Blog do Walison - Em Tempo Real

Em audiência pública, Comissão Pró-Uema Leste pede apoio da Câmara Municipal de Caxias

Uma audiência pública foi realizada na Câmara de Vereadores, na noite dessa segunda-feira (9), por solicitação da Comissão Pró-Regionalização do CESC/UEMA. A sessão especial discutiu o projeto de transformação do campus da universidade em Caxias em Universidade Regional.

“Recentemente o governador Flávio Dino (PC do B) criou a Universidade Sul, com sede em Imperatriz. Só que esse sonho da instalação da Universidade do Leste Maranhense era mais antigo aqui na região, mais preciso em nossa cidade. E eu acredito que Imperatriz passou em nossa frente porque nós estamos enfraquecidos de representação política. Mas o assunto não morreu, pois professores desejosos de ver a educação do nosso município progredir nesse campus continuaram com a luta e solicitaram o apoio desta Casa”, disse o presidente da Câmara, vereador Catulé (PRB).

A Comissão Pró-UEMA Leste foi convidada a ocupar o Plenário.

Na tribuna, a professora Joseleide Teixeira expôs um breve histórico da comissão e do CESC/UEMA, bem como a proposta de criação da UEMA Leste que fora entregue ao governador do Estado. Ela relatou que os professores ficaram desencorajados com um documento do reitor da UEMA encaminhado à Flávio Dino mostrando a inviabilidade de se criar a Universidade do Leste; sendo que a UEMA Sul, com estrutura menor do que a do campus Caxias, foi criada há um ano e tem apresentado ótima desenvoltura.

Após explanação da Comissão Pró-Regionalização, a palavra foi franqueada aos parlamentares.

A líder da oposição, vereadora Thaís Coutinho (PSB), se manifestou favorável à criação da UEMA Leste. “Essa Casa fica honrada pela presença e explicação da importância da UEMA Leste. Depois gostaria que explicassem por que tem um grupo que é contra. Pois pelo meu entendimento, nós precisamos descentralizar, lutar para ter a valorização da UEMA de Caxias”.

O vereador Magno Magalhães (PSD), também professor da UEMA, apoiou a iniciativa do movimento. “Eu sou defensor da UEMA Leste, pois entendo que Caxias nasceu bem antes, e por sua importância geopolítica, econômica e cultural, há muito deveria ter sido libertada do núcleo de São Luís; prova disso é o Hospital Universitário, que creio que só será aberto quando a UEMA Leste for realidade”, ressaltou.

Darlan (PHS) lembrou que o governador Flávio Dino publicou em seu perfil no Facebook que não tinha interesse em criar a UEMA Leste. “Além da autonomia e investimento para Caxias e cidades vizinhas, a UEMA Leste traria mais empregos e mais cursos”, acrescentou o vereador.

Mário Assunção (PPS) não entende como “há pessoas que são contra a universidade que só vai trazer o bem para elas, onde terão autonomia para elaborar seus próprios projetos, buscar recursos para seus cursos. Caxias só tem a se desenvolver”.

Reforçando o discurso de Darlan, o líder do governo, Sargento Moisés (PSD), destacou a fala do governador: “Mais uma vez, esclareço que, no momento, não está em análise no Governo qualquer proposta de criação de nova Universidade no Maranhão. Todo debate é legítimo e propostas serão analisadas. Mas no Governo não há esse debate, nem cogitação, no momento”. Na ocasião, o vereador afirmou que o prefeito de Caxias, Fábio Gentil (PRB), se coloca à disposição do movimento Pró-UEMA Leste.

O vereador Repórter Puliça (PRB) manifestou apoio à regionalização da UEMA e sugeriu a criação de uma caravana para fazer nova solicitação no Palácio dos Leões e na Assembleia Legislativa do Maranhão.

Para Jeronimo (PMN), “não é o governador não querer a UEMA Leste, ou Caxias não merecer, existe um embate dentro da própria UEMA. Está precisando que os professores discutam o assunto entre seus pares”.

Fazendo uso da tribuna, os professores Aluízio Bittencourt e Sílvia Carvalho fizeram mais esclarecimentos quanto à proposta da regionalização, e aproveitaram para responder dúvidas dos parlamentares.

Por fim, a comissão agradeceu aos vereadores pela receptividade e pediu a formalização do apoio da Câmara Municipal através de um documento para ser entregue à outras instâncias políticas. O presidente Catulé encerrou a audiência certificando que atenderá a solicitação dos docentes.

Fonte: Ascom/ Câmara de Caxias

Categoria: Uncategorized

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*