Blog do Walison - Em Tempo Real

Incêndio em poço de petróleo deixa mortos e feridos na Indonésia

incendioindo001

Pelo menos 10 pessoas morreram e 19 ficaram feridas, nesta quarta-feira (25), por causa de um incêndio em um poço de petróleo, na província de Aceh, na ocidental ilha de Sumatra, na Indonésia, de acordo com informações das fontes oficiais. O fogo também destruiu cinco edifícios.

O acidente aconteceu na madrugada durante o processo de extração em um jazida da região de Pasir Putih, afirmou o porta-voz da Agência Nacional de Gestão de Desastres, Sutopo Purwo Nugroho.

“O incêndio não foi extinto”, afirmou o porta-voz, em uma série de comunicados onde também disse que os bombeiros trabalham para apagar as chamas, que estavam fora de controle.

As autoridades abriram uma investigação para esclarecer as causas do fogo.

Bairros no entorno do poço foram isolados.

As autoridades informaram ainda que o número de mortos pode aumentar.

A região oriental de Aceh tem inúmeros pontos de extração de petróleo, mas muitos deles são ilegais, explorados por moradores.

Fonte: Por G1

TSE nega pedido de cassação do governador da Paraíba

Por 6 votos a 1, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu hoje (24) negar pedido de cassação do governador da Paraíba, Ricardo Coutinho, e de sua vice, Ana Lígia Feliciano.

O mandato do governador foi questionado pela coligação derrotada nas eleições de 2014, sob a alegação de que Coutinho teria usado o cargo para conceder vantagens em troca de votos à reeleição, como isenções fiscais no IPVA de motos. O benefício teria custado cerca de R$ 30 milhões.

A maioria dos ministros entendeu que os benefícios não foram concedidos gratuitamente, forma proibida pela legislação eleitoral e que a medida também foi adotada em governos anteriores.

Votaram contra a cassação os ministros Napoleão Maia, relator; Jorge Mussi; Ademar Gonzaga; Tarcísio Vieira; Luís Roberto Barroso e Luiz Fux. Rosa Weber foi a única a votar pela cassação, por entender que houve abuso no perdão das dívidas.

Durante o julgamento, o relator do caso, ministro Napoleão Maia, disse que Coutinho era candidato à reeleição e não poderia deixar o cargo para se candidatar.

Segundo o ministro, para ter eficácia, as medidas de estímulo da economia sempre levam em conta a renúncia fiscal e não podem ser entendidas como medidas de compadrio.

“O assistencialismo, que muitos veem com desconfiança, com crescente suspeita, nas regiões deprimidas do interior do Nordeste, sem esse assistencialismo, as pessoas morrem de fome e de sede, e não tem caixão para se enterrar”, disse o relator.

Ao subir à tribuna, a defesa de Coutinho disse que os benefícios também foram feitos por ex-governadores e que as isenções não causaram desequilíbrio na disputada eleitoral. “Isso aqui são condutas regulares de governo, não atingiu a igualdade de chances para cassar o mandato, não tem nenhuma gravidade”, disse Fernando Neves, representante do governador.

O mesmo caso foi julgado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) da Paraíba, que também julgou ação improcedente.Fonte Agência Brasil

Dia da Liberdade: Portugal comemora 44 anos da Revolução dos Cravos

Portugal comemora hoje (25) 44 anos da Revolução dos Cravos, como ficou conhecida a revolta que marcou o fim da ditadura do Estado Novo. Apesar de abalar as estruturas políticas e econômicas do país, a Revolução dos Cravos transcorreu sem manifestações de violência. A população saiu às ruas e distribuiu cravos vermelhos aos soldados rebeldes, que colocaram as flores nos canos dos fuzis. A data se tornou o Dia da Liberdade.

Comemorações

Como parte das tradicionais comemorações, o dia começou com uma sessão solene na Assembleia da República. Antes das 9h (horário local), os políticos já começavam a chegar ao Parlamento português.

O presidente da Assembleia, Ferro Rodrigues, fez o discurso de abertura e o presidente do país, Marcelo Rebelo de Sousa, falou no encerramento. À tarde, a partir das 15h, o Parlamento abrirá as portas ao público para visitas livres e atividades culturais. Pela primeira vez, os visitantes poderão circular entre o edifício da Assembleia da República e a residência oficial do primeiro-ministro, espaços ligados por jardins comuns.

Lisboa terá ainda uma extensa programação ao longo de todo o dia. Às 13h, será inaugurado o Jardim Mário Soares, na zona do Campo Grande, em homenagem àquele que é considerado um dos grandes nomes da democracia portuguesa. Mário Soares lutou contra a ditadura na década de 70, foi preso e exilou-se na França. Voltou a Portugal, onde construiu uma respeitável trajetória política, tendo sido ministro dos Negócios Estrangeiros, presidente da República e primeiro-ministro. Soares morreu em janeiro do ano passado.

Haverá também o tradicional o desfile na Avenida da Liberdade, previsto para começar às 15h, partindo da estátua de Marquês de Pombal. Sob o lema “Abril de novo, com a força do povo”, o desfile seguirá até o Rossio. São esperadas milhares de pessoas para o desfile, que é sempre enfeitado por cravos vermelhos, o símbolo da Revolução.

O desfile pode ficar ainda mais atrativo para quem conseguir pegar carona em um dos 50 tuk-tuks (pequenos veículos usados em passeios turísticos) que estarão disponíveis, a partir das 16h, para passeios gratuitos. O ponto de encontro é no Marquês de Pombal. As viagens duram cerca de 40 minutos e passam por locais importantes que marcaram a Revolução.

No Museu do Aljube, dedicado à memória do combate à ditadura e da resistência em prol da liberdade e da democracia, haverá, durante todo o dia de hoje, a coleta de testemunhos e objetos de ex-prisioneiros e resistentes da ditadura que estejam dispostos a partilhar suas memórias. No museu funcionou a prisão à época do regime.

Outras cidades, como Porto e Vila Nova de Gaia, também terão programações especiais, com museus abertos ao público, desfiles e espetáculos musicais e de fogos de artifícios.

História

A Revolução dos Cravos foi o desfecho de uma situação que começou muitos anos antes, com movimentos de independência das colônias portuguesas. Depois da Segunda Guerra Mundial, a colonização passou a ser vista como um atentado à liberdade dos povos, e esforços internacionais passaram a ser feitos no sentido de forçar Portugal a conceder independência aos seus “territórios ultramarinos”.

Com a entrada de Portugal na Organização das Nações Unidas em 1955, a situação complicou-se ainda mais, dando início a uma polêmica diplomática que seguiria até o ano de 1974.

A partir de 1961, o que era uma batalha diplomática se transformou em guerrilhas separatistas nos territórios coloniais, com inúmeras revoltas e atos de terrorismo. Em Angola, a guerrilha começou em 1961; na Guiné, em 1963; e em Moçambique, em 1964.

Mesmo com grande esforço militar, as baixas portuguesas durante as Guerras Coloniais foram enormes, considerando-se a população do país (menos de 9 milhões de habitantes à época). Foram cerca de 10 mil soldados mortos e 20 mil feridos com sequelas, sem contar mais de 100 mil homens com estresse pós-traumático.

Com tantas baixas e uma população insatisfeita, os efeitos das Guerras Coloniais tiveram relação direta com o fim da ditadura em Portugal. As pressões não eram mais apenas internacionais. Internamente, o país enfrentava uma população hostil diante da guerra e do militarismo.

Mas foi do Exército que partiu o movimento que acabaria definitivamente com a ditadura. À meia-noite do dia 25 de abril de 1974, os soldados saíram dos quartéis, tomaram as ruas de Lisboa e exigiram a deposição de Marcello Caetano, então presidente do Conselho do Estado Novo.

Naquela noite, a população distribuiu cravos em forma de agradecimento aos soldados rebeldes. A imagem dos militares com cravos nas armas ficou na memória dos portugueses como o símbolo de uma revolução sem violência.

Os rebeldes instituíram uma Junta de Salvação, responsável por fazer a transição do regime e dar fim às instituições ditatoriais, como a Polícia Internacional e de Defesa do Estado (Pide) e a censura.

Dias após a revolta, líderes dos partidos de oposição, como Mário Soares (Partido Socialista) e Álvaro Cunhal (Partido Comunista), voltaram do exílio.

Fonte; Agência Brasil

Prefeito Francisco Nagib Entrega Títulos no Quartel e Faz Anuncio de Videomonitoramento

67d6d29f-ff22-481c-aa11-70711bf691f8

Na manhã desta terça-feira (24) o prefeito de Codó, Francisco Nagib, participou da solenidade de entrega dos títulos de Amigos da Polícia Militar e anunciou o novo sistema de videomonitoramento para a cidade d Codó.

Na ocasião também estavam o ex-prefeito Zito Rolim, o ex- secretário de Articulação Política, Márcio Jerry, o Comandante do 17º Batalhão da Polícia Militar, Tenente Coronel Jurandir, o vereador e Delegado Rômulo Vasconcelos, vereador Pastor Max, entre outras autoridades.

Dentre as personalidades agraciadas, receberam o título Amigo da Policia Militar o Secretário Márcio Jerry e o empresário Francisco Carlos de Oliveira. “Quero cumprimentar e agradecer a sociedade de Codó por essa homenagem. As empresas têm a missão e compromisso de estar junto ao poder público para ajudar no desenvolvimento do município. Aqui hoje estamos recebendo esta bonita homenagem, juntamente com policiais que tiveram reconhecido seus serviços prestados a nossa comunidade. Quero agradecer ao comandante Jurandir e a todos aqui presente”.

Para o comandante do 17º Batalhão da PM de Codó, Tenente Coronel Jurandir, o dia 21 de abril é uma data especial para a corporação. “É o dia de Tiradentes, do patrono da PM, e nada melhor do que homenagear autoridades e amigos da corporação. Pessoas que contribuem para a segurança pública e ajudam a nossa sociedade.”

bde5258b-cd1e-434f-86f7-651f51bbb136-1

Sistema de videomonitoramento

Contando com 15 câmeras posicionadas em pontos estratégicos da cidade, o Projeto de videomonitoramento é fruto de uma união de forças do poder público. Uma Indicação do vereador Delegado Rômulo Vasconcelos, atendida pelo prefeito Francisco Nagib, em parceiria com o deputado estadual Othelino Neto. De acordo com o vereador Rômulo, o novo sistema servirá para prevenção e investigação de crimes e delitos.

Hoje é um dia de confraternização aqui na sede da Polícia Militar, com empresários, autoridades e sociedade codoense, no sentido de agraciar com méritos o trabalho desses profissionais que ajudam nossa cidade e também estamos aqui para apresentar o novo sistema de vídeo monitoramento para a maior segurança das famílias codoenses, uma Indicação de nossa autoria na Câmara e que o Executivo atendeu. Fomos a São Luis solicitar esta tecnologia para Codó e hoje é uma realidade”, explicou o vereador.

Para o prefeito Nagib, a ocasião é de muita comemoração, por conta das homenagens e de mais um avanço para a segurança de Codó. “Estamos aqui juntos com o comandante Jurandir, autoridades e empresários de nossa cidade para prestar as merecidas homenagens a membros de nossa sociedade que representam nosso povo e tanto ajudam o trabalho da polícia. Também estamos tendo a alegria de anunciar mais um avanço para segurança pública de nossa cidade, que é o nosso novo sistema de videomonitoramento, o que vai ser de grande utilidade no combate ao crime. E também anunciamos o programa Codó Digital, que irá democratizar o acesso a internet na nossa cidade”, concluiu o prefeito.

Ascom – PMC

Acervo itinerante da Casa de Cultura Josué Montello está em Codó a partir desta quarta-feira

unnamed

Exposição bibliográfica com aproximadamente 200 títulos do escritor Josué Montello e de vários autores maranhenses será aberta a partir desta quarta-feira (25), no município de Codó. O material integra o acervo da Casa de Cultura Josué Montello, equipamento cultural do Estado vinculado à Secretaria da Cultura e Turismo (Sectur).

A ação cultural conta com a parceria do Instituto Histórico e Geográfico de Codó, onde será realizado o evento, além da Secretaria de Estado da Educação (Seduc).

A programação segue até sexta-feira (27) com exposição de livros e fotografias, exibição de vídeo documentário e palestras sobre a vida e obra do escritor.

O evento é voltado para os alunos do ensino médio e tem o objetivo de despertar o amor pela leitura e escrita tendo como fonte de inspiração as obras do escritor maranhense Josué Montello, cujo centenário de nascimento foi comemorado no ano passado.

O projeto Exposição Itinerante do acervo da Casa de Cultura Josué Montello acontece há dez anos promovendo o acesso ao livro e incentivando a prática da leitura por meio de ações culturais voltadas às comunidades. Já atendeu mais de 23 mil crianças e jovens de 27 municípios maranhenses.

SERVIÇO
O quê: Exposição Itinerante do acervo da Casa de Cultura Josué Montello.
Quando: De 25 a 27 de abril.
Onde: Instituto Histórico e Geográfico de Codó (Av. Primeiro de maio, 1955 – antiga estação ferroviária).

Fonte: Sectur

VEREADOR DE PERITORÓ É VÍTIMA DE ASSALTO AO SAIR DE UMA AGÊNCIA BANCÁRIA, EM PEDREIRAS

Capturar

O vereador Aragão (DEM), de 56 anos, do município de Peritoró, foi vítima de uma ‘saidinha bancária’ ao sair do Banco do Brasil de Pedreiras.. Os ladrões levaram R$ 2.900,00 que a vítima havia sacado na Agência do Banco do Brasil. O crime aconteceu na Rua Maneco Rego.

De acordo com informações da polícia, o vereador Aragão, do povoado Feliz Lembrança, zona rural de Peritoró, sacou o dinheiro na agência e seguia pela rua, quando dois homens se aproximaram e ordenaram: “Não olhe para os lados e continue andando.” Temendo pela sua segurança, o vereador seguiu a ordem.

Eles obrigaram o vereador Aragão a entrar num veículo e partiram para um local afastado do centro da cidade. Tomaram a quantia de R$ 2.900,00, liberaram o vereador e fugiram.

O vereador Aragão compareceu a delegacia de Pedreiras, porém, em depoimento relatou que por conta do nervosismo, não viu as feições dos criminosos, o tipo de roupas que eles vestiam, nem mesmo o modelo ou a cor do carro.

A Polícia Militar fez diligências na região, porém, com poucas informações, não conseguiu localizar os bandidos. A polícia civil está examinando imagens de câmeras de segurança na área para identificar os bandidos. Só lembrando que o fato aconteceu na segunda-feira (23).

Fonte: Carlinhos Filho 

PT reafirma candidatura de Lula para presidente da República

Reunião ampliada da Comissão Executiva Nacional do PT Foto: Ricardo Stuckert

Reunião ampliada da Comissão Executiva Nacional do PT
Foto: Ricardo Stuckert

O Diretório do Partido dos Trabalhadores reafirmou ontem que Lula será mesmo candidato a presidência da República brasileira, mesmo estando trancafiado em uma unidade da Policia Federal em Curitiba, os principais líderes do partido demonstraram com bastante contundência que Lula é candidato nato.

Ainda de acordo com a cúpula petista não se trata necessariamente de uma vontade apenas da agremiação partidária a qual Lula faz parte, mais da vontade do povo que está estampada nas pesquisas de intenções de voto dos presidenciáveis.

Ibope: só 19% dos brasileiros pretendem ter filhos nos próximos 2 anos

ibopedoisfilhos001

Nos próximos dois anos, apenas 19% dos brasileiros pretendem ter filhos, 17% por gravidez e 2% por adoção. É o que mostra uma pesquisa sobre natalidade, divulgada pelo Ibope. Do total de entrevistados, 79% não pretendem ter filhos até 2020, e 2% não sabem.

A pesquisa do Ibope foi realizada entre os dias 15 e 18 de março com 1.491 pessoas com mais de 16 anos, em 143 municípios de todas as regiões do país.

O Nordeste é a região onde as pessoas estão mais abertas à maternidade/paternidade, 19% pretendem ter filhos biológicos e 3% querem adotar uma criança. Lá, 76% não pretendem ter filhos. Na Região Sul, apenas 11% pretendem ter filhos biológicos, e 87% não pretendem nos próximos dois anos.

No Sudeste, 18% querem filhos biológicos e 2% querem adotar; 77% não pretendem ter filhos. No período de dois anos, nas regiões Norte e Centro-Oeste, 16% dos entrevistados pretendem ter filhos, por meio de uma gravidez e 1% por adoção; 82% não querem filhos.

Parto natural ou cesária

Entre os que pretendem ter filhos, 76% querem o parto normal em uma maternidade ou hospital, e 3% querem o parto em casa. Mesmo no caso de uma gravidez sem complicações, ou seja, quando não há risco nem para a mãe e nem para o bebê, 20% pretendem fazer uma cesariana.

Fonte: Agência Brasil