

Já a projeção do mercado prevê uma inflação ainda maior, acima até do teto da meta. De acordo com o último boletim Focus, pesquisa semanal com instituições financeiras divulgada pelo BC, a inflação oficial deverá fechar o ano em 5,82%, na 10ª alta consecutiva da projeção. Por Agência Brasil

Trabalhadores nascidos em dezembro podem sacar auxílio emergencial

A partir desta quinta-feira (17), os trabalhadores informais e inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) nascidos em  dezembro podem sacar a segunda parcela do auxílio emergencial 2021. O dinheiro estava previsto para ser depositado nas contas poupança digitais da Caixa Econômica Federal em 8 de julho.

Os recursos também poderão ser transferidos para uma conta-corrente, sem custos para o usuário. Até agora, o dinheiro apenas podia ser movimentado por meio do aplicativo Caixa Tem, que permite o pagamento de contas domésticas (água, luz, telefone e gás), de boletos, compras em lojas virtuais ou compras com o código QR (versão avançada do código de barras) em maquininhas de estabelecimentos parceiros.

Em caso de dúvidas, a central telefônica 111 da Caixa funciona de segunda a domingo, das 7h às 22h. Além disso, o beneficiário pode consultar o site auxilio.caixa.gov.br.

CALENDÁRIO DA SEGUNDA
PARCELA DO AUXÍLIO EMERGENCIAL 2021

Calendário de saques da segunda parcela do auxílio emergencial 2021 – Divulgação governo federal

Também hoje, beneficiários do Bolsa Família com o Número de Inscrição Social (NIS) de final 1 poderão sacar a terceira parcela do benefício.

Calendário de pagamento das parcelas do auxílio emergencial.

Calendário de pagamento do auxílio emergencial a beneficiários do Bolsa Família – Arte/Agência Brasil

Na terça-feira (15), o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, disse que o banco estuda antecipar o pagamento da quarta parcela do auxílio emergencial. O atual cronograma prevê que a Caixa comece a depositar os valores relativos à quarta parcela na conta social digital dos beneficiários nascidos em janeiro a partir de 23 de julho e que os depósitos da quarta fase se estendam até 22 de agosto, com o pagamento para os nascidos em dezembro.

O auxílio emergencial foi criado em abril do ano passado pelo governo federal para atender pessoas vulneráveis afetadas pela pandemia de covid-19. Ele foi pago em cinco parcelas de R$ 600 ou R$ 1,2 mil para mães chefes de família monoparental e, depois, estendido até 31 de dezembro de 2020 em até quatro parcelas de R$ 300 ou R$ 600 cada.

Neste ano, a nova rodada de pagamentos, durante quatro meses, prevê parcelas de R$ 150 a R$ 375, dependendo do perfil: as famílias, em geral, recebem R$ 250; a família monoparental, chefiada por uma mulher, recebe R$ 375; e pessoas que moram sozinhas recebem R$ 150.

No dia 8 de junho, o ministro da Economia, Paulo Guedes, informou que o auxílio emergencial será prorrogado por pelo menos mais dois meses. Previsto para terminar em julho, o benefício pode ser estendido até setembro, mas esse período ainda poderá ser ampliado, caso a vacinação da população adulta não esteja avançada. 

“O presidente Jair Bolsonaro é quem vai decidir o prazo. Primeiro, esses dois ou três meses, e então devemos aterrissar em um novo programa social que vai substituir o Bolsa Família”, disse. Segundo Guedes, os recursos para a prorrogação do auxílio emergencial serão viabilizados por meio de abertura de crédito extraordinário. Atualmente, o custo mensal do programa, que paga um benefício médio de R$ 250 por família, é de R$ 9 bilhões. Por Agência Brasil