Blog do Walison - Em Tempo Real

TIMBIRAS – Fabrízio do Foto culpa secretária e procurador por folha suspeita enviada ao TJ

O blogdoacelio entrevistou na última sexta-feira (4) o prefeito de Timbiras, Frabízio Araújo (do Foto) sobre a polêmica folha de pagamento de professores, referente ao mês de dezembro de 2013, apresentada no Tribunal de Justiça do Maranhão, como um dos documentos probatórios de uma ação onde o município, segundo o SINDSERT, tenta diminuir o salário dos educadores.

Prefeito Fabrízio do Foto

Prefeito Fabrízio do Foto

A ideia seria mostrar aos desembargadores que os gastos com a folha de pagamento estão muito acima dos 60% permitidos pelo FUNDEB (Fabrízio sustentou ao blog que beira os 100%), mas os educadores acabaram descobrindo o plano e, a partir de então, o que era pra acontecer, repentinamente, com o aval da Justiça acabou virando um grande pesadelo para Fabrízio.

Os professores entraram no caso e estão provando que não receberam os valores mostrados na folha apresentada ao TJ, inclusive com contracheques e extratos bancários.

A PALAVRA DO PREFEITO

O prefeito falou demonstrando segurança no que dizia em sua resposta sobre o assunto. Culpou a secretária de Educação e o procurador do município ( sem citar nomes) pelo erro. Disse que ambos não procuraram o setor competente para elaborar a folha analítica de dezembro de 2013 e criaram uma de acordo com o entendimento deles.

“Infelizmente a secretária de Educação, ela não procurou a folha de pagamento nem o setor contábil, para passar a folha contábil e a folha analítica. Fizeram um relatório juntando a gratificação dos professores, juntando o terço de férias e juntando o IPAM Patronal, fizeram aquela somatória e fizeram um relatório e o Procurador do município (advogado) fez aquilo como se fosse uma folha de pagamento e representou ao TJ [Tribunal de Justiça], em vez de ter procurado a parte administrativa do município que é a parte da contabilidade e a parte financeira para que fosse passada a folha analítica e a folha contábil”, disse

O VALOR É MENOR

Apesar do erro, Fabrízio sustentou que algo está a seu favor – é que os valores apresentados ao TJ seriam menores do que realmente foram naquele mês.

“Felizmente para nós o valor que eles colocaram lá é bem inferior ao que nós pagamos. Nós pagamos referente ao mês de dezembro, nós pagamos o mês de dezembro, nós pagamos terço de férias, nós pagamos 13º salário e a folha em sua obrigação. Nós pagamos um total bruto, só referente ao mês de dezembro, nós pagamos um total de R$ 2.680.000,00, mais ou menos, só referente à dezembro, um valor bem maior do que está estipulado lá naquela folha que foi para o TJ”, disse

SEM RIXA

O prefeito de Timbiras disse que já se explicou aos desembargadores com a folha contábil correta e frisou, ao final da entrevista, que não tentou enganar ninguém, sobretudo os professores com quem não quer, nem tem qualquer rixa.

“Nós já respondemos ao TJ com a folha analítica, com a folha contábil, que é documento, infelizmente a secretária e o procurador tentando agir, não sei, de qualquer forma, sem procurar, realmente, as medidas necessárias, administrativas, fez da forma que fez, colocaram um valor bem menor do que nós pagamos, realmente, no mês de dezembro”

“A gente sabe que todos os funcionários no mês de dezembro o salário é bem maior mesmo, a gente sabe disso, mas a gente não tentou, de forma nenhuma, enganar ninguém, ou maltratar ninguém. Um professor era pra ganhar era mesmo, não sou contra o professor, jamais eu teria nenhum tipo de rixa com professor”, concluiu

fonte blogdoacelio

Categoria: Uncategorized

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*