Blog do Walison - Em Tempo Real

Acusado de matar homem dentro de salão de umbanda é condenado a mais de 5 anos de prisão

José Pereira de Sousa Filho foi assassinada a golpes de faca em 2011, na cidade de São Domingos do Maranhão.

Um homem, identificado como Edimar Gomes de Sousa, foi condenado a mais de 5 anos de prisão pela morte de José Pereira de Sousa Filho, na cidade de São Domingos do Maranhão.

A vítima foi assassinada a golpes de faca em 2011, dentro de um salão de umbanda, onde o acusado, conhecido como ‘Macumbeiro’ residia.

Edimar Gomes foi condenado pelo Tribunal do Júri de São Domingos do Maranhão no dia 24 de outubro. A sessão foi presidida pelo juiz titular da comarca do município, Caio Davi Medeiros Veras, e ao final do julgamento, o conselho de sentença reconheceu a materialidade e autoria do crime e decidiu por condenar o réu.

Segundo narra a denúncia, o acusado e a vítima teriam um relacionamento amoroso conflituoso, sendo que o réu, inclusive, alegou ter matado a vítima em legítima defesa, pois foi agredido com socos, pontapés e puxões de cabelo em uma briga entre os dois.

Diante das provas, o Conselho de Sentença reconheceu a materialidade e autoria e respondeu negativamente à absolvição.

Edimar Gomes de Sousa foi condenado a 6 anos de reclusão, porém, como já tinha sido preso durante um período de 3 meses de 23 dias, entre 20 de março e 13 de julho de 2011, antes de ter a prisão revogada, a pena foi reduzida. O réu, portanto, foi condenado a 5 anos, 8 meses e 7 dias de reclusão.

Outro julgamento

No dia 25 de outubro, o réu Gilmar Silva Nascimento também foi condenado pelo Tribunal do Júri de São Domingos do Maranhão, pelo crime de homicídio contra Vicente Pastoura Lima, no dia 27 de setembro de 2022.

De acordo com a denúncia, a vítima e o acusado teriam se desentendido na noite anterior ao crime, em uma festa na qual o réu Gilmar Silva, durante a briga, já teria direcionado uma ameaça de agressão a Vicente.

Quando Vicente saiu do local, aparentemente embriagado, Gilmar Silva, acompanhado de outros dois homens, teriam seguido a vítima e, ao alcançá-la, travaram uma luta corporal.

Durante o confronto, Vicente estava no chão, quando o réu teria aproveitado a posição de impossibilidade de defesa para desferir golpes com um pedaço de madeira na cabeça da vítima. Os golpes levaram Vicente Pastoura a óbito.

Diante do caso, o Conselho de Sentença deferiu a condenação do réu. A pena-base foi fixada em 6 anos, porém, devido ao tempo de 1 ano, 3 meses e 28 dias em que o acusado permaneceu preso cautelarmente, sua pena foi reduzida. Gilmar Silva Nascimento foi, então, condenado a 3 anos, 9 meses e 2 dias de reclusão.Por: G1 MA

Categoria: Uncategorized

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*