Blog do Walison - Em Tempo Real

Carlos Alberto Ferreira Receberá Título de cidadão Maranhense, Concedido Pela Assembléia Legislativa Do Maranhão

carlos-alberto-300x243

A Assembleia Legislativa aprovou nesta quinta (03), em primeiro turno, Projeto de Resolução Legislativa que concede o Título de Cidadão Maranhense ao diretor do Complexo de Comunicação da Casa, Carlos Alberto Ferreira da Silva. A iniciativa, do deputado estadual Júnior Verde (PRB), foi elogiada por outros deputados durante a votação. A data de entrega do Título ainda será definida.

Para o parlamentar autor do Projeto, a história de Carlos Alberto é digna de reconhecimento, uma vez que traduz uma trajetória de luta e comprometimento com causas públicas. “Hoje, Carlos Alberto se dedica à atividade pública com empenho e seriedade, trazendo sua larga e exitosa experiência da iniciativa privada e dos movimentos sindicais para o Complexo de Comunicação da Assembleia e imprimindo um perfil de gestão pautado, acima de tudo na ética, na equidade e na inovação”, justificou Júnior Verde.

O deputado Marco Aurélio destacou a importância de reconhecer quem tem mérito. “O Carlos Alberto tem um trabalho destacado e já esteve com a presença desse trabalho em Imperatriz, reforçando a Comunicação. E eu entendo que, hoje, o que ele faz na TV Assembleia, é um trabalho digno desse respeito. Não só projeta as ações parlamentares, mas, acima de tudo, aproxima cada vez mais a comunidade do Poder Legislativo do Maranhão. Fui relator desse Projeto com grande satisfação e parabenizo o deputado Júnior Verde pela iniciativa”, ressaltou.

Trajetória

Natural de cidade de Caravelas, na Bahia, Carlos Alberto é formado em Economia pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC).  Iniciou a vida política jovem, aos 14 anos, ao ingressar na Pastoral da Juventude do Meio Popular do Ó, bairro da periferia paulistana, e aos 19, envolveu-se com o movimento sindical, quando trabalhava na Companhia do Metrô de São Paulo, tendo sido eleito três anos depois para a direção da Associação dos Empregados no Metrô de São Paulo (AEMESP).

Em 1983, participou da fundação da Central Única dos Trabalhadores (CUT), um marco na história dos trabalhadores brasileiros, e destacou-se pela participação em movimentos sindicais como o de Oposição Bancária (MOB), em São Luís, e o Sindicato dos Metroviários de São Paulo, onde foi eleito diretor posteriormente.

Em 1988, foi designado pelo Partido dos Trabalhadores (PT) para uma temporada de estudos sobre marxismo-lenismo na República Democrática Alemã, onde estudou diversas áreas do conhecimento humano. De volta ao Brasil, retomou o sindicalismo no Metrô de São Paulo, comandando a greve dos metroviários de 1988.Em 1989, Carlos Alberto foi nomeado diretor de Administração e Relações Sindicais e Institucionais da Companhia Municipal de Transporte Coletivo (CMTC) de São Paulo, então, a maior empresa de transporte coletivo das Américas. Retornou ao Maranhão e estabeleceu-se em São Luís, onde atuou na atividade publicitária, prestando assessoria, publicidade e marketing político a entidades sindicais.

Na capital maranhense, trabalhou no ramo gráfico, criando sua empresa, a Estação Gráfica, estabelecida no mercado local há mais de 15 anos como uma das melhores e mais modernas do setor, gerando empregos para trabalhadores maranhenses e contribuindo para o crescimento econômico do Estado.

Ampliou sua experiência na área de Comunicação exercendo o cargo de diretor-geral da TV BAND, em Imperatriz, e da DIFUSORA, em Caxias. Nestas emissoras, conquistou ótimos índices de audiência. Sua larga experiência na área de Comunicação o credenciou para assumir a Direção de Comunicação da Assembleia Legislativa, cargo que exerce desde fevereiro deste ano.

Site da Assembleia Legislativa

Categoria: Uncategorized

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*