Blog do Walison - Em Tempo Real

47º EXPO-CODÓ: Dia 28 acontece a grande Cavalgada e as 10 hs da manhã a apresentação da cantora Karol Bezerra

PUBLICIDADE

DIA 28 de Julho acontece a grande Cavalgada Às 07H00 – café da manhã com a  saída do Posto Cobel 2 rumo ao Parque de Exposição Walter Zaidan onde irá acontecer a Abertura oficial às 10H00 com Churrasco da ACRIVI, com a presença do Prefeito de Aldeias Altas José Reis.

As 10 hs da manhã acontece a apresentação da cantora Karol Bezerra animar o publico com seu repertorio.

Organização:
ACRIVI ATIVO E PREFEITURA DE CODÓ

Em Codó homem é preso após invadir o quartel e tentar roubar uma moto no estacionamento

Por volta das 15h desta terça-feira, 16/07, policiais militares do 17º BPM efetuaram a prisão em flagrante de um homem identificado por Claudino Vinicius S. Sousa de 20 anos, após ousadamente ter invadido as dependências internas do quartel da policia militar e tentar furtar uma motocicleta que estava estacionada no pátio, sendo abordado por um policial onde o referido ainda tentou agredir o militar travando uma luta corporal, onde foi imobilizado com o apoio de uma guarnição.

O acusado recebeu voz de prisão e foi encaminhado para a 4ª DRPC sem lesões corporais para que as medidas cabíveis sejam tomadas.

*ASSCOM 17º BPM*

Governador Flávio Dino entrega segunda etapa do Hospital do Servidor

Mais acesso a serviços especializados de saúde, tranquilidade e segurança no tratamento ao servidor do Estado com a inauguração da segunda etapa de obras do Hospital do Servidor do Maranhão. O governador Flávio Dino esteve na unidade, localizada no Calhau, e entregou novas alas de exames e atendimento médico. As obras de construção do novo hospital iniciaram ano passado e seguem o cronograma previsto.


Ala inaugurada conta com novas salas de exames e laboratórios (Foto: Karlos Geromy)

Acompanhado de comitiva de secretários e servidores, o governador Flávio Dino conheceu as novas alas da unidade inaugurada. O prédio conta com salas de exames laboratoriais e exames cardiológicos como testes ergométricos, ecocardiogramas, mapas e holteres, além dos serviços odontológicos de consultório e raio-x. Os atendimentos já podem ser solicitados pelos servidores públicos estaduais.

O governador Flávio Dino enfatizou que os servidores merecem unidades dignas de trabalho e atendimento, cuja valorização reflete em toda a sociedade e o novo hospital materializa esse respeito. “Com a unidades vamos ampliar os serviços já oferecidos e completando o conjunto de principais especialidades em consulta, exame e clínica médica. Neste evento, prestamos conta do que está sendo realizado e compartilhando mais esta conquista com nossa equipe, servidores e todos os maranhenses”, pontuou.

“Neste momento, o Governo do Estado cumpre o resultado de esforço da gestão para garantir ao servidores um melhor atendimento, mais digno e devolver a eles o que lhes é direito em uma assistência à saúde qualificada”, avaliou a secretária Estado da Gestão, Patrimônio e Assistência dos Servidores (Segep), Flávia Alexandrina Moura.


Equipe médica agora conta com novas salas de exame (Foto: Karlos Geromy)

O Hospital do Servidor do Maranhão vai contribuir para ampliar a assistência à saúde dos servidores públicos estaduais ativos, inativos e seus dependentes. Os serviços serão entregues em três etapas, sendo a primeira ano passado que compreendeu ambulatório com 18 consultórios médicos em várias especialidades. São elas: clínica médica, cardiologia, ortopedia, ginecologia, psiquiatria, pediatria, endocrinologia, nutrição, reumatologia, pneumatologia, hematologia, neurologia pediátrica, alergologia e dermatologia.

O projeto de construção da nova unidade envolve as secretarias da Saúde (SES), de Infraestrutura (Sinfra), Segep e a Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (Emserh). Na solenidade estavam presentes ainda os secretários de Estado de Saúde (SES), Carlos Lula e da Infraestrutura (Sinfra), Clayton Noleto.

O Hospital do Servidor do Maranhão ocupa área atrás do Hospital Carlos Macieira, na Avenida Jerônimo de Albuquerque, Calhau. Para ter acesso aos atendimentos, o servidor estadual deve estar vinculado ao Fundo de Benefício dos Servidores do Estado do Maranhão (Funben). Consultas podem ser agendadas pelo (98) 3311-6132, de segunda a sexta-feira.

Ascom

GAECO faz prisões em Caxias e Aldeias Altas combatendo fraude em licitações

O Ministério Público do Estado do Maranhão e a Polícia Civil deram cumprimento a mandados de prisão temporária e de busca e apreensão, na manhã desta terça-feira, 16, nas cidades de Aldeias Altas, Caxias e São Luís, em razão de decisão judicial da 2ª Vara Criminal da Comarca de Caxias.

Foram presos temporariamente Antônio José de Sousa Paiva (secretário Municipal de Infraestrutura de Aldeias Altas) e Jaime Neres dos Santos (presidente da Comissão Permanente de Licitação de Aldeias Altas). Este último também foi preso em flagrante por posse ilegal de arma e o primeiro por subtração de documento público.

Estão em aberto os mandados de prisão temporária de Melissa Lima Barroso, Paulo Roberto Feitosa Wanderley, Paulo Valério Mendonça (empresário) e George Luis Damasceno Borralho, que podem ser considerados foragidos, caso não se apresentarem espontaneamente.
A referida decisão judicial, que resultou na operação, atendeu pedido da 1ª Promotoria de Justiça da Comarca de Caxias, que apura possíveis irregularidades na contratação da empresa M L Barroso Moura – ME para a realização de serviços de limpeza urbana na cidade de Aldeias Altas no ano de 2017, cujo contrato foi aditivado nos anos de 2018 e 2019.
De acordo com a investigação, o procedimento licitatório foi superfaturado, bem como foram identificados indícios de associação criminosa com o objetivo de fraudar a licitação, envolvendo tanto a empresa vencedora do certame como também uma das perdedoras, a Impacto Construção Civil Ltda., cujo responsável legal, Paulo Valério Mendonça, recebeu mais de R$ 1 milhão da empresa M L Barroso Moura – ME.

Além disso, foi constatado que a empresa investigada também fez transferências bancárias para familiares do secretário Municipal de Infraestrutura, Antônio José Sousa Paiva, e do presidente da Comissão Permanente de Licitação, Jaime Neres dos Santos.

Coordenaram a operação a 1ª Promotoria de Justiça da Comarca de Caxias e as unidades do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco), de São Luís e Timon, bem como a Superintendência de Prevenção e Combate à Corrupção (Seccor ) e a Superintendência de Polícia Civil do Interior (SPCI).

Localizado a 399 km de São Luís, o município de Aldeias Altas é termo judiciário de Caxias.

Redação: CCOM-MPMA

Governador Flávio Dino realiza vistoria a obras de infraestrutura na capital

O governador Flávio Dino realizou visita técnica a obras de infraestrutura em vários pontos da capital para acompanhar a execução dos serviços. São espaços a revitalizar e outros com serviços em andamento, promovidos pelo Governo do Estado, com fins a promoção de melhorias nas condições de vias urbanas. A agenda, na manhã desta segunda-feira (15), teve presença de secretários de Estado.


No Parque Vitória está em andamento a obra de drenagem profunda para que seja feita a pavimentação (Foto: Karlos Geromy)

“São obras de grande importância, que demandam esforços e são realizadas por etapas para que se tenha um trabalho de qualidade e resolutivo. As vias estão recebendo drenagem, que não havia antes e é uma fase necessária para que possamos aplicar a pavimentação e, assim, solucionar problemas como alagamentos e outros”, enfatiza o governador Flávio Dino.

A MA-204, entre Paço do Lumiar e São José de Ribamar, foi o primeiro ponto a ser vistoriado pelo governador. A via está com serviços na etapa de drenagem, concentrada na altura do Mocajituba. Serão 1.300 metros de drenagem construídas para solucionar problemas históricos de alagamentos na região. O trecho da via em Mocajituba também está contemplado no projeto e será requalificado.

O projeto inclui recapeamento asfáltico da rodovia, drenagem profunda em alguns pontos, construção de sarjeta e meio-fio, além de requalificação do acostamento da MA-204. A iluminação também será trocada por led, tecnologia que vai constar em outras rodovias da Grande Ilha. As intervenções alcançam uma extensão de 14 quilômetros. O objetivo é melhorar a infraestrutura das rodovias da Grande Ilha com sinalização, iluminação e outras ações estruturantes.

“Este pacote de obras vem reforçar o compromisso e empenho do governador Flávio Dino com a mobilidade urbana, qualidade de vida e segurança dos usuários que trafegam diariamente pelas vias. O programa de melhorias infraestruturais contemplam área de grande adensamento populacional e a gestão trabalha para que esses benefícios possam ser usufruídos pelos moradores o mais breve possível”, destaca o secretário de Estado da Infraestrutura (Sinfra), Clayton Noleto.

A agenda seguiu com vistoria aos serviços na região que compreende os bairros Jardim Turu e Parque Vitória. A área recebeu drenagem profunda e, agora, estão em andamento serviços de pavimentação asfáltica. Os bairros Parque Jair e Alto Turu também estão incluídos no projeto. Os corredores de transporte coletivo no entorno destes bairros também serão beneficiados com o conjunto de ações do Governo do Estado.

Também estiveram presentes na vistoria técnica o secretário de Estado de Governo, Diego Galdino; e o presidente da Agência Executiva Metropolitana (AGEM), Lívio Mendonça Corrêa.

Ascom

Prefeito Nagib assina decreto para formação do Comitê Municipal de Enfrentamento a Mortalidade da Juventude Negra

Com objetivo de formar o Comitê Municipal de Enfrentamento a Mortalidade da Juventude Negra, no âmbito do plano Juventude Viva, a Secretaria de Estado da Juventude (Seejuv) esteve em Codó entre os dias 9 e 10 de julho realizando a formação dos órgãos da esfera estadual, municipal e sociedade civil que atuarão no comitê que será responsável pela elaboração e acompanhamento do Plano Municipal do Juventude Viva.

A formação apresentou o diagnóstico nacional das vulnerabilidades da juventude negra e o resultado do diagnóstico estadual realizado em nove cidades que estão no Plano Juventude Viva, além de planejar a campanha de combate ao racismo institucional e elencar quais são as propostas do município que irá compor o Plano Estadual de enfrentamento à mortalidade da Juventude Negra.

O prefeito Francisco Nagib, via decreto, reforçou seu compromisso ao criar o Comitê de Enfrentamento a Vulnerabilidade da Juventude Negra, que também tem por objetivo a criação e implantação de políticas pautadas em emprego, educação, segurança pública e equidade social.

Enfrentando de fato a vulnerabilidade que nos assola, junto com o Estado, Município e sociedade civil é que podemos pautar políticas publicas de enfrentamento e assim construir um presente e futuro melhor. Agradecemos ao prefeito Nagib por apoiar a formação do comitê, como um passo importante para efetivação do Juventude Viva no Estado, pois com os comitês municipais formados e atuantes serão grandes atores e parceiros para efetivação das Políticas Pública de combate a mortalidade da Juventude Negra”, disse o Superintendente Municipal de Juventude de Codó, Valdeci Calixto.

Projeto Juventude Viva

O projeto, realizado em parceria com a Secretaria Nacional de Juventude a partir do Plano de Prevenção a violência contra a juventude negra, visa criar condições para superação dos impactos psicossociais gerados em suas famílias e combatendo a padronização da violência e a estigmatização do jovem negro.

No Maranhão, são nove municípios que aparecem no Mapa da Violência como as cidades mais vulneráveis para a juventude negra. São elas Timon, São Luís, São José de Ribamar, Caxias, Imperatriz, Açailândia, Bacabal, Paço do Lumiar e Codó.

Ascom

IFMA Caxias oferta 84 vagas para graduados e transferidos em cursos EaD

O Instituto Federal do Maranhão (IFMA) Campus Caxias está com inscrições abertas para o seletivo de transferências interna e externa e para a admissão de alunos graduados para ingresso no segundo semestre de 2019 em cursos a distância. Ao todo, são ofertadas 84 vagas, distribuídas em 6 Polos de Apoio Presencial. Para o curso de licenciatura em Pedagogia, estão sendo ofertadas 41 vagas, sendo 10 para Caxias, 06 para Imperatriz, 12 para São Luís e 13 para Timbiras. Já o curso de Formação Pedagógica oferta 43 vagas, sendo 07 para Barra do Corda, 12 para Caxias, 16 para Imperatriz e 08 para Viana. As inscrições são gratuitas e seguem até o dia 24 de julho, pela internet.

Podem concorrer às vagas de graduados os candidatos que possuem diploma de  curso superior registrado pelo órgão competente. Além disso, deve haver afinidade entre o curso no qual é graduado e o curso pretendido. Já para as vagas de transferência externa, o interessado deve estar regularmente matriculado ou estar com matrícula trancada em outra Instituição de Ensino Superior. Ele deve estar cursando a partir do segundo período e não pode estar no último ano letivo do curso. As vagas para transferência interna devem ser ocupadas por alunos do IFMA que desejam mudar de curso, desde que haja relação entre as disciplinas do curso no qual ele está matriculado e aquele no qual ele pretende estudar.

Conforme Edital Nº 188/2019, podem concorrer às vagas candidatos com formação em bacharelado em tecnólogo ou cursando graduação em Formação Pedagógica. Em relação à Pedagogia, o Edital 189/2019 considera áreas afins curso superior em Antropologia, Ciências Sociais, Filosofia, Pedagogia, Psicologia, Sociologia, Teologia e áreas afins.

A seleção

A classificação dos inscritos será feita a partir da média global obtida pelo aluno em todo curso (para graduados) ou ao longo do curso (para transferidos). A previsão é que o resultado seja divulgado no dia 25 de julho. Os candidatos classificados realizarão suas matrículas de 29 de julho a 02 de agosto, em horário de atendimento do Departamento de Registros e Controles Acadêmicos (DRCA) do Campus Caxias ou no Polo de Apoio Presencial para o qual pleiteia vaga.

Clique aqui para acessar o edital e realizar inscrição para Formação Pedagógica

Clique aqui para acessar o edital e realizar inscrição para Pedagogia

Sobre os cursos

Os cursos estão sendo ofertados pelo Campus Caxias, em parceria com o Centro de Referência em Tecnologia (Certec), em sete Polos de Apoio Presencial: Açailândia, Barra do Corda, Caxias, Imperatriz, São Luís, Timbiras e Viana.

curso de Pedagogia é destinado aos candidatos que concluíram o Ensino Médio e tem duração de 04 anos. O objetivo do curso é contribuir com a formação e aperfeiçoamento de professores das Redes Federal, Estadual e Municipal de educação básica que ainda não possuem graduação plena no magistério superior, para que possam ser favorecidos na formação docente e no conteúdo do desenvolvimento da prática educativa.

Já o curso de Formação Pedagógica para Graduados não Licenciados é destinado a candidatos que concluíram o curso superior em bacharel ou tecnólogo. Com duração de 02 anos, o objetivo do curso é contribuir com a formação e aperfeiçoamento de professores das Redes Federal, Estadual e Municipal de educação básica que possuem graduação plena, porém não são Licenciados, para que possam ser favorecidos na formação docente e no conteúdo do desenvolvimento da prática educativa.Por ASCOM IFMA

Homem mata amigo a pauladas por causa de dívida de R$ 10 no MA

Segundo a polícia, José Hildo já foi preso também por ter espancado um bebê — Foto: Divulgação/Polícia
Segundo a polícia, José Hildo já foi preso também por ter espancado um bebê — Foto: Divulgação/Polícia

Um homem identificado como José Hildo foi preso na segunda-feira (15) pela polícia no município de Timon, após matar a pauladas um amigo por causa de uma dívida na casa dos dez reais.

Segundo a polícia, o crime aconteceu no domingo (14), mas só na manhã da segunda José Hildo, que também é conhecido como “Ié”, foi preso ao se apresentar na delegacia de Timon. O corpo da vítima foi localizado próximo às margens do Rio Parnaíba.

Ao ser questionado pela policia sobre as causas do assassinato o meliante alegou que teria matado o suposto amigo em virtude de uma dívida no valor de dez reais, essa foi apenas mais uma vida perdida por um motivo banal.

José Hildo já foi preso em outro momento por ter espancado uma criança e agora cai nas garras da justiça novamente por ter tirado a vida de uma pessoa, diante dos fatos ele agora responderá pelo crime cometido e espera-se que passe um bom tempo atras das grades.

Menos da metade dos estudantes aprende sobre segurança na internet

Alunos aguardam com ansiedade o momento de trocar os livros pelo tablet

Menos da metade dos estudantes de escolas públicas, 44%, receberam orientações dos professores sobre como usar a internet de um jeito seguro, de acordo com a pesquisa TIC Educação, do Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br), divulgada hoje (16). Um percentual ainda menor, 33%, diz que os professores falaram sobre o que fazer se algo os incomodasse na rede.

Ao todo, foram entrevistados 11.142 estudantes de 5º e 9º ano do ensino fundamental e do 2º ano do ensino médio, em todo o país. A pesquisa mostra que o cenário é diferente nas escolas públicas e nas particulares. Nas privadas, 68% dizem ter aprendido com docentes sobre segurança na rede e 59% terem recebido orientações para agir caso algo os incomode.

Crianças usam tablet
Apenas 6% das escolas em 2018 tiveram acesso a tablets – Tomaz Silva/Agência Brasil

A pesquisa mostra ainda que a maior parte dos estudantes (78%) navega sozinha, em busca de informações sobre tecnologias. O mesmo percentual se informa por vídeos ou tutoriais disponíveis na internet. Entre os estudantes, 76% dizem também se informar com amigos ou parentes. Um percentual menor, 44%, diz se informar com os professores.

Por outro lado, a maioria dos professores entrevistados, 67%, diz que estimulam os alunos a debaterem sobre problemas que enfrentam na internet e 61% dizem que promovem debates com os alunos sobre como usar a internet de forma segura.

No total, 38% dos docentes afirmaram que ajudaram algum aluno a enfrentar situações ocorridas na internet, como bullying, discriminação, assédio e disseminação de imagens sem consentimento. Os professores disseram que estão se aprimorando em relação às tecnologias, ainda que por conta própria.

Nos últimos 12 meses, 65% dos docentes participaram de cursos ou palestras sobre uso de tecnologias em conteúdos da própria disciplina de atuação e, 57%, de cursos sobre formas de orientar os alunos sobre o uso seguro do computador, da Internet e do celular.

Acesso à rede

O ensino sobre tecnologias esbarra, no entanto, muitas vezes na infraestrutura das escolas, onde faltam computadores e um bom acesso à internet.

“A infraestrutura ainda é um desafio para os professores, tanto no que diz respeito à atualização dos computadores, à velocidade de conexão, quanto ao fato de em algumas escolas não haver sequer conectividade que seja suficiente para atender alunos e professores”, disse a coordenadora da pesquisa TIC Educação, Daniela Costa. “Ao invés de usar a sala de informática, que tem horário para usar e que nem sempre tem conexão que funciona, eles usam o próprio celular”.

Consumidor critica limitação à internet
Escolas rurais com computadores cairam de 50% para 43% de 2017 para 2018 – Arquivo/Agência Brasil

A pesquisa mostra que 51% dos professores de escolas públicas e 44% de particulares tiveram que usar o próprio 3G ou 4G em atividades pedagógicas. Tanto nas públicas quanto nas particulares, 27% dos alunos usaram os próprios pacotes de dados do celular para atividades educacionais. No total, quando usaram celulares, 27% dos professores e 10% dos alunos usaram o wi fi da escola.

A porcentagem de professores que usaram telefones celulares em atividades com os estudantes foi 58% em escolas públicas e 52%, nas particulares.

Dispositivos pessoais

O acesso é ainda mais crítico nas escolas rurais, onde 52% dos responsáveis pelos centros de ensino dizem que os professores levam o próprio dispositivo para desenvolver atividades com os alunos.

A porcentagem de escolas rurais com computadores caiu de 50% para 43% de 2017 para 2018; de escolas com computador portátil caiu de 34% para 30%. Apenas 6% das escolas – tanto em 2017 quanto em 2018 – disseram ter acesso a tablets.

Nem todos esses equipamentos, no entanto, estão conectados à internet. Enquanto nas escolas urbanas 98% das escolas têm ao menos um computador com acesso à internet, entre as escolas localizadas em áreas rurais, essa porcentagem cai para 34%. Pouco menos da metade, 43%, das escolas rurais afirma não possuir acesso à internet por falta de infraestrutura na região onde a instituição se localiza e 24% dizem não estar conectadas pelo alto custo da conexão.

De 2017 a 2018, aumentou nessas escolas o uso de celulares para atividades administrativas. Em 2017, 48% disseram usar o aparelho para, por exemplo, se comunicar com os pais dos alunos ou com a Secretaria de Educação, acessar páginas da internet e enviar mensagens. Em 2018, esse percentual passou para 58%. Aumentou também o uso de aparelhos pessoais, não custeados pela escola, de 42% para 52% dos estabelecimentos.

Apenas 18% das escolas afirmaram ter pelo menos um computador para uso dos alunos; 11% pelo menos um computador portátil para que os estudantes usem; e 2%, pelo menos um tablet.

Para a coordenadora da pesquisa TIC Educação, Daniela Costa, além de ser apoio ao ensino e aprendizagem, a tecnologia permite também acesso a informação, ao conhecimento e a serviços. “A tecnologia é uma forma de inclusão social, de acesso a serviços. Se a gente pensar nas desigualdades de uso, isso significa também o não acesso a diversos âmbitos sociais. A inscrição no Enem [Exame Nacional do Ensino Médio], por exemplo, não é feita sem acesso à internet”, disse.

Internet nas escolas

O Ministério da Educação (MEC) anunciou, na semana passada, que pretende conectar, por meio do programa Inovação Educação Conectada, 6,5 mil escolas rurais por meio de satélite em banda larga em todos os estados, beneficiando 1,7 milhão de estudantes. Para isso, serão investidos R$ 120 milhões até o fim de 2019. A pasta afirmou que repassará R$ 114 milhões para fomentar a internet em 32 mil colégios urbanos. A intenção é beneficiar 17 milhões de alunos.

As metas estão entre os itens que constam no Compromisso Nacional pela Educação Básica, documento apresentado pelo Ministério da Educação (MEC) como um plano de ação na educação básica, que vai da educação infantil ao ensino médio.

Pesquisa

A 9ª edição da pesquisa TIC Educação foi realizada em todo o país com 11.142 estudantes de 5º e 9º ano do ensino fundamental e do 2º ano do ensino médio. Participaram ainda 1.807 professores de língua portuguesa, de matemática e que lecionam múltiplas disciplinas, 906 coordenadores pedagógicos e 979 diretores. Todos de escolas localizadas em áreas urbanas. Compõem também a amostra 1.433 diretores ou responsáveis por escolas rurais.

As entrevistas e os questionários foram aplicados entre agosto e dezembro de 2018. A pesquisa foi realizada pelo CGI.br por meio do Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação do Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR. Por agência Brasil.