Blog do Walison - Em Tempo Real

Judiciário condena homens por morte de comerciantes em Humberto de Campos

A Vara Única da Comarca de Humberto de Campos condenou três denunciados pela prática de latrocínio, em que foram vítimas os comerciantes Modesto Sousa Aguiar e Daniel Mendonça Aguiar, pai e filho que trabalhavam na cidade de Primeira Cruz, termo judiciário.

Os denunciados Luís Marcelo Vidal Martins, Marcone da Silva Ferreira e Hélio da Silva Ferreira, foram acusados da prática dos crimes de latrocínio (roubo seguido de morte), tortura e ocultação de cadáver.

O crime ocorrido em 3 de março deste ano, quando as vítimas estavam em um carro no Povoado “Mairizinho”, zona rural do Município de Primeira Cruz, quando foram surpreendidas em uma barricada na estrada, rendidas e obrigadas a descer, sob a ameaça de arma de fogo. Em seguida, foram levadas a um local, onde foram executadas a golpes de faca e disparos de arma de fogo. 

LATROCÍNIO

Após instrução processual, a denúncia do Ministério Público foi acolhida em parte, e os acusados foram condenados pela prática de dois crimes de latrocínio, somados. Luís Marcelo Vidal Martins e Hélio da Silva Ferreira foram condenados a 45 anos de reclusão e 183 dias-multa. Já Marcone da Silva Ferreira foi condenado a 51 anos e seis meses de reclusão e 401 dias-multa. 

De acordo com a sentença do juiz Ricardo Figueiredo Moyses, o cumprimento da pena será inicialmente em regime fechado, permanecendo os acusados em prisão preventiva. Os condenados ainda têm direito a correr da decisão judicial.

Assessoria de Comunicação
Corregedoria Geral da Justiça
asscom_cgj@tjma.jus.br

Categoria: Uncategorized

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*