Blog do Walison - Em Tempo Real

O que é preciso saber para o segundo dia do Enem

Amanhã (24), estudantes de todo o país fazem a segunda prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020. Eles terão cinco horas para resolver questões de matemática e de ciências da natureza. Encerrada a aplicação do Enem impresso, o gabarito das provas objetivas deverá ser divulgado até dia 27 e, as notas finais, no dia 29 de março. 

Infográfico - O que leva e o que não levar para a prova do Enem
Infográfico – O que leva e o que não levar para a prova do Enem – Arte/EBC

Algumas dicas podem ajudar os estudantes nesse segundo dia de aplicação. A primeira delas é conhecer as regras do exame e estar atento ao que pode e ao que não pode levar no dia da prova. Por conta da pandemia do novo coronavírus, o Enem terá regras especiais de biossegurança. Este ano, além do documento oficial de identificação com foto e da caneta esferográfica de tinta preta, fabricada em material transparente, itens obrigatórios também nos exames anteriores, a máscara de proteção facial passa a integrar essa lista.

É recomendado que os participantes levem máscaras extras para trocar durante a prova. Haverá nos locais de prova álcool em gel para que os estudantes higienizam as mãos, mas é permitido que os participantes levem seu próprio produto caso desejem.

Os participantes podem levar também a própria água e/ou bebidas não alcoólicas e lanche. Além disso, caso necessitem comprovar que participaram do exame, os estudantes podem, na Página do Participante, imprimir a Declaração de Comparecimento para cada dia de prova, informando o CPF e a senha.

A declaração deve ser apresentada ao aplicador na porta da sala em cada um dos dias. Ela serve, por exemplo, para justificar a falta ao trabalho. 

É importante lembrar que participantes que estiverem com sintomas de covid-19 ou de outra doença infectocontagiosa não devem comparecer ao exame, mesmo que tenham participado do primeiro dia de aplicação. A medida é necessária para que o vírus não se espalhe e mais pessoas sejam contaminadas.

Nesses casos, os candidatos poderão fazer a prova na data da reaplicação, nos dias 23 e 24 de fevereiro. Para isso, poderão fazer o pedido pela Página do Participante até as 12h de hoje (23) ou a partir de segunda-feira (25). 

Na reta final para a prova, professores entrevistados pela Agência Brasilrecomendam, entre outras coisas, que os estudantes descansem, que durmam e se alimentem bem. Na hora da prova, uma dica é conhecer as regras de correção da prova, que utiliza a chamada teoria de resposta ao item (TRI). As questões mais fáceis devem ser respondidas antes. 

Esta edição do Enem traz algumas novidades relacionadas à acessibilidade. Leitor de tela, redação em braile e correção especial das provas de participantes autistas e surdocegos são algumas delas. As medidas somam-se a outras que vêm sendo adotadas pelo exame ao longo do anos, como videoprova em Língua brasileira de Sinais (Libras) e provas com textos e imagens ampliados.

Enem 2020 

O Enem 2020 terá uma versão impressa, que começou a ser aplicada no último domingo (17) e segue amanhã, e uma digital, realizada de forma piloto para 96 mil candidatos, nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro

No primeiro dia de aplicação, o exame teve uma abstenção recorde de 51,5%. Do total de 5.523.029 inscritos para a versão impressa do Enem, 2.842.332 faltaram às provas. 

O exame foi suspenso no estado do Amazonas, onde 160.548 estudantes estão inscritos para as provas; em Rolim de Moura (RO), onde há 2.863 inscritos; e, em Espigão D’Oeste (RO), com 969, devido aos impactos da pandemia nessas localidades. Esses estudantes poderão fazer as provas também na reaplicação, nos dias 23 e 24 de fevereiro. Segundo o Ministério da Educação, foram cerca de 20 ações judiciais em todo o país contrárias à realização do exame. Fonte Agência Brasil.

Valdek Frota Pode Assumir uma Vaga na Câmara de Vereadores e André Jansen uma Secretaria Municipal.

Os trabalhos do legislativo codoense nem mesmo foram iniciados e já tem uma mudança pintando no pedaço, é que o ex-vereador Valdek Frota poderá assumir a qualquer momento uma vaga no respeitado legislativo codoense e o então vereador André Jansen assumiria uma Secretaria Municipal da Região da Trizidela.

De acordo com informações que chagaram até o www.blogdowalison.com.br as conversas já estariam bem adiantadas e o propósito desse feito político seria o de fortalecer ainda mais o grupo do prefeito Zé, com relação ao retorno de Valdek Frota para o legislativo codoense isso seria sem sombra de dúvidas uma notícia muito boa uma vez que durante o tempo em que esteve por lá desenvolveu de forma digna o seu papel como legislador se posicionando sempre a favor da população de Codó.

Já para André Jansen essa secrataria também cairia como água em suas mãos pois como todos sabem sua área de forte atuação é na Região da Trizidela e isso indiscutivelmente fortaleceria ainda mais o seu nome permitindo que estivesse mais perto do homem do campo, sem falar no salário de Secretário Municipal que é o dobro do salário de vereador.

Internautas Questionam Zé Francisco em Programa Mesa Redonda por não cumprir Palavra de pagar Colaboradores da Saúde entre os dias 18 e 20 de Janeiro.

Internautas codoenses questionaram na manhã desse sábado 23/01/2021 em programa Mesa Redonda na Rádio Eldorado, o prefeito Zé Francisco pelo não cumprimento da palavra em que dizia em vídeo que os profissionais da área da saúde estariam recebendo seus respectivos salários entre as datas 18 e 20 desse mês de janeiro, o vídeo foi gravado pelo próprio prefeito que até o momento não efetuou esses pagamentos e tem sido alvo de críticas por muitos codoenses e em especial pelos profissionais que até então estão a ver navios sem nada de dinheiro em suas contas.

Veja o vídeo em que o prefeito afirma que os salários seriam pagos entre os dias 18 e 20 de janeiro de 2021.

Fonte do Vídeo Blogdoacelio

Estado do Amazonas receberá cota extra de vacinas para frear pandemia

O Ministério da Saúde informou nesta sexta-feira (22) que o governo federal vai criar um Fundo Epidemiológico para reforçar a imunização contra a covid-19 e frear o avanço da pandemia no estado do Amazonas, que vive um colapso no sistema de saúde por causa da disseminação do novo coronavírus. Segundo a pasta, a proposta foi aprovada por unanimidade na última quinta-feira (21), na reunião do Fórum de Governadores.   

“O Fundo Epidemiológico foi elaborado em parceria com o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e o Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems) e destina uma cota das novas doses de vacinas para a região que estiver mais impactada pela pandemia no período analisado. Neste momento, as doses serão destinadas ao Amazonas”, informou o ministério, em nota.

Na primeira cota de vacinas, já entregue aos estados, foram distribuídas cerca de 6 milhões de doses da Coronavac, produzida pela farmacêutica Sinovac em parceria com o Instituto Butantan. Neste caso, cada estado recebeu um volume proporcional de doses, de acordo com o tamanho do público-alvo prioritário neste momento, que são profissionais da saúde, idosos que vivem em instituições de acolhimento e indígenas aldeados. A próxima cota de vacinas soma outras 6,8 milhões, sendo 4,8 milhões da Coronavac, que já estão sendo distribuídas, e outras duas milhões de doses do imunizante da AstraZeneca, que chegaram hoje ao Brasil, vindas da Índia

De acordo com o governador do Piauí, Wellington Dias, a proposta aprovada pelos governadores prevê que 5% da nova cota de vacinas seja destinada exclusivamente ao Amazonas, o que representa cerca de 300 mil doses. O restante será distribuído proporcionalmente entre todos os estados, nos mesmos moldes do repasses das primeira cota, de 6 milhões de doses. 

De acordo com dados do Ministério da Saúde, o Amazonas soma 245,1 mil casos de pessoas contaminadas e 6,8 mil mortes, desde o início da pandemia. Apenas na última semana, foram confirmadas 714 novas mortes por covid-19. Entre 10 e 16 de janeiro, o estado registrou aumento de 32% nos óbitos.Fonte Agência Brasil.

Fiocruz libera neste sábado distribuição de vacina aos estados

As 2 milhões de doses da vacina Oxford-AstraZeneca, desenvolvida em parceria com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), começarão a seguir para os estados na tarde deste sábado (23). Depois de chegar em voo da Emirates no Aeroporto de Guarulhos, às 17h20 dessa sexta-feira (22), a carga foi transportada em um avião da Azul até a Base Aérea do Galeão, onde chegou às 22h.

O avião foi recebido na pista por um batismo simbólico, com jatos de água lançados em forma de arco pelos bombeiros do Aeroporto Rio-Galeão.

As vacinas prontas foram fabricadas pelo Instituto Serum, na Índia, e eram aguardadas desde sábado (16), mas tiverem atraso no envio por questões internas da Índia.

Chegada das vacinas da AstraZeneca/Oxford contra Covid-19 produzidas pelo Instituto Serum, na Índia, à base aérea do Galeão para serem encaminhadas à Fiocruz.
O avião com as vacinas da AstraZeneca/Oxford foi recebido na pista por um batismo simbólico  – Fernando Frazão/Agência Brasil

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, recebeu o lote em solo brasileiro, ao lado dos ministros das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, e das Comunicações, Fábio Faria. Também estavam presentes o embaixador da Índia, Suresh Reddy, e a presidente da Fiocruz, Nisia Trindade. Esta última se juntou ao grupo no Rio de Janeiro.

“A encomenda tecnológica prevê 100 milhões de doses para o primeiro semestre. Essas 2 milhões de doses são apenas o início. É o começo do processo. O objetivo do Ministério da Saúde é a vacinação em massa do povo brasileiro. E isso vai nos colocar, rapidamente, no topo da lista do número de vacinados. Com 8 milhões de doses, nós passaremos a ser o segundo país do ocidente que mais vacinou”, disse Pazuello, em pronunciamento à imprensa na Base Aérea.

O ministro Ernesto Araújo ressaltou a cooperação e a relação diplomática com a Índia. “Isto aqui é o começo de uma parceria tanto na área farmacêutica quanto em muitas outras áreas com a Índia. País pelo qual temos uma admiração imensa, uma amizade imensa, que agora se consolida ainda mais”, disse Araújo.

Os ministros da Saúde, Eduardo Pazuello, das Relações Exteriores, Ernesto Araujo, o embaixador da Índia no Brasil, Suresh Reddy, e a presidente da Fiocruz, Nísia Trindade
Os ministros da Saúde, Eduardo Pazuello, das Relações Exteriores, Ernesto Araujo, o embaixador da Índia no Brasil, Suresh Reddy, e a presidente da Fiocruz, Nísia Trindade – Fernando Frazão/Agência Brasil

O embaixador indiano classificou o momento como um dia histórico entre os dois países. “Este dia traz sorrisos e otimismo a muitas pessoas. O Brasil é o primeiro país a receber esta carga e nós estamos muito orgulhosos de fazer parte deste processo. A Índia assegurará vacinas para todos os países e todos os povos”, disse Suresh Reddy.

Para a presidente da Fiocruz, a chegada da vacina é uma vitória da ciência. “Neste momento de perdas, ter a vacina é uma esperança que vem da ciência, que vem do Sistema Único de Saúde. É uma vacina com 70% de eficácia e que poderá ser administrada no intervalo de 12 semanas. Isto será muito importante para o nosso sistema de saúde”, ressaltou Nísia Trindade.

Fiocruz

Da Base Aérea, as vacinas seguiram em caminhões refrigerados para o Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos/Fiocruz), para checagem de qualidade e segurança, além de rotulagem, com etiquetagem das caixas com informações em português.

Esse processo será feito ao longo da madrugada e da manhã de sábado e será realizado por equipes treinadas em boas práticas de produção. A previsão é de que as vacinas estejam prontas para distribuição para todos os estados brasileiros no período da tarde.

Toda a logística de distribuição ficará sob a responsabilidade do Ministério da Saúde, por meio do Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19.

Bolsonaro

Pelo Twitter, o presidente Jair Bolsonaro comentou sobre a chegada das 2 milhões de doses da vacina AstraZeneca/Oxford ao Brasil. Ele disse que foram “negociadas pelo Ministério da Saúde e [a vacina já foi] adquirida também por um grande número de países”.https://platform.twitter.com/embed/index.html?creatorScreenName=agenciabrasil&dnt=false&embedId=twitter-widget-0&frame=false&hideCard=false&hideThread=false&id=1352768577775017986&lang=pt&origin=https%3A%2F%2Fagenciabrasil.ebc.com.br%2Fsaude%2Fnoticia%2F2021-01%2Ffiocruz-libera-neste-sabado-distribuicao-de-vacina-aos-estados&siteScreenName=agenciabrasil&theme=light&widgetsVersion=ed20a2b%3A1601588405575&width=550px

Edição: Fábio Massalli Por Agência Brasil.

Governo do Estado do Maranhão cancela a realização de eventos do carnaval 2021

Milhares de pessoas curtem a folia pré-carnavalesca na Avenida Beira-Mar em São Luís (MA) — Foto: Divulgação/Governo do Maranhão
Milhares de pessoas curtem a folia pré-carnavalesca na Avenida Beira-Mar em São Luís (MA)Foto: Divulgação/Governo do Maranhão

O Governo do Maranhão anunciou o cancelamento da realização das festas oficiais de carnaval em 2021. A Secretaria de Estado da Cultura (Secma) informou que a decisão foi tomada em razão da falta de vacinação em massa contra a Covid-19.

A decisão será publicada nesta sexta-feira (22), no Diário Oficial do estado. No decreto Nº 38.418, de 18 de dezembro de 2020, o governo já havia informado que as datas relativas ao carnaval 2021, iriam ser analisadas até 25 de janeiro, em consulta com as prefeituras municipais e considerando as condições sanitárias relativas à pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

O decreto também proíbe a realização de qualquer evento de grande porte, que gere grandes aglomerações no estado. Festas só serão liberadas caso o evento ofereça segurança sanitária e tenha liberação das autoridades de saúde competentes.

De acordo com o governo, ainda não há previsão de uma nova data para a comemoração do carnaval em 2021 no Maranhão. A definição depende da liberação das autoridades em saúde pública.

O Ministério Público do Maranhão (MP-MA) emitiu uma recomendação, nesta semana, pedindo o cancelamento de festas e aglomerações durante o carnaval. No pedido, o órgão solicita ainda que sejam negadas licenças e autorizações para demais eventos privados que possam gerar aglomeração no estado.

No estado, devido a pandemia, só estão autorizadas a realização de festas e eventos com no máximo 150 pessoas. A pasta informou ainda que a fiscalização de festas privadas de pré-carnaval cabe as prefeituras, a Superintendência de Vigilância Sanitária (Suvisa) e a Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP).

Veja na íntegra a nota da Secretaria de Estado da Cultura (Secma)

“A Secretaria de Estado da Cultura (Secma) informa que, em razão da falta de vacinação em massa contra a Covid-19, o Governo do Maranhão decidiu não realizar qualquer evento que gere grandes aglomerações, a exemplo do carnaval. Eventos desse porte só serão retomados pela gestão estadual quando houver segurança sanitária e liberação das autoridades de saúde competentes.

Também não há previsão de nova data para celebração do carnaval 2021. A definição de um novo calendário da festividade no Maranhão dependerá da liberação das autoridades em saúde pública.

A Secma esclarece ainda que continuará realizando ações em apoio aos profissionais da arte, assim como foi feito em 2020, quando foram lançados editais públicos com recursos estaduais e por meio da Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc (Lei Federal n° 14.017/20), que beneficiou mais de 3.000 fazedores de cultura de todo o Maranhão.

A fiscalização de festas privadas de pré-carnaval que eventualmente descumpram o decreto estadual n° 36.203, de 30 de setembro de 2020 – norma que autoriza apenas eventos com no máximo 150 pessoas – cabe às prefeituras, à Superintendência de Vigilância Sanitária (Suvisa) e à Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP).”Por: G1 MA

IFMA Caxias promove ambientação virtual para novos alunos

Os aprovados na edição 2020.2 do Sistema Seleção Unificada (SiSU) para os cursos de graduação oferecidos pelo Instituto Federal do Maranhão (IFMA) Campus Caxias iniciarão as suas trajetórias acadêmicas nesta sexta-feira (22), conforme a Portaria nº 6246/2020. Para recepcionar os novos estudantes dos cursos Ciências Biológicas e Química, a Diretoria de Desenvolvimento Educacional (DDE) promoverá uma jornada de ambientação virtual nos dias 22, 25 e 26 de janeiro.

A jornada será realizada através da plataforma Google Meet. Para participar, o estudante deve utilizar o e-mail acadêmico e, no horário da atividade, acessar o link da sala virtual, que será enviado pela Coordenação de Curso.

Programação 

Sexta-feira (22)

17h –  Apresentação do Instituto – Raimundo Filho (DDE)

18h – Sistemática de avaliação/Atividades Pedagógicas Não Presenciais (APNPs) –   Carlos Eduardo Soares (DE) e Raquel Carvalho (pedagoga)

Segunda-feira (25)

18h –  Normas Gerais dos Cursos de Graduação/Apresentação do Curso  – Régia Gualter (coordenadora de Ciências Biológicas) e Wallonilson Veras (coordenador de Química)

19h – Calendário Acadêmico e procedimentos de Registro Acadêmico – Renata Ferreira (DRCA)

Terça-feira (26)  

18h – Como utilizar o Google Meet – professor Josenilson Araújo

19h  – Navegando no Google Classroom – professor Luis Fernando Maia e aluna Heloísa GuimarãesPor: Ascom/ IFMA

Sampaio Corrêa vence o Cuiabá por 3 a 1 fora de casa

Na Arena Pantanal, o Cuiabá, que garantiu o acesso antes de a bola rolar, perdeu do Sampaio Corrêa por 3 a 1. O Dourado fica na 3ª posição, com 62 pontos. O time maranhense é o 6º, com 52 pontos. Na rodada final, o Cuiabá mede forças com o CRB, no Rei Pelé. O Sampaio encara o Oeste, no Castelão.

Pressão do Dourado e gols do Sampaio.

Garantido na elite do futebol nacional, o Cuiabá até tentou esboçar uma pressão em cima do adversário. Elvis assustou em chute de fora da área e Elton teve a principal oportunidade, mas ele escorregou na hora do chute e a bola passou rente ao poste. Nos minutos finais o Sampaio chegou aos gols. No primeiro, Marcinho achou Jackson, que bateu forte para dentro da rede. Aos 44 minutos, Léo Costa foi lançado, aproveitou o erro de João Carlos e empurrou para dentro do gol, 2 a 0.

Ataque contra defesa e gol no final

Com a intenção de recuperar o prejuízo, o Cuiabá se lançou ao ataque e logo de cara teve um pênalti. Elton cobrou e Mota se esticou todo para defender. Mesmo com o baque, o Dourado permaneceu no ataque e chegou a balançar a rede através de Felipe Ferreira, que teve uma grande felicidade no chute de fora da área. O gol deu ânimo e o Dourado criou boas chances de empatar, mas faltou capricho na hora de concluir as jogadas. No apagar das luzes, Mailson achou Dione e deu o triunfo ao Sampaio

CUIABÁ 1 X 3 SAMPAIO CORRÊA

Local: Arena Pantanal, Cuiabá (MT)

Data-Hora: 22/1/2021 – 21h30

Árbitro: André Rodrigo Rocha (TO)

Auxiliares: Evandro de Melo Lima (SP) e Alberto Poletto Masseira (SP)

Cartões amarelos: Romário, Lucas Ramon, Auremir, Elvis (CUI), (SPC)

Gols: Jackson (41’/1ºT) Léo Costa (45’/1ºT) Felipe Ferreira (32’/2ºT) Dione (46’/2ºT)

CUIABÁ: João Carlos; Ramon, Ednei, Anderson Conceição e Romário; Auremir (Matheus Barbosa, aos 27/2ºT), Gava e Elvis (Felipe Ferreira, aos 28/2ºT); Felipe Marques (Willians Santana, aos 18/2ºT), Marcinho (Yago, aos 18/2ºT) e Elton (Jenison, aos 18/2ºT). Técnico: Allan Aal.

SAMPAIO CORRÊA: Mota; Diego Tavares (Roni, aos 30/2ºT), Jécio, Daniel Felipe e Joazi; Andrés Luiz (Serginho, aos 35/2ºT), Léo Costa, Kis (Mailson, aos 43/2ºT) e Marcinho (Dione, aos 35/2ºT); Jackson e Roney. Técnico: Léo Condé.